Salomé Antero de Oliveira

Salomé Antero de Oliveira nasceu no dia 22 de março de 1941 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filha de Manoel Antero da Silva e de Porcina Luíza dos Santos.
Os seus avós paternos se chamavam Antero José da Silva e Maria Rachel do Espírito Santo, já os maternos eram Alexandre José dos Santos e Luíza Maria do Espírito Santo.
Na época em que nasceu o Município de Boa Viagem não dispunha de uma casa de parto, fato que obrigou aos seus pais a contar com os valiosos serviços de uma parteira na localidade de Pedra Branca, nas proximidades da vila do Ibuaçu, onde passou os primeiros anos de sua infância.

“Durante muitos anos, os únicos profissionais de saúde existentes em nossa região foram às parteiras, mulheres que normalmente recebiam esse aprendizado de forma hereditária, ou seja, a filha de uma parteira acompanhava a sua mãe no atendimento às mulheres em trabalho de parto auxiliando-a de acordo com as necessidades do momento, possibilitando, assim, após algum tempo de prática, o aprendizado para continuidade do ofício.” (SILVA JÚNIOR, 2016: A História da Saúde no Município de Boa Viagem. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/saude/. Acesso em 28 de novembro de 2017)

Nessa época, nessa localidade, havia outros grupos de paraibanos, entre eles os familiares de Sebastião Alves da Silvaque mantinham um trabalho religioso em sua residência, rotineiramente frequentado por sua família.
Ainda nesse local, enfrentando um seca, o seu pai foi alistado nas frentes de trabalho que foram patrocinadas pelo Governo do Estado na construção de uma represa denominada de Açude da Vazante.

“Durante a semana, enquanto estava na construção do açude, a propriedade era cuidada por seus filhos e, aos domingos e todas as noites da semana, tiravam parte do tempo para insistir na plantação e verificar as necessidades mais urgentes da pequena propriedade.”  (SILVA JÚNIOR, 2015: p. 191)

Mais tarde, nos últimos meses de 1946, depois de muitas economias, os seus pais passaram a residir com a sua família em uma localidade denominada de “Barra das Aroeiras”, nas proximidades da vila do Boqueirão.

Imagem da residência de Manoel Antero da Silva, em 2000.

Nessa localidade, juntamente com outros, participou do inicio aos trabalhos da Igreja Evangélica Congregacional de Várzea da Tapera, que antes funcionou na localidade de Sussuarana.

“Com o passar do tempo, o trabalho foi se desenvolvendo, e logo começaram a surgir os primeiros frutos. Sempre que os missionários da UESA estavam na cidade de Boa Viagem costumavam visitar essa alegre congregação. Nesse tempo, a Congregação de Lembranças estava aos cuidados da Igreja Evangélica Congregacional de Cachoeira, que posteriormente a transferiu para os cuidados da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, na sede do Município.” (SILVA JÚNIOR: 2015: p. 216)

No dia 14 de janeiro de 1960, com apenas 19 anos de idade, segundo informações existentes no livro B-17, pertencente ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, folha 130v, tombo nº 3.054, contraiu matrimônio com Milton Ferreira de Oliveira, que nasceu no dia 23 de outubro de 1938, sendo filho de Miguel Ferreira Neto e de Maria da Conceição.
No dia 1º de janeiro de 1966, juntamente com dois de seus irmãos e sua cunhada, Enoque Antero da Silva, Miriam Maciel Silva e Noeme Antero Lima, tiveram os seus nomes referendados ao batismo pela assembleia de membros da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, recebendo esse sacramento pelas mãos do Rev. Ezequiel Fragoso Vieira.
Alguns anos depois, no dia 30 de novembro de 1977, por volta das 16 horas, segundo informações existentes no livro C-05, pertencente ao Cartório Geraldina, folha 100v, tombo nº 5.424, faleceu por conta de uma descarga elétrica de um raio ocorrido na localidade de Boqueirão, prestes a completar 37 anos de idade.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu  corpo foi sepultado por seus familiares em um mausoléu existente no Cemitério das Lembranças.

2 ideias sobre “Salomé Antero de Oliveira

  1. Pingback: Enoque Antero da Silva | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Noeme Antero Lima | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta