Simplício Antero da Silva

Simplício Antero da Silva nasceu no dia 4 de março de 1919 no Município de Catolé do Rocha, que está localizado no Sertão paraibano, distante 411 quilômetros da cidade de João Pessoa, sendo filho de Antero José da Silva e de Maria Rachel do Espírito Santo.
Na época em que veio ao mundo residia com os seus pais em uma localidade denominada de “Sítio Poço do Canto”, próximo de um povoado que era denominado de “Brejo dos Cavalos”, que algum tempo depois, ao receber a sua emancipação política, mudou o seu topônimo para “Brejo dos Santos”.

“O Distrito foi criado com a denominação de Brejo dos Santos, pela lei estadual nº 2.641, de 20 de dezembro de 1961, subordinado ao Município de Catolé do Rocha. Foi elevado à categoria de Município com a denominação de Brejo dos Santos pela lei estadual nº 3.320, de 3 de junho de 1965, desmembrado de Catolé do Rocha, com sede no atual Distrito de Brejo dos Santos. O Município foi instalado em 27 de dezembro de 1966.” (IBGE, 2010: A História do Município de Brejo dos Santos. Disponível em https://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=250290&search=paraiba|brejo-dos-santos|infograficos:-historico. Acesso no dia 29 de outubro de 2017)

Em sua infância, nos últimos anos da década de 1920, com a morte prematura de seus pais, acompanhou a família do seu irmão mais velho, Manoel Antero da Silva, que decidiu migrar para o Município de Boa Viagem, no Estado do Ceará.
Nessa época, seguindo o exemplo de Martins José da Silva, que era cunhado de José Santos Filho, cunhado de seu irmão mais velho, depois de receber informações por cartas, resolveu deixar o Estado da Paraíba para morar no Estado do Ceará, habitando durante algum tempo na zona rural desse Município em uma localidade denominada de Santa Cruz, também chamada de “Marmilona”, nas proximidades da vila de Domingos da Costa.
Nessa jornada, veio acompanhado de outros irmãos, sendo eles: Pedro Antero da SilvaRaimunda Antero da Silva e Isabel Antero da Silva.
Mais tarde, por conta da seca ocorrida em 1932 e da decisão de seu irmão mais velho migrar para o Estado do Pará, resolveu acompanhar a família de seu irmão Pedro Antero da Silva, que não sabemos por qual motivo resolveu estabelecer-se no Município de Parambu, na fronteira do Estado do Ceará com o Estado do Piauí.
Segundo informações existentes no livro B-12, pertencente ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo nº 1.660, folha 157v, no dia 9 de maio de 1949, aos 30 anos de idade, contraiu matrimônio com Maria do Carmo da Silva, que nasceu no dia 25 de outubro de 1928, sendo filho de Manoel José da Silva e de Francisca Agostinha da Conceição.
Residiu durante muitos anos em sua propriedade, que estava localizada em Riacho do Saquinho, nas proximidades da vila de Olho d’Água dos Facundos.
No dia 12 de novembro de 1989, juntamente com os seus familiares, foi surpreendido pelo falecimento de uma de suas irmãs, Raimunda Antero da Silva, que faleceu na localidade de Capitão-Mor, aos 72 anos de idade.
Alguns anos depois, no dia 25 de maio de 1994, foi a vez de lamentar pelo falecimento de seu irmão mais velho, Manoel Antero da Silva, que faleceu na localidade de Barra das Aroeiras, nas proximidades da vila de Boqueirão, prestes a completar 97 anos de idade.
No dia 18 de agosto de 2012, segundo informações existentes no livro C-08, pertencente ao Cartório Geraldina, tombo nº 6.146, folha 70, faleceu na cidade de Boa Viagem, aos 93 anos de idade.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, n° 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

BIBLIOGRAFIA:

  1. IBGE. A História do Município de Brejo dos Santos. Disponível em https://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=250290&search=paraiba|brejo-dos-santos|infograficos:-historico. Acesso no dia 29 de outubro de 2017.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  3. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Andarilhos do Sertão. A Chegada e a Instalação do Protestantismo em Boa Viagem. Fortaleza: PREMIUS, 2015.