O Domingo Trágico

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

O dia 18 de maio de 2014, uma manhã de domingo, ficou marcado na história do Município de Boa Viagem como um dos mais tristes de sua história.

Ônibus envolvido no acidente.

Imagem do ônibus envolvido no acidente.

Nessa data, por volta da 7 horas da manhã, o ônibus intermunicipal nº 0241090, placa NVC 8393, da Viação Princesa dos Inhamuns, saiu do Terminal Rodoviário Samuel Alves da Silva com destino à cidade de Fortaleza e sofreu um grave acidente no km 303 da Rodovia Federal Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, a BR-020, pouco depois de chegar dentro do perímetro da Zona Urbana da cidade de Canindé.
A primeira versão sobre esse acidente afirmou que ele foi causado pela imprudência de um motociclista que, irresponsavelmente, tomou a frente do ônibus e fez com que o motorista acionasse os freios de forma brusca, o que causou a explosão de um dos pneus e o imediato tombamento do veículo na pista.
Segundo as informações fornecidas pelo portal de notícias G1, edição on-line do dia 18 de maio, temos um breve relato desse acontecimento:

“O motorista do ônibus também sobreviveu ao acidente. Ele informou à polícia que um motociclista que seguia à sua frente teria freado bruscamente. Na tentativa de evitar a colisão, o condutor perdeu o controle do ônibus e tombou. A polícia disse que o teste etilômetro foi realizado com o motorista do ônibus e deu negativo. Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) estiveram no local. O veículo já foi desvirado. Segundo a PRF-CE, há uma faixa da BR-020 interditada, mas o trânsito na região está fluindo, apesar do grande número de curiosos. Em nota, a empresa Princesa dos Inhamuns lamentou o acidente e afirmou que ‘continua tomando todas as providências necessárias para o atendimento aos passageiros e aos familiares concedendo-lhes total apoio’. A empresa não divulgou o número e a lista de passageiros do ônibus. Na noite deste domingo, o núcleo de Perícia Forense de Canindé confirmou a morte de 18 pessoas no acidente. Anteriormente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e autoridades municipais haviam informado que o número de vítimas passava de 20. Após as identificações, o número foi reduzido para 18. De acordo com o supervisor da Pefoce de Canindé, Paulo Granjeiro, a maioria dos corpos foi reconhecida. Dos 18 mortos confirmados, oito corpos foram transferidos para Fortaleza. ‘Os transferidos foram os mais mutilados no acidente. Tem a questão da logística e dos procedimentos técnicos e legais para a identificação dos corpos para serem liberados’, afirmou. Para o trabalho de identificação dos corpos, os peritos trabalharam com uma lista de 46 passageiros e dois funcionários. Os 10 corpos que ficaram na Pefoce de Canindé foram liberados ainda no domingo (18). A maioria das vítimas morava no município de Boa Viagem.”

Muitos de seus passageiros, alguns idosos, vinham dormindo sem o cinto de segurança e não perceberam o momento do impacto, o que fez aumentar ainda mais a quantidade de vítimas fatais.

Lateral do veículo que mutilou os seus passageiros.

Imagem da lateral do veículo, onde os corpos dos passageiros foram mutilados.

Quando o ônibus tombou na pista ele saiu deslisando por cima de um meio fio que existe no cruzamento, o que lhe manteve a alguns centímetros acima do nível do solo, o que serviu para mutilar os corpos de seus passageiros.
De acordo com a matéria publicada pelo jornalista Alex Pimentel no jornal Diário do Nordeste, edição on-line do dia 18 de maio de 2014, temos uma noção da comoção causado por esse fato em Canindé:

“Algumas horas após o acidente na BR-020, o tombamento de um ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns, causando a morte de dezenas de passageiros que seguiam das cidades de Boa Viagem e Madalena com destino à Fortaleza, na manhã deste domingo, dezenas de internautas passaram a postar mensagens de solidariedade aos familiares das vítimas. O número e os nomes dos mortos ainda não foram informados pela Polícia. O brigadista do Ibama Everson Weydson, residente em Quixadá, estava hospedado em um hotel na cidade de Canindé quando tomou conhecimento do acidente. Ele não pretendia sair do apartamento, mas logo soube haver dezenas de feridos e mortos. Com possui curso de primeiros socorros ele seguiu para o local. Várias equipes já estavam socorrendo os feridos, enquanto outros reuniam os corpos espalhados pelo chão. Ele fotografou o momento em que o guincho erguia o ônibus.”

