Maria Carmelina Sampaio Queiroz

Maria Carmelina Queiroz SampaioMaria Carmelina Sampaio Queiroz nasceu no dia 6 de julho de 1909 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filha de José de Queiroz Sampaio e de Maria Conceição de Oliveira Sampaio.
Os seus avós paternos se chamavam Francisco Jeorgino Sampaio e Francisca Queiroz Sampaio, já os maternos eram Francisco Nunes de Rezende Oliveira e Maria Ditosa do Vale.
Durante a sua infância recebeu forte influência da confissão católica, tendo em vista que o seu pai era sacristão da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, residindo com a sua família na Avenida São Vicente de Paulo, nº 96, Centro:

“Quem atendia à Capela de São Sebastião, em Monsenhor Tabosa, era o vigário de Boa Viagem, Pe. José Cândido de Queiroz Lima, que, periodicamente, empreendia a difícil viagem de dezenas de léguas, à cavalo, de sua sede ao alto da serra, quase sempre acompanhado pelo seu sacristão, José de Queiroz Sampaio.” (BARROSO, 2005: p. 144)

Foi casada com José de Queiroz Oliveira, que era nascido no dia 16 de setembro de 1908, sendo filho de José Leal de Oliveira e de Maria Sabina de Queiroz Oliveira. Desse matrimônio foi gerado apenas um filho, que se chamava José Francisco de Queiroz, que faleceu em tenra idade.
Nos últimos anos da década de 1950, juntamente com outras pessoas de sua família, deu apoio ao desejo de seu irmão, Antônio de Queiroz Sampaio, que disputou uma das cadeiras da Câmara Municipal de Vereadores:

“Na eleição municipal que ocorreu no dia 3 de outubro de 1958, desejando entrar na vida pública por meio de uma das cadeiras da Câmara Municipal de Vereadores, militando nos quadros políticos da UDN, a União Democrática Nacional, ficou na primeira suplência de sua coligação partidária. Nessa legislatura, por conta de uma licença solicitada pelo Vereador Joaquim Vieira da Silva, assumiu a sua função de vereador.” (SILVA JÚNIOR, 2016: Antônio de Queiroz Sampaio. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/antonio-de-queiroz-sampaio/. Acesso no dia 9 de setembro de 2017)

Faleceu em sua residência, na cidade de Boa Viagem, vítima de câncer, com apenas 52 anos de idade, no dia 14 de março de 1961.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no mausoléu da família existente no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Túmulo da família Queiroz Sampaio.

Imagem do túmulo da Família Queiroz Sampaio, em 2013.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, através da lei nº 139, de 12 de março de 1970, a rua que sai do Centro e divide os Bairros José Rosa e Tibiquari, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura;
  2. Cristã professa, de confissão católica, algum tempo após a sua morte os seus familiares decidiram edificar um oratório particular em sua propriedade, que até hoje serve de referência para aqueles que trafegam entre a cidade de Boa Viagem e a vila de Ipiranga.
Oratório de Carmelina Sampaio em 2013.

Imagem do oratório de Maria Carmelina Sampaio Queiroz, em 2013.