Antônio Argeu Nunes Vieira Filho

argeu-filhoAntônio Argeu Nunes Vieira Filho nasceu no dia 1º de fevereiro de 1988 na cidade de Fortaleza, capital do Estado do Ceará, sendo filho de Antônio Argeu Nunes Vieira e de Maria Alzira Lima Vieira.
Os seus avós paternos se chamavam Francisco Diniz Vieira e Ercília Nunes Vieira, já os maternos eram Francisco Joel Lima e Silva e Terezinha Pinto Lima e Silva.
A sua vida estudantil teve início no dia 9 de fevereiro de 1992, quando foi matriculado  em uma das turmas do Instituto de Educação Paulo Moody Davidson, onde foi alfabetizado e permaneceu até a última série disponível daquela escola.
Pouco tempo depois, sendo transferido para à Escola de Ensino Fundamental Padre Antônio Correia de Sá, cursou as séries iniciais, até que, passando a residir na cidade de Fortaleza, deu continuidade aos seus estudos no Colégio 7 de Setembro, onde concluiu o curso secundário.
Algum tempo depois, logo após a conclusão do ensino médio, prestou exame vestibular e passou a cursar Bacharelado em Direito em uma das turmas da UNIFOR, a Universidade de Fortaleza.
No dia 1º de junho de 2007, na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, por indicação do seu presidente, o Deputado Dr. Domingos Gomes de Aguiar Filho, foi contratado para desempenhar o cargo de Assessor Técnico:

“Ato Normativo nº 221, de 26 de marco de 2003 (D.O.E. de 26.03.2003); e nos arts. 132, IV e 135 da Lei nº 9.826, de 14 de maio de 1974 (D.O.E. de 25.05.1974).
CONSIDERANDO o disposto no Ato da Presidência nº 146/2007; RESOLVE:
Art 1º Ficam designados para, a partir de 1º de junho de 2007, compor o Subgrupo de Trabalho para Incentivar a Pesquisa da Ação Parlamentar, criado pelo Ato da Presidência nº 146/2007, os NOMES, com as respectivas funções, constantes do Anexo Único deste Ato, sendo-lhes concedida, pelo respectivo exercício dessa função de natureza comissionada, a gratificação prevista no art 5º. do Ato Normativo nº 221, de 26 de marco de 2003 (D.O.E. de 26.03.2003).
Art 2º A gratificação prevista no art 1º deste Ato tem caráter temporário, sendo devida somente durante o efetivo exercício das atividades de assessoria técnica  e nos afastamentos previstos no inciso I a III, X, XII, XIII e XV do Art 68 da Lei nº 9.826, de 14.05.1974, e não sera considerada, computada ou acumulada para fins de concessão ou calculo de vantagens financeiras de qualquer natureza, não sendo devida, pelo exercício da função gratificada, a gratificação prevista no art 3º da Lei nº 12.984, de 19 de dezembro de 1999.
Art 3º. Este Ato terá vigência com sua publicação e efeitos financeiros a partir de 1º de junho de 2007. Publique-se.
PAÇO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ, aos 21 dias do mês de agosto de 2007.”

Nessa mesma época, ansioso em participar dos festejos do final de férias, entre eles o de vaquejada, que tradicionalmente acontecem no Parque de Vaquejadas e Eventos Joaquim Vieira Lima, veio da cidade de Fortaleza passar o final das férias em uma das propriedades de seu pai no Município de Boa Viagem.
Na flor da idade era uma figura certa, entre muitos amigos, que estava presente nas festas e eventos promovidos nos clubes da cidade.

Argeu Filho entre amigos.

Imagem de Argeu Filho entre dois amigos, em 2005.

Depois da conclusão de uma dessas festas, acontecida na Casa do Forró, quando se dirigia para a sua casa na Fazenda Viração, já na segunda-feira, chocou-se frontalmente conta um ônibus da empresa Itapemirim que fazia a linha entre as cidades de Juazeiro do Norte e Sobral.
A sua morte foi imediata e o seu corpo passou algum tempo no meio dos destroços do seu veículo, um Volkswagen, modelo Gol, cor branca.
Ainda nesse mesmo dia, conforme as informações que estão registradas em seu assento de óbito existente no livro C-06 do Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo nº 5.010, folha 286, faleceu em um trágico acidente automobilístico, com apenas 19 anos de idade, no dia 23 de julho de 2007, na Rodovia Estadual CE-168, dentro do perímetro urbano da cidade de Boa Viagem.
O seu corpo foi velado no Clube das Samaritanas, salão nobre da Loja Maçônica Cavaleiros do Amor, nº 79, reunindo uma legião de amigos e deixando um grande vazio no coração de seus familiares.
Em seguida, depois das formalidades fúnebres que são de costume e foram executadas pelo Mons. Luiz Orlado de Lima, o seu corpo foi levado ao mausoléu da família existente no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Imagem do túmulo da Família Vieira

Imagem do túmulo da Família Vieira, em 2013.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, através da lei nº 985, de 19 de dezembro de 2007, uma das ruas do Bairro Recreio, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura;
  2. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei n° 1.130, de 20 de dezembro de 2011, na vila de Ipiranga, um ginásio esportivo recebeu a sua denominação;
  3. Em sua memória, em 2013 o seu nome foi lembrado ainda pela equipe de jornalismo esportivo da Rádio Líder, FM 90.7, conhecida no Município como Equipe Esportiva Argeu Filho.