Ainda com as informações do portal de notícias G1, edição do dia 19 de maio, logo que aconteceu o desastre todas as equipes de saúde do Município de Canindé e das cidades vizinhas, inclusive de Boa Viagem, foram acionadas, contando também com o apoio de dois helicópteros.

“O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará abriu inquérito nesta segunda-feira, dia 19, para apurar as causas do acidente envolvendo ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns, ocorrido na manhã de domingo, dia 18, no quilômetro 303 da BR-020. O acidente resultou na morte de 18 pessoas. Segundo o Detran, o ônibus envolvido no acidente encontrava-se regularmente cadastrado, possui 4 anos de fabricação e laudo técnico de vistoria realizado em 26 de fevereiro de 2014. O Detran vai avaliar informações do tacógrafo, sistema de GPS, cumprimento das escalas dos motoristas, o Boletim de Acidente de Trânsito da Polícia Rodoviária Federal, bem como o laudo em elaboração pela Perícia Forense do Estado do Ceará. Das 48 pessoas que estavam no ônibus que tombou matando 18 pessoas, 11 foram trazidas para o Hospital Instituto Doutor José Frota, no Bairro Centro, em Fortaleza. De acordo com o chefe do plantão do instituto, Alex Mont’Alverne, os 11 pacientes seguem na unidade hospitalar, mas estão fora de perigo, apesar de terem chegado em estado grave. Segundo a secretaria de Saúde de Canindé, há pacientes também na UPA e no hospital da cidade e, em um hospital particular. ‘Havia suspeita de lesões graves em alguns deles. Sendo assim, tiveram que se submeter a cirurgia. Neste momento, todos se encontram em estado estável. Tudo indica que deverão ser liberados agora pela manhã’, disse. Segundo a polícia 16 pessoas morreram na hora do acidente. Ainda segundo Mont’Alverne pacientes tiveram membros amputados. ‘Três foram submetidos a procedimentos ortopédicos. Dois deles sofreram amputação, pois tinham esmagamento nos membros. Eles estão agora na enfermaria, conversando e conscientes’. Alex Mont’Alverne acrescentou que graças ao rápido atendimento os 11 pacientes se salvaram. ‘Apesar do risco eles foram atendidos a tempo e estão fora de perigo. Os pacientes que não precisaram passar por cirurgia ficaram em observação para ver se havia alguma alteração. Graças a Deus tudo foi tranquilo’, disse Mont’alverne. Um ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns tombou às 8h45 da manhã deste domingo, no trecho urbano da BR- 020, no Km 304, em Canindé. Segundo a empresa, o ônibus saiu de Boa Viagem, interior do Ceará, às 7h e tinha a previsão de chegar a Fortaleza por volta das 11h10min. A PRF-CE informou que o acidente aconteceu no triângulo que dá acesso ao Centro da cidade. Os passageiros feridos foram levados para o hospital municipal e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Segundo a Secretaria de Saúde de Canindé, 15 pessoas foram transferidas para o Hospital Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza.”

Helicóptero realizando socorro de vítima do acidente.

Imagem do helicóptero do Ciopaer realizando o socorro de vítima do acidente.

OS PASSAGEIROS DO DESASTRE:

O veículo saiu do Terminal Rodoviário Samuel Alves da Silva pontualmente às 7 horas da manhã e no seu trajeto saiu apanhando outros passageiros, a previsão de sua chegada ao Terminal Rodoviário Engenheiro João Tomé, na cidade de Fortaleza, estava prevista para as 11 horas da manhã.
Após o acidente, logo à noite, por volta das 18 horas, a assessoria de imprensa da empresa divulgou uma relação com os nomes das vítimas:

  1. Adaísa Bezerra Rodrigues;
  2. Alexandre Santos;
  3. Ana Bezerra do Nascimento;
  4. Ana Oliveira Felix;
  5. Antônia Isabely da Silva Monte (Ferimentos leves);
  6. Antônia Vanderlania;
  7. Antônio Carlos da Silva (Óbito);
  8. Antônio Fernando Oliveira Lima (Óbito);
  9. Cristiane de Sousa Paulino (Ferimentos graves);
  10. Dalvina Oliveira Almeida (Ferimentos leves);
  11. Danilo Xavier;
  12. Francisca Helen A Silva;
  13. Francisca Luana Santos Silva (Óbito);
  14. Francisca Simião da Silva (Ferimentos leves);
  15. Francisca Venâncio da Silva (Óbito);
  16. Francisco Adriano Nascimento Silva (Óbito);
  17. Francisco das Chagas Pereira Costa (Ferimentos leves);
  18. Francisco Douglas Sousa Uchôa (Ferimentos graves);
  19. Francisco Elson Saraiva (Ferimentos graves);
  20. Francisco Moura Lima (Óbito);
  21. Francisco Reginaldo da Glória (Óbito);
  22. Helena Alves de Morais Silva (Óbito);
  23. Hilda Inácio dos Santos (Ferimentos graves);
  24. Jeane Nunes da Silva;
  25. João Nunes da Silva (Ferimentos graves);
  26. João Paulo de Oliveira Santos (Óbito);
  27. João Vieira Sobrinho (Ferimentos graves);
  28. José Alves de Sousa (Ferimentos leves);
  29. José Evangelista de Castro Filho (Óbito);
  30. José Iram de Freitas;
  31. José Nunes Pereira (Ferimentos graves);
  32. José Ribamar Lima Oliveira (Ferimentos graves);
  33. Lucas Mateus;
  34. Márcia Viana Barbosa (Óbito);
  35. Maria de Fátima Farias (Ferimentos leves)
  36. Maria de Oliveira Magalhães (Óbito);
  37. Maria Inês Marreiro dos Santos (Ferimentos graves);
  38. Maria Lucimar Rodrigues Mesquita (Ferimentos leves);
  39. Maria Rosary Pereira (Óbito);
  40. Maria Vera Lúcia Morais (Ferimentos graves);
  41. Maria Viana Barbosa (Óbito);
  42. Patrícia da Silva Oliveira (Óbito);
  43. Rita do Nascimento (Ferimentos graves);
  44. Raimundo Barbosa (Ferimentos graves);
  45. Sirleuda Gomes Freire da Glória (Óbito);
  46. Vilauda Venâncio Barbosa (Óbito);
  47. Yara (Ferimentos leves);
  48. Wesley da Silva Monte (Ferimentos leves).

É bom lembrar que alguns desses passageiros eram crianças, outros eram da tripulação do ônibus, e não tinham bilhete de passagem.

VÍTIMAS DO PRECONCEITO:

A notícia desse grave acidente chocou a nação, chegando a ser divulgada pela imprensa mundial, mesmo assim houve aqueles que, vergonhosamente, distorceram o fato ou utilizam dessa tragédia para menosprezar o povo do Nordeste.

Preconceito nas redes sociais.

Imagem do tipo de preconceito acontecido nas redes sociais.

De acordo com a matéria do portal de notícias do jornal O Povo, edição do dia 19 de maio, temos informações desse fato:

“O Ministério Público Federal investiga internautas que insultaram os nordestinos em notícias do acidente em Canindé. A Procuradoria da República informou que a conduta dos usuários poderá ser enquadrada como crime de racismo, que prevê dois a cinco anos de prisão. O Ministério Público Federal instaurou, nesta segunda-feira, dia 19, procedimento administrativo criminal para apurar a conduta dos internautas que fizeram comentários discriminatórios em matérias jornalísticas sobre o acidente com ônibus em Canindé. Os recados tiveram repercussão na Internet. Segundo o MPF, desde domingo, já foram identificados e coletados dezenas de insultos a nordestinos em portais de notícias que veicularam o acidente na BR-020, em Canindé. O procurador da república Edmac Lima informou que a conduta dos acusados será investigada a partir da quebra do sigilo telemática dos usuários. Ele afirma ainda que a conduta deles pode ser enquadrada como crime de racismo, que prevê dois a cinco anos de prisão.”

