Júlio Celso Mendes

Júlio Celso MendesJúlio Celso Mendes nasceu no dia 21 de janeiro de 1888 no Município de Baturité, que está localizado na região Norte do Estado do Ceará, distante 100 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Ignácio Ribeiro Mendes e de Maria Etelvina Mendes.
Segundo informações existente no livro B-04, pertencente à secretaria da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, tombo nº 4, folha 79, no dia 7 de janeiro de 1913, diante do Mons. José Cândido de Queiroz Lima, contraiu matrimônio com Luíza de Carvalho Mendes, que nasceu em 1896, sendo filha de Ignácio José de Carvalho e de Maria de São José de Jesus.
Nesse mesmo dia, segundo registro existente no livro B-02, pertencente ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo nº 01, folha 87, confirmou os seus votos em uma cerimônia civil.
Desse matrimônio foram gerados seis filhos, quatro homens e duas mulheres, sendo eles: Francisco Franciné Mendes, Maria José Mendes, Júlia Mendes, Jesus Mendes, Oziel Mendes e Luiz Mendes.
Era tangerino e durante muitos anos conduziu boiadas e outros rebanhos entre o Município de Boa Viagem e a cidade de Fortaleza, onde eram vendidos para o abate.
Em uma dessas viagens, sabendo que o seu amigo Francisco Deoclécio Ramalho havia sido hostilizado por um murro desferido por um “valentão da cidade grande”, resolveu vingar a agressão encurralando o fanfarrão no canto de uma parede com a sua temida “macaca”.
Depois de algumas chicotadas, que foram muitas, resolveu parar depois que o “valentão” em prantos prometeu nunca mais insultar alguém do Município de Boa Viagem.
Segundo informações existentes no livro C-10, pertencente ao Cartório Geraldina, tombo nº 3.786, folha 42v, faleceu na cidade de Boa Viagem no dia 26 de abril de 1964, aos 76 anos de idade.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, Centro.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, através da lei nº 459, de 21 de março de 1988, uma das ruas do Bairro Boaviaginha, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.

2 ideias sobre “Júlio Celso Mendes

  1. Pingback: Rua Júlio Celso Mendes | História de Boa Viagem

  2. Pingback: ABRIL | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta