Domingos da Costa

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

O Domingos da Costa é uma pequena vila existente na zona rural do Município de Boa Viagem, distante pouco mais de 18 quilômetros do Centro da cidade de Boa Viagem, no Estado do Ceará.
Dentro da divisão politico-geográfica, em relação ao Marco Zero, essa vila está na região leste do Município de Boa Viagem.

A ORIGEM DE SEU TOPÔNIMO:

Designação toponímica classificada como complexa, possui a sua origem ainda incerta.

“O nome Domingos da Costa vem desde o século XVIII. Diz a lenda que os perseguidores do casal fundador de Boa Viagem chegaram a essa região e se arrancharam. Sendo um deles acometido com uma grave doença, resolveram voltar, dando assim as costas ao lugar e desistindo da perseguição. Deste modo, essa localidade passou a chamar-se Domingos da Costa. Existe a hipótese de ter morado alguém com este nome, pois reside atualmente gente da família Costa naquele lugar.” (FRANCO & CAVALCANTE VIEIRA, 2007: p. 21)

AS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

Nos últimos anos da década de 1930 essa localidade era habitada basicamente por três famílias, que tinham suas casas distantes umas das outras até que uma delas resolveu investir em uma pequena mercearia, despertando o interesse para que as próximas habitações fossem construídas em suas imediações, surgindo daí outras mercearias.

“Antes quase não havia casas, somente três famílias habitavam o lugar: Dona francisquinha Barbosa – Professora; Sabino Pereira Lima (Sabino Cosmo) – Fundador da vila e dono do terreno até o ano de 1942; e os dois irmãos Zé Carneiro e Cordeiro, que eram comerciantes. Hoje os terrenos pertencem aos Albertos e a outros herdeiros. Naquela época o que mais prosperava era o comércio. Tinha de tudo, até farmácia, e o que mais dava lucro eram os tecidos. Tudo era transportado através de jumentos e burros. Eles compravam todos os tipos de cereais e, inclusive, o seu Zé Carneiro negociava com algodão e ajudava no sustento da família. Com a saída do Zé Carneiro, a comunidade enfraqueceu, pois o que reinava era o comércio. Hoje a terra pertence aos herdeiros.” (FRANCO & CAVALCANTE VIEIRA, 2007: p. 21-22)

Mais tarde, nos primeiros anos da década de 1950, graças ao desenvolvimento do local, esse pequeno povoado foi elevado a condição de vila do Distrito de Domingos da Costa.
Em nossos dias, por conta de sua proximidade com a cidade, da facilidade do transporte, da especulação imobiliária e da falta de interesse de seus representantes políticos a vila vem perdendo o seu número de moradores.

AS LOCALIDADES DE SUA VIZINHANÇA:

O acesso para vila de Domingos da Costa, saindo da cidade de Boa Viagem, é feito por via terrestre através da Rodovia Estadual CE-266, possuindo acesso para outras localidades por meio de rodovias municipais, que lamentavelmente não possuem nomenclatura que facilitem a sua identificação.

Imagem do mapa da região.

A vila de Domingos da Costa tem em sua vizinhança as seguintes localidades: Extrema, Lajes, Papa Leite, Poço do Gado, Riacho da Boa Sorte e Timbaúba.

OS EQUIPAMENTOS EXISTENTES NA VILA:

Na vila de Domingos da Costa os seus habitantes possuem alguns equipamentos para facilitar as suas vidas, bem como a dos moradores de sua vizinhança, sendo eles:

  1. A Capela do Sagrado Coração de Jesus;
  2. A Escola de Ensino Fundamental David Vieira Carneiro;
  3. A Escola de Ensino Fundamental Manoel Alberto da Costa;
  4. A Praça Jacob Angelim de Sousa;
  5. A Unidade Básica da Saúde Jacob Angelim de Sousa;
  6. O Cartório Dr. Antônio Álvaro Fernandes;
  7. O Cemitério do Sagrado Coração de Jesus;
  8. O Posto dos Correios.

BIBLIOGRAFIA:

  1. FRANCO, G. A.; CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  3. PELOSI FALCÃO, Marlio Fábio. Dicionário Toponímico, Histórico e Geográfico do Nordeste. Fortaleza: Artlaser, 2005.
  4. VIEIRA FILHO, José. Minha História, Contada por Mim. Fortaleza: LCR, 2008.