Maria Eviza de Carvalho Machado

Maria Eviza de Carvalho Machado nasceu no dia 24 de julho de 1927 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filha de João Antônio de Carvalho e de Maria Eleniza de Carvalho.
Na época em que nasceu o Município de Boa Viagem não dispunha de uma casa de parto, fato que obrigou aos seus pais a contar com os valiosos serviços de uma parteira em uma localidade denominada de Poço Grande, onde passou grande parte de sua infância.

“Durante muitos anos, os únicos profissionais de saúde existentes em nossa região foram às parteiras, mulheres que normalmente recebiam esse aprendizado de forma hereditária, ou seja, a filha de uma parteira acompanhava a sua mãe no atendimento às mulheres em trabalho de parto auxiliando-a de acordo com as necessidades do momento, possibilitando, assim, após algum tempo de prática, o aprendizado para continuidade do ofício.” (SILVA JÚNIOR, 2016: A História da Saúde no Município de Boa Viagem. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/saude/. Acesso em 25 de outubro de 2016)

Quando chegou a sua época de estudar, iniciou a sua vida escolar no dia 1º de julho de 1937, quando foi matriculada, juntamente com alguns de seus irmãos, em uma escola municipal que possuía turmas multisseriadas e que era localizada na comunidade de Sabonete, na zona rural do Município de Boa Viagem.
Ainda bem jovem, ao 18 anos de idade, contraiu matrimônio com Luiz Rodrigues de Sousa, que seis meses depois, no dia 28 de dezembro de 1945, faleceu por conta da febre tifoide.
No ano seguinte, no dia 17 de agosto, contraiu matrimônio com João Rodrigues Machado.
Desse matrimônio foram gerados doze filhos, dos quais sobreviveram apenas sete, sendo eles:
Depois de casada, para ajudar nas despesas de sua casa, passou a lecionar em sua residência, contribuindo assim para formação de várias crianças.
Nos últimos meses de 1964, na gestão do Prefeito Dr. Manuel Vieira da Costa, o Nezinho, passou a prestar os seus serviços em um posto de saúde instalado na cidade de Boa Viagem pelo Governo Municipal:

“O atendimento à saúde era realizado através de um pequeno posto de saúde, que distribuía escassos medicamentos aos pacientes, através da servidora D. Evisa Carvalho Machado. O médico da cidade, Dr. Solon Ximenes de Araújo, fazia o receituário. As cirurgias e os partos que as ‘cachimbeiras’ ou a D. Maria Assistente, a única parteira diplomada à época, não conseguissem resolver, as pacientes eram encaminhadas de jeep para os distantes Municípios de Quixadá ou Fortaleza, sempre acompanhadas pela D. Maria Assistente. Era um sofrimento muito grande e muitas mães não suportavam e morriam na viagem. Alguns anos depois, sob a direção do médico Dr. Pontes Neto, surgia o Hospital Regional de Quixeramobim, há 60 quilômetros da cidade de Boa Viagem.” (VIEIRA FILHO, 2008: p. 44-45)

Nos primeiros anos da década de 1980, percebendo um valioso nicho de mercado, passou a ser comerciante explorando o ramo de ótica.
Faleceu na cidade de Fortaleza, aos 80 anos de idade, no dia 31 de maio de 2007.
Logo após o seu falecimento o seu esquife foi trazido para cidade de Boa Viagem e depois das despedidas fúnebres que são de costume foi sepultado por seus familiares em um mausoléu existente no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, Centro.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 985, de 19 de dezembro de 2007, uma das ruas do Bairro Vila Azul, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.

4 ideias sobre “Maria Eviza de Carvalho Machado

  1. Pingback: Rua Maria Eviza de Carvalho Machado | História de Boa Viagem

  2. Pingback: JULHO | História de Boa Viagem

  3. Pingback: BIOGRAFIAS | História de Boa Viagem

  4. Pingback: MAIO | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta