Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

A Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro é uma banda de concerto que é financiada com recursos da Prefeitura Municipal de Boa Viagem, sendo as suas atividades coordenadas pela Secretaria da Cultura, Turismo e Lazer, tendo a sua sede provisória no Núcleo de Arte e Cultura José Assef Fares, que está localizado na Rua Padre Pedro Vitorino Dantas, nº 311, no Centro da cidade de Boa Viagem, no Município de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem da Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro, em 1985.

Uma banda de concerto também recebe outros nomes, sendo alguns deles: conjunto de sopros, banda sinfônica, sinfonia de sopros, orquestra de sopros, banda de sopros, sopros sinfônicos, banda sinfônica ou conjunto de sopros sinfônicos. Nessa banda, além dos instrumentos de sopro, metais e percussão, existe também contrabaixo, bateria, violão e outros instrumentos que expressam melodias de forma harmônica.

A BASE LEGAL DE SUA CRIAÇÃO:

A Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro foi criada por meio da lei nº 447, de 8 de setembro de 1987, na gestão do Prefeito José Vieira Filho – o Mazinho, tendo regulamentado o nome do seu patrono por meio da lei nº 594, de 22 de agosto de 1994, na gestão do Prefeito Antônio Argeu Nunes Vieira.

O SÍMBOLO DA BANDA:

A palavra símbolo designa um tipo de signo em que o significante representa algo abstrato, por força de convenção ou semelhança, sendo um elemento essencial no processo de comunicação, encontrando-se difundido pelo quotidiano e pelas mais variadas vertentes do saber humano.
A representação específica para cada símbolo pode surgir como resultado de um processo natural ou pode ser convencionado de modo a que o receptor, uma pessoa ou grupo específico de pessoas, consiga fazer a interpretação do seu significado implícito e atribuir-lhe determinada conotação.
A Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro possui apenas um símbolo que a identifica, sendo ele:

O BRASÃO:

O brasão da Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro foi criado em 1999 pelo Maestro João Leonardo de Souza Leonel, recebendo os detalhes gráficos por  Renato Farias de Paiva.

Imagem do brasão da Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro.

O brasão dessa banda carrega um conjunto de detalhes que resumem um pouco de sua história, são eles:

  • A trompa: Instrumento de sopro da família dos metais, sendo o segundo mais agudo, é considerado como um dos instrumentos essenciais de qualquer banda e seu ancestral mais antigo remete ao chifre, um dos equipamentos musicais mais antigos a serem utilizados pelo homem.
  • A data: No brasão está o ano de 1985, o período em que ocorreu a sua formação primeira.
  • A cor em ouro: O ouro é um elemento químico metálico que é considerado um dos mais nobres encontrados na natureza, sofrendo pouca ou nenhuma oxidação. A palavra ouro vem do latim Aurum, que significa “brilhante”, sendo o propósito dessa banda, brilhar em meio a cultura do povo do Município de Boa Viagem.

UM POUCO DE SUA HISTÓRIA:

Em acordo com as notas do Prof. Cícero Pinto do Nascimento, a primeira banda de música organizada no território de Boa Viagem foi formada pelo Coronel Salviano de Sousa Leitão, que foi prefeito do Município entre 1914 e 1918, ocasião em que teve como maestro o Sr. Raimundo Avelino Pinheiro.

“Os músicos, além do maestro, eram: Francisco Deoclécio Ramalho, Luiz Araújo, Davi Venâncio, Raimundo Rosa e mais alguns.” (NASCIMENTO, 2002: p. 165)

Em nossos dias as informações desse período praticamente já não existem, todavia podemos supor que os músicos eram voluntários ou recebiam um “agrado” do gestor do Município ou de quem os contratava.

“Em Boa Viagem, ainda na década de 1920, as distrações eram minguadas. Falava-se de política, jogava-se sinuca ou baralho ou dedilhava-se instrumentos de corda ao som de melodias apaixonadas. A chegada de um circo ou de cancioneiros com as suas violas, as quadrinhas amorosas e brejeiras, os desafios, as trovas e os sambas caipiras mudavam o aspecto triste da cidade… As festas do Coração de Jesus e da Santa padroeira tinham seus noiteiros escolhidos pelo padre. Praças com lindas barracas, enfeitadas com palhas de coqueiros e bandeiras multicores, partidos encarnado e azul, prisões, jogos diversos, vendas de adivinhações e sortes e, no final do novenário, o sarau dançante na Casa de Câmara. Tudo isso fazia o modo simples de viver dessa e de outras cidades interioranas.” (BARROS LEAL, 1996: p. 25)

Pouco tempo depois, nos últimos meses de 1938, segundo registro deixado pelo farmacêutico Antenor Gomes de Barros Leal, descobrimos que a permanência dessa primeira banda durou pouco tempo.

“Naqueles tempos que remontam a quase metade deste século, as festas da Santa Padroeira de Boa Viagem eram alegradas com bandas de música, contratadas de outras cidades, já que não tínhamos nenhum conjunto musical… Neste ano viria a banda de música de Baturité, da qual parte dos instrumentos pertenciam ao seu mestre João Alves, que foi à farmácia e disse que não estava satisfeito em Baturité. Aceitava mudar-se para Boa Viagem vendendo os seus instrumentos para comprarmos outros e assim organizarmos a banda de música da paróquia. Pensei um pouco e falei com o vigário da cidade, que era o Pe. José Gaspar de Oliveira… Ficou acertado então que nesse ano só daríamos a folhinha a quem desse uma ajuda para a compra de novos instrumentos.” (BARROS LEAL, 1996: p. 129)

Depois disso, no dia 18 de janeiro 1939, contando com o interesse do Mons. José Gaspar de Oliveira, a Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem promoveu a campanha de compra dos instrumentos musicais para formação de sua própria banda filarmônica.

Imagem da banda filarmônica da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, em 1939.

A campanha foi exitosa, o dinheiro foi suficiente para aquisição dos instrumentos, mas logo depois o Maestro João Alves, por motivos pessoais, surpreendeu a todos por desistir de vir se estabelecer na cidade de Boa Viagem, algo que colocou em risco a execução do segunda fase do projeto, a formação de músicos.
Sem a disponibilidade de um professor de música, outros nomes surgiram para assumir a função de maestro, sendo eles: João Gomes (1º maestro), José Martiniano Monteiro (2º maestro) e Júlio Rodrigues de Paulo (3º maestro).

“Participaram dessa banda, dentre outros, os abnegados músicos: Raimundo Avelino Pinheiro, Francisco Ribeiro da Silva (Chico Doth), Sebastião Ribeiro da Silva, Francié Ribeiro da Silva, Antônio dos Santos, João Xavier Guerreiro, Antônio Lopes de Freitas, Narsales de Oliveira, Antônio Bezerra do Vale, Luiz Ribeiro da Silva, José dos Santos (Galêgo), Raimundo Rosa, Jaime Oliveira e Silva, mais tarde Dr. Jaime Ribeiro e Hermenegildo Oliveira.” (NASCIMENTO, 2002: p. 165)

Nessa época, tornando-se conhecida em toda região, essa banda passou a promover a animação nas festas na cidade de Quixeramobim, Monsenhor Tabosa, na vila de Guia e outras capelas da freguesia.

Imagem de Francisco Ribeiro da Silva, o “Chico Doth”, um dos músicos da Banda Filarmônica da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, a matriarca da Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro.

Em 1943, com a saída do último maestro visitante, a banda filarmônica paroquial passou a ser dirigira pelo Sr. Raimundo Avelino Pinheiro, que foi o responsável pela primeira banda existente no Município, sendo finalmente extinta depois do seu falecimento.
Muitos anos depois, por volta de 1985,
na gestão do Prefeito José Vieira Filho, ocorreu a contratação do Maestro João Leonardo de Souza Leonel, que vinha da cidade de Fortaleza para lecionar Teoria Musical e Prática Instrumental.

“Banda filarmônica fundada no ano de 1985 e até o momento é regida poJoão Leonardo de Souza Leonel, ex-aluno de violino do renomado Professor e Maestro Mons. Ágio Augusto Moreira – Sociedade Lírica do Belmonte – Crato-Ce., ex-integrante da Camerata da UFC – regida por Vasquen Fermanian – Fortaleza – Ce., ex-músico da Banda do Piamarta da Aguanambi – regida pelo Maestro Costa Holanda e ex-aluno do Curso de Licenciatura em Música da UECE – Fortaleza – Ce.” (SOUSA LEONEL, 2008: Disponível em http://bandadeboaviagemceara.blogspot.com/. Acesso no dia 10 de janeiro de 2021) 

Nessa época foi feito um convite aos alunos das principais escolas públicas do Município de Boa Viagem, onde depois de uma seleção, através do teste de aptidão musical, ocorreu a formação da segunda banda de música patrocinada pelo Governo Municipal, que promoveu a sua estreia no desfile cívico ocorrido dia 7 de setembro de 1987, sendo formada por 25 componentes:

“A primeira formação teve como músicos participantes: Sheila Cristina Amaro – Requinta; Antônia Célia Ramos dos Reis, Vera Lúcia Castelo Branco Araújo e Mônica Braga Sampaio – Clarinetes; Rosângela Rodrigues Pimentel – Saxofone Soprano; Osório Martins de Lima – Saxofone Alto; José Felício Feijão – Saxofone Tenor; Claudemir Sampaio Ramos, Francisco Rodrigues e Francisco Wellington Pereira Bezerra – Trompetes; José Iran Guerreiro, Marcelo Rodrigues Ramos e Eraldo Fernandes de Araújo – Trombones; Luciano Loyola, Doracy Sampaio e Flávio Paulino – Saxhorns; Francisco Amilton Domingos Lima e Isaías Felício Feijão – Bombardinos; Claudionora Vieira – Barítono; Vanderlei (Milhã) e Júlio do Nascimento Santos – Tubas; Flávio Alves Brasil, Soraia Sâmea Castro Sampaio, Sebastião de Sousa Santiago Filho  e Teresinha Viana Ramos – Percussão, sob a regência do então Maestro João Leonardo de Souza Leonel.” (NASCIMENTO, 2002: p. 167)

No dia seguinte a sua estreia, por meio da lei nº 447, de 8 de setembro, a banda foi oficialmente criada pela Câmara Municipal de Vereadores depois do encaminhamento do projeto formulado pelo chefe do Poder Executivo.

Imagem da banda municipal no desfile cívico de 1999.

Ao ser criada, as ações dessa banda eram coordenadas pela Secretaria da Educação, Saúde e Promoção Social, que agregava dentro de suas funções o desenvolvimento desse valioso bem cultural, costumando a desenvolver os seus ensaios regularmente  no Auditório Governador José Adauto Bezerra, pertencente ao Centro Social Urbano Deputado José Vieira Filho.
Mais tarde, por volta de 1993, ocorreu o interesse em homenagear essa banda com o nome de Heitor Villa Lobos, algo que não recebeu força de lei, até que, na gestão do Prefeito Antônio Argeu Nunes Vieira, por meio da lei nº 594, de 22 de agosto de 1994, a banda recebeu como patrono o nome do músico boa-viagense João Xavier Guerreiro, um dos componentes da antiga banda paroquial.
Alguns dias depois, no dia 31 de agosto, por meio do Decreto nº 20, a Banda de Música Municipal João Xavier Guerreiro conheceu o seu regimento de funcionamento.
Durante toda a sua existência essa banda, que é semiprofissional, já sofreu várias mudanças em sua composição, que é formada por funcionários efetivos e contratados, algo que gera inconstância em suas apresentações e ensaios.

“O futuro do Brasil depende de vocês! Este foi o recado dado pelo juiz Dr. Pedro Pia de Freitas aos estudantes do 4º ano do ensino fundamental do Município de Boa Viagem (CE) que participaram nesta quarta-feira, dia 25 de março, do lançamento do programa Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola. Considerado um sucesso pelos organizadores, o evento, idealizado por Freitas, foi prestigiado por mais de 300 pessoas da cidade do alto sertão cearense, que receberam cerca de 3 mil exemplares da Cartilha da Justiça em Quadrinhos , publicação em formato de gibi que traz os ensinamentos do programa. O lançamento foi realizado no Núcleo de Arte, Educação e Cultura (Naec) e iniciado com a apresentação da Banda Municipal João Xavier Guerreiro, sob a regência do Maestro Léo Leonardo, que executou os hinos Nacional e de Boa Viagem.” (ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS, 2009: Disponível em https://amb.jusbrasil.com.br/noticias/965114/lancamento-do-programa-em-boa-viagem-ce-e-um-sucesso. Acesso no dia 10 de janeiro de 2021)

Um dos pontos altos das apresentações dessa banda e a execução do hino do Município de Boa Viagem, que recebeu a sua segunda gravação em áudio em 1990, oportunidade em que teve o vocal e os arranjos do Maestro João Leonardo de Souza Leonel.

Nos primeiros meses de 2005, novamente na gestão do Prefeito José Vieira Filho, com a criação da Secretaria da Cultura, Turismo e Lazer, a coordenação da banda foi vinculada para essa nova secretaria.

“A banda, entre as suas atividades, executa semanalmente nos bairros e localidades do Município um projeto denominado de SEXTA CULTURAL. Uma ação que leva a música instrumental nos mais variados estilos ao conhecimento da comunidade, objetivando, através do mesmo, um despertar para a boa música e descobrir novos talentos para compor no futuro os quadros da mesma.” (SOUSA LEONEL, 2008: Disponível em http://bandadeboaviagemceara.blogspot.com/. Acesso no dia 10 de janeiro de 2021)

Na noite do dia 10 de fevereiro de 2021, já no período da gestão do Prefeito José Carneiro Dantas Filho – o Régis Carneiro, por conta da pandemia do COVID-19 e do isolamento social, essa banda produziu um encontro com a população do Município por meio das redes sociais.
Antes disso, na intenção de promover individualmente cada um dos músicos, a Secretaria da Cultura, Turismo e Lazer organizou um grupo e uma página no facebook, coletou imagens da banda e promoveu a gravação de pequenos vídeos onde cada músico se apresentava, apresentava o seu instrumento e convidava aos seus contatos para assistir a live.

Imagem do banner de divulgação da live.

Esse encontro, que ocorreu no auditório do Núcleo de Arte e Cultura José Assef Fares, foi transmitido ao vivo por meio dos portais de notícia e causou significativo envolvimento social.

“Ocorre nesta quarta-feira (10) uma transmissão ao vivo via Facebook, da apresentação denominada ”O REENCONTRO”, promovido pela Banda Municipal João Xavier Guerreiro. O evento virtual será transmitido pela página da Prefeitura de Boa Viagem, TV Boa Viagem Viagem e Portal Sertnews a partir das 20h. Conforme o Secretário de Cultura, Turismo e Lazer, Prof. Eliel Júnior, a iniciativa visa mostrar aos munícipes o grande potencial dos músicos locais com a apresentação de diversas músicas. ”Nossa banda é um patrimônio, tendo sido fundada em 1985, já promoveu inúmeras apresentações musicais, deu oportunidade de aprendizado para os filhos da terra. Temos que valorizar tudo isso, estamos elaborando projetos de aquisição de novos instrumentos e de reforma para conseguir a adesão de novos músicos. A valorização destes servidores e a oportunidade de ingresso de jovens dará novo folego de vida para nossa banda.” (PORTAL SERT NEWS, 2021: Disponível em https://www.facebook.com/portalsertnews. Acesso no dia 9 de fevereiro de 2021)

Em seus anos de existência a Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro tem contribuído para formação de novos músicos e maestros, onde muitos deles seguiram para o profissionalismo e vivem da arte.

ALGUMAS DE SUAS APRESENTAÇÕES:

A Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro é uma das principais de seu gênero no Sertão Central do Estado do Ceará, já tendo se apresentado em 1993 em um programa dirigido por Antônio Carneiro Portela na antiga TV Ceará.

Imagem do dia dessa apresentação.

Já se apresentou também no Quartel do Corpo de Bombeiros e na Sociedade Lírica do Belmonte, na cidade do Crato. Esteve também nas festividades da cidade de Madalena e Pedra Branca.

OS DESAFIOS:

Em sua longa trajetória de existência a Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro possui alguns desafios, internos e externos, que podem ser enumerados da seguinte forma:

  • Internos: São aqueles que podem ser conquistados pelos músicos.
  1. Conquistar maior valoração frente ao Governo Municipal;
  2. Construir um calendário fixo de apresentações;
  3. Desenvolver um espírito de equipe e corporativismo.
  • Externos: São aqueles em que os músicos dependem de terceiros.
  1. Aquisição de um veículo para excursões;
  2. Aquisição de uma sede;
  3. Ampliação do número de músicos através de concurso público;
  4. Melhoria salarial;
  5. Renovação de seus instrumentos.

Imagem de uma das apresentações da banda.

O CONTATO:

Os canais de comunicação com os responsáveis pela Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro são o seguinte:

Telefone:

  1. 88.98828-0385 (Maestro).

Redes Sociais:

  1. https://www.facebook.com/maestroleonard/
  2. https://www.facebook.com/groups/985068685661111

BIBLIOGRAFIA:

  1. ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS. Lançamento do Programa em Boa Viagem é um sucesso. Disponível em https://amb.jusbrasil.com.br/noticias/965114/lancamento-do-programa-em-boa-viagem-ce-e-um-sucesso. Acesso no dia 10 de janeiro de 2021.
  2. BARROS LEAL, Antenor Gomes de. Recordações de um Boticário. 2ª edição. Fortaleza: Verdes Mares, 1996.
  3. FRANCO, G. A. & CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  4. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  5. PORTAL SERT NEWS. O Reencontro: Banda Municipal fará apresentação em live especial que será transmitida na internet. Disponível em https://www.facebook.com/portalsertnews. Acesso no dia 9 de fevereiro de 2021.
  6. SOUZA LEONEL, João Leonardo de. Banda Municipal de Música João Xavier Guerreiro. Disponível em http://bandadeboaviagemceara.blogspot.com/. Acesso no dia 10 de janeiro de 2021.