Francisco Pereira Marques

Francisco-Pereira-MarquesFrancisco Pereira Marques nasceu no dia 29 de agosto de 1962 no Município de Itapajé, que está localizado na região Norte do Estado do Ceará, distante 125 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Teodorico Marques de Sousa e de Joana Pereira de Sousa.
Os seus avós paternos se chamavam João Patrício Rodrigues e Maria José de Sousa, já os maternos eram Pedro Soares de Sousa e Maria Pereira de Sousa.
Na época do seu nascimento residia com os seus pais em Iratinga, uma pequena vila do Município de Itapajé.
Aos 19 anos de idade, com muito esforço, conseguiu concluir o 1º grau na Escola de Ensino Médio Dom Terceiro, recebendo essa certificação no dia 18 de dezembro de 1981.
Era popularmente conhecido pela alcunha de “Brochado”, sendo casado com Maria Albaniza Torres Marques, com quem gerou um filho, sendo ele, Ítalo César Torres Marques.
No pleito eleitoral acontecido no dia 15 de novembro de 1988, pelo PDS, o Partido Democrático Social, apoiando ao candidato Benjamim Alves da Silva, com a legenda nº 11.604, colocou o seu nome na disputa por uma das vagas do Poder Legislativo, recebendo nessa oportunidade a confiança de 161 eleitores e ficando na suplência de seu partido.
No dia 17 de janeiro de 1989, através da portaria nº 23, na gestão do Prefeito Benjamim Alves da Silva, foi contratado como funcionário comissionado da Prefeitura de Boa Viagem, sendo lotado na Secretaria de Obras, Viação e Agricultura, onde acumulou duas funções:

“Art. 1º – Nomeia Francisco Pereira Marques para exercer o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Obras e Viação, nível DAS-2, lotado na Secretaria de Obras, Viação e Agricultura, à partir desta data.”

Pouco tempo depois, no dia 31 de maio de 1990, quando essa secretaria passou por uma reformulação administrativa, através da portaria nº 258, recebeu nomeação como diretor do Departamento de Obras:

“Art. 1º – Nomeia Francisco Pereira Marques para exercer o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Obras, nível CC-2, da estrutura administrativa da Prefeitura de Boa Viagem.”

Sobrecarregado em suas atividades, nesse mesmo ano, ainda prestando serviço nessa secretaria, em outro remanejamento de função, no dia 30 de agosto de 1990, através da portaria nº 302, recebeu nomeação como diretor do Departamento de Viação:

“Art. 1º – Nomeia Francisco Pereira Marques para exercer o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Viação, nível CC-2, da estrutura administrativa da Prefeitura de Boa Viagem.”

Finalmente, no dia 31 de dezembro de 1992, chegando ao fim dessa gestão, foi exonerado dos quadros funcionais da Prefeitura de Boa Viagem:

“Art. 1º – Exonera Francisco Pereira Marques do cargo em comissão de Diretor do Departamento de Viação, referência CC-2, lotado na Secretaria de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos à partir desta data.”

Na noite do dia 24 de fevereiro de 1996, com apenas 33 anos de idade, foi covardemente assassinado e até hoje esse crime ainda não recebeu elucidação.
Logo após o seu velório, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 818, de 12 de dezembro de 2002, uma das ruas do Bairro Padre Paulo, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.

6 ideias sobre “Francisco Pereira Marques

  1. Pingback: Rua Francisco Pereira Marques | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Teodorico Marques de Sousa | História de Boa Viagem

  3. Pingback: JUNHO | História de Boa Viagem

  4. Pingback: AGOSTO | História de Boa Viagem

  5. Pingback: BIOGRAFIAS | História de Boa Viagem

  6. Pingback: FEVEREIRO | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta