Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

A Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales está localizada na Rua José Natal de Araújo, nº 1.521, esquina com a Rua Antônio Apolônio Maciel, no Bairro Floresta, próxima da Rodovia Federal Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, a BR-020, na cidade de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales, em 2015.

Imagem da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales, em 2015.

Esse equipamento público, pertencente ao Governo do Município, é gerenciado pela Secretaria da Educação, que segue as orientações e as normas da 12ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação, a CREDE 12, que está sediada no Município de Quixadá.

A BASE LEGAL DE SUA CRIAÇÃO:

Essa unidade de ensino, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, teve a sua nomenclatura regulamentada através da lei nº 763, de 4 de outubro de 2001.
Ela foi credenciada pelo parecer nº 825, de 5 de dezembro de 2011, do Conselho de Educação do Ceará, e o seu número no INEP, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, é 23096616.

AS MODALIDADES DE ENSINO:

Em nosso país a educação básica compreende a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio, tendo uma duração ideal de dezoito anos, período da vida escolar em que se toma posse dos conhecimentos mínimos necessários para uma cidadania completa, servindo também para se definir sobre o futuro profissional e a área do conhecimento que se quer atuar.
Na Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales existe a oferta das seguintes modalidades de ensino:

  1. Educação Infantil;
  2. Ensino Fundamental;
  3. Educação de Jovens e Adultos.

OS SÍMBOLOS DA ESCOLA:

A palavra símbolo designa um tipo de signo em que o significante representa algo abstrato, por força de convenção ou semelhança, sendo um elemento essencial no processo de comunicação, encontrando-se difundido pelo quotidiano e pelas mais variadas vertentes do saber humano.
A representação específica para cada símbolo pode surgir como resultado de um processo natural ou pode ser convencionado de modo a que o receptor, uma pessoa ou grupo específico de pessoas, consiga fazer a interpretação do seu significado implícito e atribuir-lhe determinada conotação.
A Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales possui três símbolos que a identificam, são eles:

1º. A BANDEIRA:

O pavilhão da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales foi criado em 2015 pelo Prof. Eliel Rafael da Silva Júnior e o trabalho gráfico ficou por conta de Magno Felipe Ferreira dos Santos.

Bandeira da EEF José Adauto Sales.

Bandeira da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales.

2º. O BRASÃO:

O brasão da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales foi criado em 2010 pela Profª. Ana Clécia Nepomuceno da Costa.

Brasão da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales.

Brasão da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales.

O brasão dessa escola carrega um conjunto de detalhes que resumem um pouco da história e dos valores da própria instituição, são eles:

  • Os ramos de oliveira: Na mitologia grega a Oliveira é uma árvore que rende valiosos frutos, que serviam como alimento e remédio. Para os educadores dessa escola os seus alunos são esses frutos, que aos poucos estão contribuindo para melhoria de nossa sociedade.
  • O escudo: Entre os ramos da Oliveira está o escudo, que é uma arma de defesa e serve para proteger contra os golpes do inimigo. Nesse sentido a escola é um espaço de refúgio para o seu corpo discente. Dento do escudo predomina uma faixa verde, simbolizando o nome do bairro em que se localiza essa escola.
  • O livro e a pena: No centro do escudo encontra-se um livro sendo escrito por uma pena. Representa a constante atividade docente de seus professores, que tentam dia-a-dia deixar coisas boas na mente de seus alunos.
  • A data: No escudo existe o registro do ano em que a escola foi entregue a essa comunidade.

3º. O HINO:

O hino da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales foi composto em uma parceria entre o Músico Francisco Amilton Domingos Lima e o Maestro João Leonardo de Sousa Leonel.

Hino da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales.

Hino da Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales.

A HISTÓRIA DA INSTITUIÇÃO:

Nos primeiros anos da década de 1970, depois do início das obras de pavimentação da Rodovia Federal Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, a BR-020, muitas famílias passaram a residir próximo do escritório e da oficina do DNIT, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, que na época era denominado de DNER, o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, um órgão que é vinculado ao Ministério dos Transportes do Governo Federal.

Imagem da casa de Francisco Braga do Nascimento.

Imagem da casa de Francisco Braga do Nascimento, em 2015.

Muitas dessas famílias eram de funcionários do referido órgão, ou de empresas terceirizadas por ele, que por opção ou necessidade preferiram construir as suas residências nas proximidades do trabalho e não na zona urbana.
Nessa época a localidade de Floresta não era um bairro da cidade e sim uma comunidade que era localizada na zona rural do Município, por conta disso o local não recebeu um assentamento ordenado de suas construções residenciais.
Distante dos benefícios da cidade, e necessitando matricular os seus filhos em uma escola, algumas famílias se mobilizaram para formar uma classe multisseriada, desejo que foi realizado graças ao envolvimento de Francisco Braga do Nascimento, funcionário do DNER que gentilmente cedeu um espaço em sua residência para instalação de uma sala de aula.

“Classes multisseriadas caracterizam um fenômeno recorrente no sistema educacional brasileiro. Nessas classes, alunos de idades e níveis educacionais diversos são instruídos por um mesmo professor.” (S.N.T)

Essa casa está localizada na Rua Luzia Simão de Oliveira, nº 168, por trás do escritório do DNER. Nesse tempo, graças ao interesse de José Jôfre da Silva, vereador que se sensibilizou com a referida situação e serviu de interlocutor dos moradores da localidade com o Governo Municipal, um grupo de professores passou a ser remunerado pelos cofres do Município.
A escola funcionava em três turnos, o horário da manhã e da tarde eram reservados para às crianças, já o turno noturno era frequentado pelos alunos adultos do MOBRAL, o Movimento Brasileiro de Alfabetização.

“O Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) foi um projeto do governo brasileiro, criado pela Lei n° 5.379, de 15 de dezembro de 1967, e propunha a alfabetização funcional de jovens e adultos, visando ‘conduzir a pessoa humana a adquirir técnicas de leitura, escrita e cálculo como meio de integrá-la a sua comunidade, permitindo melhores condições de vida’.” (S.N.T)

Pouco tempo depois disso, estendendo a necessidade dos alunos por um espaço físico adequado, o Dr. José Adauto Sales, que era engenheiro do DNER, resolveu adquirir uma pequena propriedade para futura construção de um local apropriado para uma sala de aula, motivo que fez com que o Governo Municipal o reconhecesse como patrono dessa unidade de ensino.

Imagem da Escola de Ensino Fundamental José Assef Fares, em 1998.

Imagem da Escola de Ensino Fundamental José Assef Fares, em 1998.

Na negociação envolvendo essa propriedade o referido engenheiro custeou a instalação elétrica da residência do Sr. João Sabino de Araújo, proprietário do terreno que posteriormente cumpriu a sua parte do acordo transferindo a sua posse para Prefeitura do Município.
Depois disso, de acordo com as informações existentes na página nº 7 do Projeto Político da Pedagógico da escola em 2015, satisfeitas as formalidades legais da doação, na gestão do Prefeito Osmar de Oliveira Fontes, uma escola de estrutura simples foi finalmente edificada nesse local, sendo finalmente entregue à comunidade no dia 13 de dezembro de 1972.

“A escola foi fundada no dia 13 de dezembro de 1972, recebendo o nome de Grupo Escolar José Adauto Sales, em virtude dos serviços prestados à comunidade boa-viagense por eminente pessoa. Em 1973 tornava-se realidade o ambicioso sonho, a escola estava com as suas portas abertas, formada apenas por uma sala de aula, uma cantina e dois banheiros, funcionando com 1ª e 2ª séries do Ensino Fundamental, com 63 alunos matriculados.”

Alguns anos depois, por volta de 1978, na gestão do Prefeito Benjamim Alves da Silva, essa unidade de ensino recebeu uma tímida ampliação de seu espaço físico depois da construção de duas salas de aula.
Antes disso, diante da Secretaria da Educação, uma das professoras dessa escola acumulava a função de diretora, responsabilidade que não lhe rendia nenhum tipo de remuneração extra.
Nessa fase, seriamos injustos se deixássemos de destacar o nome de duas pessoas: inicialmente a Profª. Auri Rodrigues da Silva, que dirigiu essa unidade de ensino por quase duas décadas, e logo depois a Profª. Luiza Mendes da Silva, que assumiu essa responsabilidade depois do afastamento da primeira.
Em 1993, após a expansão dos limites da zona urbana, essa localidade passou a compor a divisão administrativa da sede e a escola se tornou uma das principais referências desse bairro, estendendo a sua utilização também para às reuniões dos moradores e eventos religiosos patrocinados pela Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem.
Nos primeiros meses de 1999, na gestão do Prefeito Dr. Francisco Vieira Carneiro, o Major Carneiro, essa unidade de ensino passou por uma nova ampliação de seu espaço físico, dessa vez foram construídas mais uma sala de aula e um galpão destinado para as reuniões e os eventos da escola.
Depois disso, cumprindo as exigências legais, essa escola foi credenciada junto ao CEC, o Conselho de Educação do Ceará, por meio do parecer nº 430, do dia 15 de setembro de 2009, para ministrar os cursos de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos.
Ainda nesse ano, conforme a revista Isto É, edição nº 1.566, publicação do dia 6 de outubro de 1999, essa escola ganhou evidência em todo o país por conta das melhorias produzidas na educação do Estado do Ceará depois da criação do Fundef, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental:

“Em Boa Viagem, localizada no Sertão Central do Estado do Ceará, a diretora, Profª. Luiza Mendes da Silva, 37 anos, está orgulhosa da Escola Municipal José Adauto Sales. São 266 alunos, divididos em cinco salas e comandados por nove professoras. Na década de 1970, quando entrou pela primeira vez em uma sala de aula para ocupar a cadeira do mestre, professor com o curso normal completo era artigo raro. A menina esperta da oitava série foi então convocada para ensinar os mais novos e aceitou o desafio. Até fevereiro de 1998, as mais de duas décadas de trabalho eram premiadas com R$ 45 mensais, transformados hoje em um salário de R$ 550. ‘Dia desses, um conhecido, ao me ver passar, falou alto para um amigo: ‘Pede dinheiro emprestado aos professores porque agora eles estão por cima”, conta ela, ao lado de sua Honda Titan 125 de R$ 3,2 mil, um dos frutos da nova fase. ‘Eu respondi: ‘Olha aqui, eu trabalhei 18 anos de graça para chegar lá”, completa. A melhoria do salário não foi o único benefício. A escola passou por reformas e, na avaliação da diretora, a qualidade de ensino também foi aprimorada.”

No dia 12 de dezembro de 2002, depois do cumprimento das formalidades legais, essa escola foi novamente credenciada junto ao CEC, por meio do parecer nº 1.135 para ministrar os cursos de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos.
Depois disso, no dia 3 de setembro de 2003, pela primeira vez em sua história, de forma democrática, o Núcleo Gestor dessa instituição foi escolhida por sufrágio direto dos pais, alunos, professores e funcionários da escola. Nesse pleito concorreu apenas a Profª. Ivanilda Melo Fonseca Rodrigues, que foi eleita por unanimidade.
Depois disso, nos últimos meses de 2010, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, essa escola passou por uma nova ampliação, dessa vez foram construídas mais duas salas de aula.
Pouco tempo depois, no dia 7 de junho de 2011, de acordo com a matéria publicada pelo jornal Folha do Sertão Cearense, essa escola foi reconhecida pelo Governo do Estado com o Prêmio Escola Nota Dez por conta do resultado obtido pelos seus alunos no SPAECE, o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará, edição 2010, destacando-se entre as 150 melhores escolas do Estado do Ceará:

“Resultados das avaliações da alfabetização SPAECE/ALFA (2º ano) que aconteceu nos dias 06 e 07 de dezembro de 2010. Sendo avaliados 1.191 alunos no Município de Boa Viagem em 115 escolas, com o objetivo de avaliar seus desempenhos na leitura e na escrita. Portanto, o Município de Boa Viagem mostrou um resultado desejável, alcançando assim um bom desempenho de proficiência, quase igualando ao Estado do Ceará, podendo assim demonstrar que estamos com a proficiência de 160.3, onde o Estado do Ceará se encontra com 162, podemos constatar um acréscimo de 16.3 pontos diante do resultado de 2009, quando o Município se encontrava com a proficiência de 144. A avaliação se deu nos 184 Municípios do Estado, em 4.881 escolas, onde 124.902 alunos foram avaliados. Sendo premiadas as escolas que obtiveram a proficiência acima de 250, que são os melhores resultados na aprendizagem, onde apenas 150 delas foram premiadas com o Prêmio Escola Nota Dez em todo o Estado do Ceará.”

O dinheiro dessa premiação foi investido na estrutura física da escola, que recebeu a construção de mais duas salas de aula, sendo inaugurada nos primeiros dias de maio de 2012, já os professores receberam uma bonificação em seus salários pelo bom desempenho de seus alunos.
Vale lembrar que, durante todos esses anos, essa escola vem passando por adaptações em sua estrutura física e algumas salas de aula tomaram outra finalidade.

Rampa de acesso da escola, em 2015.

Imagem da rampa de acesso da escola, em 2015.

AS EQUIPES DE GESTÃO:

A equipe de administração de uma escola da rede municipal é cargo de confiança do prefeito, que indica os seus componentes.

  • 1972 – 1977

Profª. Auri Rodrigues da Silva (Diretora).

  • 1977 – 1983

Profª. Auri Rodrigues da Silva (Diretora).

  • 1983 – 1988

Profª. Auri Rodrigues da Silva¹ (Diretora).

  • 1989 – 1992

Profª. Luiza Mendes da Silva (Diretora).

  • 1993 – 1996

Profª. Luiza Mendes da Silva (Diretora).

  • 1997 – 2000

Profª. Luiza Mendes da Silva (Diretora);
Profª. Ivanilda Melo Fonseca Rodrigues (Coordenadora Pedagógica).

  • 2001 – 2004

Profª. Ivanilda Melo Fonseca Rodrigues (Diretora);
Profª. Luiza Mendes da Silva (Coordenadora Pedagógica);
Ana Keyla Vieira de Oliveira (Secretária).

  • 2005 – 2008

Profª. Luiza Mendes da Silva (Diretora);
Profª. Vera Lúcia Patrício Melo (Coordenadora Pedagógica);
Ana Célia Cavalcante Dantas (Secretária).

  • 2008 – 2012

Profª. Ana Clécia Nepomuceno da Costa (Diretora);
Profª. Valdileide de Araújo Silva (Coordenadora Pedagógica);
Antônia Maciel Carneiro (Secretária).

  • 2013 – 2016

Profª. Ana Clécia Nepomuceno da Costa (Diretora);
Profª. Aurineide Aerre Martins² (Coordenadora Pedagógica);
Suzete Felix da Silva (Secretária).

  • 2013 – 2016

Profª. Ana Cláudia Caetano Lobo (Diretora);
Profª. Maria Alderina Rodrigues de Lima (Coordenadora Pedagógica);
(Secretária).

A ESTRUTURA FÍSICA:

Para executar bem as suas atividades pedagógicas, gerando segurança e conforto para os seus usuários, a Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales possui a seguinte estrutura:

  • Setor Administrativo:
  1. Cantina: 1
  2. Depósito: 1
  3. Sala de direção: 1
  4. Sala de professores: 1
  5. Secretaria: 1
  • Setor Acadêmico:
  1. Banheiro: 2
  2. Laboratório de informática: 1
  3. Pátio aberto: 1
  4. Pátio coberto: 1
  5. Playground: 1
  6. Sala de aula: 7
  7. Sala de leitura: 1
Imagem do pátio da escola, em 2015.

Imagem do pátio da escola, em 2015.

O CONTATO:

Os canais de comunicação com a Escola de Ensino Fundamental José Adauto Sales são os seguintes:

  • Telefone:
  1. 88.3427-2161 (Orelhão).
  • E-mail:
  1. eefjoseadautosales@hotmail.com

Nota: ¹ Foi substituída pela Profª. Luiza Mendes da Silva;
² Foi substituída em 2015 pela Profª. Francisca Alves Carlos.