Esse tipo de atitude é nutrida pelo preconceito de que todo nordestino é beneficiários dos programas sociais do Governo Federal e que a Região Nordeste se constitui em um fardo para nação.

“Dentre os comentários preconceituosos, estão os dos internautas identificados como ‘Petista Silva’ e ‘Eduardo Mengele’. O ‘Petista Silva’ atribui o acidente à ‘cabeça gigante dos cearenses’. Em seu comentário, ‘Eduardo Mengele’ afirma que ‘nada de valor foi perdido’.”

Quem escreveu esses infelizes comentários parece não saber que nas outras regiões do nosso país também existem pessoas que são beneficiárias desses benefícios sociais e que eles não foram feitos exclusivamente para os nordestinos.

“Qual o limite para o preconceito? Se depender do que foi possível ler nos comentários de alguns leitores, publicados no portal G1, sobre a tragédia ocorrida em Canindé, no Ceará, na manhã deste domingo, 18, quando um ônibus tombou, resultando na morte de pelo menos 18 pessoas, pode-se facilmente afirmar que o preconceito não possui escrúpulos, nem empatia, nem misericórdia e muito menos limites. Diante da dor de famílias que perderam entes queridos, a saber, pais, mães, filhos e filhas, algumas pessoas ainda encontraram no episódio trágico motivo para piadas claramente preconceituosas. Ao comentar a notícia, uma leitora do Rio Grande do Sul, identificada na postagem como Anita Carmo, escreveu: ‘A notícia boa é que esse povo não virá poluir meu RS.’ Outro comentarista desdenhou do Estado do Ceará e detonou a seguinte observação: ‘Não sabia que existia ônibus no Ceará kkk.’ Ainda outro leitor, atribuindo cunho político à tragédia, afirmou: ‘Com todo o respeito… 20 eleitores do PT a menos.’ Numa manifestação grotesca de ódio ao povo do Nordeste (especificamente do Ceará), ainda outro leitor deu a entender que a notícia é engraçada e escreveu: ‘Ô meu padimcisso abençoado kkkkkkkkkkkkkkk’, numa clara referência a Padre Cícero Romão Batista, venerado como santo por centenas de milhares de devotos espalhados por todo o país. Como se uma tragédia de tão graves proporções pudesse servir de base para piadas (alguns corpos ficaram mutilados, e o IML estima pelo menos 22 mortos), outro leitor do G1 escreveu: ‘Será que o acidente poderia ter sido evitado se as pessoas (cearenses) tivessem sentados um de cada lado? Vai ver o peso da cabeça chata fez o ônibus tombar… eu tinha 2 Kg de mandioca para dar a esse povo… o que eu faço agora?’ Em resposta aos comentários desconcertantemente preconceituosos, uma leitora identificada como Rejane Soares escreveu: ‘Já vi tantos comentários estúpidos e racistas aqui a respeito deste triste acidente que chega a dar nojo. SOMOS NORDESTINOS! SOMOS CEARENSES COM MUITO ORGULHO. E para aqueles que se acham melhores só por que moram em outra região do país o que eu sinto é PENA, por serem pessoas tão desprezíveis, sem noção, sem coração e respeito ao próximo’.”

Outra coisa a ser mencionada é que da mesma forma que existe seca no Nordeste as outras regiões de nosso país também sofrem com problemas climáticos.

AS HOMENAGENS:

O Governo do Estado do Ceará, através de sua assessoria de comunicação, divulgou uma nota de pesar aos familiares dos envolvidos nesse grave acidente, a Viação Princesa dos Inhamuns também emitiu uma nota de solidariedade.

“Empresa de ônibus envolvido em tragédia envia nota de solidariedade. Nove vítimas da tragédia de Canindé continuam hospitalizadas no Instituto José Frota.”

No mesmo dia o prefeito do Município, o Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, que esteve presente no local acompanhando o socorro das vítimas, determinou luto oficial através do decreto nº 59/2014.

“Considerando a ocorrência do falecimento de vários munícipes, por ocasião do desastre automobilístico no percurso Boa Viagem/Fortaleza, no dia 18/11/2014; Considerando que tal fato gerou profundo pesar e sentimento de solidariedade junto aos familiares e amigos dessas vítimas; DECRETA: Art. 1º Luto Oficial de 3 dias em todo o Município de Boa Viagem.”

Alguns dias depois, através da lei municipal nº 1.202, de 3 de julho de 2014, foi criado o Dia para Consciência, Prevenção e Educação no Trânsito, que visa promover a conscientização do respeito as leis do transito.

O SEPULTAMENTO E A COMOÇÃO DO POVO:

Logo após a liberação dos corpos pelo IML, o Instituto de Medicina Legal, as funerárias da cidade, por não terem estrutura e nem pessoal suficiente para atender a demanda de velórios, tentaram a todo custo realizar um velório comunitário do Centro de Esportes José Assef Fares, todavia a maioria das famílias não aceitou a proposta e optaram em realizar as exéquias fúnebres de forma privada.

“Nove dos 13 passageiros de Boa Viagem mortos no último domingo, no acidente com um ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns, na BR-020, em Canindé, foram sepultados nesta segunda-feira. Seis deles foram enterrados no Parque da Esperança, cemitério mais novo de Boa Viagem. Outros dois foram enterrados na localidade de Várzea da Ipueira, na Zona Rural deste Município do Sertão Central e outro na cidade vizinha, Itatira. Dezoito foi o número total de mortos no acidente. Dois deles ainda não haviam sido identificados. Segundo informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Boa Viagem, a princípio pretendia-se realizar um velório coletivo, seguido de uma missa e do sepultamento, mas as famílias preferiram realizar os velórios rapidamente, para evitar mais sofrimentos. Alguns corpos estavam parcialmente mutilados. Preferiram deixar os caixões fechados. O movimento foi intenso no Parque da Esperança, e se estendeu até o fim da tarde. Conforme a administração do parque santo, as primeiras vítimas sepultadas foram Antonio Carlos da Silva, 79 anos, e sua esposa, Helena Alves de Morais Silva, 74. Eles foram enterrados por volta das 9 horas. O Casal morava no Bairro Ponte Nova, na periferia da cidade. Cerca de uma hora depois outro cortejo adentrou o cemitério, acompanhando o corpo da professora aposentada Maria Rosary Pereira, 69 anos. O velório dela foi na Escola de Ensino Médio Dom Terceiro, onde ensinava música e teatro. Os filhos pretendiam sepultar o pai, Francisco Moura Lima, também morto no acidente, mas o corpo dele ainda não foi liberado. Uma filha, Magali Moura, informou haver necessidade de realização de exame de DNA. O corpo dele ficou totalmente mutilado. O IML vai liberar somente após 10 dias. No fim da manhã foi a vez dos familiares de João Paulo de Oliveira Santos, 25 anos, se despedirem dele. O jovem estava trabalhando como operário no asfalto de uma estrada, no Município de Pecém. No fim de semana resolveu visitar a família e a namorada. Ele pretendia juntar a poupança, retornar definitivamente para sua terra natal, montar um pequeno comércio e comprar uma motocicleta. A costureira Patrícia da Silva Oliveira, 24 anos, já havia realizado o sonho de ter a sua própria motocicleta, faltava apenas a carteira de habilitação. Ela viajava para Fortaleza para prestar o exame da CNH nesta segunda-feira. Os 14 irmãos, a maioria morando em São Paulo, viajou para Boa Viagem após tomarem conhecimento da tragédia. Pretendiam se despedir da irmã caçula. O sepultamento dela ocorreu no fim da tarde, no mesmo cemitério. As histórias de vidas interrompidas nas outras famílias são similares, pais, irmãos e filhos ainda estão abalados. Por esse motivo a administração municipal resolveu disponibilizar assistentes sociais e psicólogos para ampararem as famílias. Na próxima sexta-feira uma equipe da Defensoria Pública do Estado estará na cidade para orientar os parentes, inclusive dos passageiros feridos, acerca das medidas legais a serem adotadas. O prefeito Fernando Assef havia decretado luto oficial de três dias.”

Na segunda-feira, dia 19 de maio, foi um dia incomum na cidade, as ruas estavam praticamente desertas, alguns comerciantes optaram por não abrir as suas portas e o maior fluxo de pessoas se concentrava nas casas das vítimas ou no percurso para o Cemitério Parque da Esperança.

AS INVESTIGAÇÕES:

Depois do acidente foram aos poucos surgindo diversas hipóteses para encontrar e punir os culpados, segundo matéria do portal G1, edição do dia 21 de maio, a Polícia Civil abril inquérito para apurar as causas desse desastre:

“A Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia Regional de Canindé, instaurou inquérito policial para investigar as causas do acidente com o ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns, ocorrido no último domingo, dia 18, na localidade de Jubaia, no Município de Canindé. De acordo com a delegada Gisele Martins, responsável pelo inquérito, Francisco das Chagas Pereira Costa, 53 anos, motorista do ônibus, foi ouvido e liberado após depoimento e realização de exame no etilômetro, que deu negativo para a hipótese de ingestão de bebida alcoólica. Testemunhas afirmaram que o motorista tentou desviar de uma motocicleta que vinha na contramão e acabou perdendo o controle do veículo. A polícia trabalha agora para identificar todos os envolvidos no acidente.”

Insatisfeitos com a morosidade de algumas autoridades e percebendo o grau de interesse de alguns envolvidos em desvirtuar essa investigação, principalmente da empresa que detêm a linha, familiares das vítimas se reuniram e fundaram uma associação no intuito de dar maior celeridade as investigações baseando-se nos seguintes argumentos:

  1. Existe interesse por parte da empresa em destruir as provas do acidente e prejudicar o trabalho da perícia;
  2. Outra empresa, querendo tomar a linha, pode destruir as provas e incriminar a Viação Princesa dos Inhamuns e prejudicar o trabalho da perícia;
  3. Necessidade de gerar modificações naquele trecho da pista, como também na entrada para o Município de Maranguape, que podem gerar novos acidentes, atribuindo ao Governo Federal a responsabilidade pelo acidente;
  4. Argumento de que o motorista estava dirigindo e falando ao aparelho de celular;
  5. Justificativa do afastamento do caso do delegado que colheu os depoimentos;
  6. Descarte, por parte da justiça, de testemunhas que viram o acidente;
  7. O veículo trafegava em alta velocidade?
  8. O motorista recebe treinamento adequado da empresa?
  9. Como estava o estado de manutenção do veículo?
  10. Qual a escala do motorista?
  11. Incompatibilidade de informações entre o horário do acidente e do horário emitido nas certidões de óbito, fato que beneficia a empresa de ônibus.

No dia 23 de maio, ainda sob forte comoção, representantes do Ministério Público, da empresa e familiares se reuniram durante o horário da manhã no Auditório Adauto Bezerra, no edifício do Centro de Referência da Assistência Social Deputado José Vieira Filho, no intuito de personalizar o tipo de atendimento de cada família.

AS IMAGENS DA TRAGÉDIA:

Corpos mutilados.

Imagem de alguns dos corpos mutilados.

Tragédia.

Imagem do espanto, dor e sofrimento daqueles que acompanhavam o resgate.

4 ideias sobre “O Domingo Trágico

  1. Pingback: Cemitério Parque da Esperança | História de Boa Viagem

  2. Pingback: MAIO | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Fernando Antônio Vieira Assef | História de Boa Viagem

  4. Pingback: Maria Rosary Pereira | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta