Lembranças

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

As Lembranças é uma localidade existente na zona rural do Município de Boa Viagem, distante pouco mais de 42 quilômetros do Centro da cidade de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem feita por Matheus Moura do casarão das Lembranças, em 2019.

Dentro da divisão politico-geográfica, em relação ao Marco Zero, esse povoado está na região norte do Município, dentro dos limites geográficos do território do Distrito de Poço da Pedra.

A ORIGEM DE SEU TOPÔNIMO:

Designação toponímica classificada como simples, o seu nome se refere a uma das capacidades da memória humana, tendo essa localidade recebido essa denominação por conta do esquecimento de um empregado em cumprir uma ordem dada pelo Capitão Américo Carneiro da Silva Oliveira, antigo proprietário das terras onde foi construído:

“Essa pequena necrópole, uma das mais antigas existentes no Município de Boa Viagem, foi organizada a mando do Capitão Américo Carneiro da Silva Oliveira nos últimos anos do século XIX. Os mais antigos contam que esse agropecuarista pretendia construir um cemitério e mandou um de seus trabalhadores começar a organizar a sua estrutura, uma ordem que dentro de pouco tempo foi esquecida, mais tarde esse agropecuarista estava com uma filha prestes a morrer e chamou esse trabalhador para cobrar-lhe o que tinha lhe mandado, surgindo daí o nome Cemitério das Lembranças.” (SILVA JÚNIOR, 2016: Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/cemiterio-das-lembrancas/. Acesso no dia 28 de abril de 2020)

AS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

Nos últimos anos do século XIX, por conta da construção de um pequeno cemitério particular, que inicialmente foi designado de “Cemitério do Carneiro”, essa localidade se tornou uma referência para os moradores de toda região, onde costumavam sepultar os seus entes queridos.
Segundo Paulo Veras Carneiro, que ouviu de sua avó, Zelina Carneiro da Silva Oliveira, conhecida como “Mãe Preta”, descendente do fundador do cemitério, naquele local havia três cruzes que foram colocadas por conta de uma briga ocorrida no local, fato que deu origem a um dos topônimos do Rio Conceição, também conhecido como “Rio dos Cachorros”.

Nessa época, quando um casal seguia a cavalo por uma das estradas do Sertão, sendo acompanhados por um arrieiro, ao passar nas proximidades de uma casa, o cachorro da fazenda assustou um dos cavalos, que derrubou a sua amazona e saiu arrastando o seu corpo morto. Nesse momento, indignado pelo acontecido, o esposo da mulher sacou um revólver e imediatamente atirou no cachorro até que, poucos momentos depois, o dono do animal revidou o disparo em direção do esposo da amazona caída, que faleceu com o tiro. Na troca dos tiros o arrieiro, para defender os seus patrões e a sua própria vida, atirou no dono do cachorro, que tombou morto. Como dissemos anteriormente, não temos certeza da veracidade de tal fato, o certo é que a partir dessa confusão esse rio recebeu o nome de ‘Rio dos Cachorros’ pelos moradores da região. Nessa mesma história tem o surgimento de outro nome para o rio, pois se conta que o nome da mulher que morreu por conta da queda do cavalo era ‘Conceição’, embora acreditemos que esse nome faça referência a Nossa Senhora da Conceição.” (SILVA JÚNIOR, 2015: Disponível em https://www.historiadeboaviagem.com.br/rio-conceicao/. Acesso no dia 27 de março de 2021)

Depois da construção desse cemitério seguiu-se a da Capela de Santa Luzia e por volta de 1908 uma casa para receber os padres que ocasionalmente celebravam na região, habitação que foi doada para o patrimônio da paróquia e que passava muito tempo fechada.
O material em pedra utilizado na estrutura e no piso dessa habitação foi trazido do Serrote Pelado em um carro de boi pertencente ao Abílio Carneiro, já o barro e as telhas preparado nas proximidade da casa.

Imagem de Abdias, Janoca e Milu.

Posteriormente, diante da baixa utilização dos padres, essa casa passou a ser habitada pela família de João Mathias Carneiro e Zelina Carneiro da Silva Oliveira, que posteriormente deixou para os seus três filhos, que morreram em avançada idade ainda solteiros.

AS LOCALIDADES DE SUA VIZINHANÇA:

O acesso para localidade de Lembranças, saindo da cidade de Boa Viagem, é feito por via terrestre por meio da Rodovia Federal Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, a BR-020, seguindo pelo trecho carroçável da Rodovia Estadual CE-265.

Imagem do mapa da região.

As Lembranças tem em sua vizinhança as seguintes localidades: ArgentinaBelmonte, e Boa Esperança.

OS EQUIPAMENTOS EXISTENTES NA LOCALIDADE:

Na localidade de Lembranças os seus habitantes possuem alguns equipamentos para facilitar as suas vidas, bem como a de seus vizinhos, sendo eles:

  1. A Capela de Santa Luzia;
  2. O Cemitério das Lembranças.

BIBLIOGRAFIA:

  1. BRAGA, Renato. Dicionário Histórico e Geográfico do Estado do Ceará. v. 1º. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1964.
  2. FRANCO, G. A. & CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  3. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  4. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Cemitério das Lembranças. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/cemiterio-das-lembrancas/. Acesso no dia 28 de abril de 2020.
  5. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Rio Conceição. Disponível em https://www.historiadeboaviagem.com.br/rio-conceicao/. Acesso no dia 27 de março de 2021.