Igreja Evangélica Congregacional de Olho d’Água dos Facundos

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

O templo da Igreja Evangélica Congregacional de Olho d’Água dos Facundos está localizado na Rua David Vieira da Silva, s/nº, no Centro da vila de Olho d’Água dos Facundos, dentro dos limites geográficos do Distrito de Olho d’Água dos Facundos, no Município de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem da Igreja Evangélica Congregacional de Olho d'Água dos Facundos, em 2014.

Imagem do templo da Igreja Evangélica Congregacional de Olho d’Água dos Facundos, em 2014.

Apesar de ser tratada por muitos como igreja essa comunidade ainda não possui a sua autonomia administrativa, portanto ela ainda é uma congregação da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, que possui vinculo denominacional com a UIECB, a União das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil, estando dentro dos limites geográficos de sua 25ª região administrativa.

A SUA HISTÓRIA:

A vila de Olho d’Água dos Facundos, no passado, se constituiu em um dos locais da zona rural do Município de Boa Viagem que acolheu grupos de famílias protestantes que saíram do Sertão do Estado da Paraíba motivados por intolerância religiosa.
Antes de fixarem residência nesse local esse pequeno grupo, que era chefiado por José Vieira de Freitas, tentou sobreviver em outros locais, mas não obteve o êxito desejado:

“Ao chegarem a este Município, adquiriram uma propriedade de 500 ha., localizado nas proximidades da vila de Olho d’Água dos Facundos… Antes da vinda de seu pai, já estivera no Município de Boa Viagem com a sua esposa e alguns de seus filhos, quando passou curtas temporadas em Pitombeira, Pedra Branca, Lembranças e Cachoeira.” (SILVA JÚNIOR, 2015: p. 195)

Nessa época, sem condições financeiras de edificar um templo, essa pequena família fazia de sua residência um ponto de pregação e costumava frequentar às atividades religiosas que eram promovidas pela Igreja Evangélica Congregacional de Cachoeira nas localidades vizinhas.
Aonde essa família costumava residir, um de seus filhos, José Vieira de Freitas Filho, costumava deixar uma marca positiva de seu envolvimento nas igreja onde frequentavam:

“Conta-se que era um homem trabalhador e cheio de predicados, e além de executar trabalhos no campo, também era pedreiro e carpinteiro. Foi ele quem ajudou na construção dos primeiros templos protestantes do Município de Boa Viagem e de Brejo dos Santos.” (SILVA JÚNIOR, 2015: p. 196)

A partir de 1955, aos poucos, parte dessa família passou a residir na cidade de Boa Viagem, mas não deixaram de investir esforços para evangelizar aos moradores dessa localidade, que muito lentamente começaram a compreender a mensagem do Evangelho na perspectiva do protestantismo.
No fim dessa década, depois da unificação dos pastorados pelo Rev. Ezequiel Fragoso Vieira, conforme ata do dia 4 de junho de 1966, aos poucos os trabalhos que eram mantidos pela Igreja Evangélica Congregacional de Cachoeira foram sendo transferidos para os cuidados da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, que continuou lhe dando sustentação:

“O irmão Otacílio Vieira, da Congregação de Olho d’Água dos Facundos, solicita a cooperação da igreja na Escola Dominical daquela congregação um domingo por mês. A igreja resolveu atender o referido pedido nomeando os irmãos Eládio Alves da Silva e Adelmo Vieira de Freitas, respectivamente professor e substituto, bem como resolveu alugar um carro para levá-los à referida congregação no 3º domingo de cada mês.”

Algum tempo antes disso, essa comunidade já contava com o importante apoio do Diácono David Vieira da Silva, que faleceu inesperadamente alguns anos depois em um grave acidente com um trator.
Sem desanimar frente aos desafios, mesmo depois desse triste acontecimento, o trabalho religioso nessa localidade foi assumido pela esposa do falecido, a Srª Adalcina Vieira de Freitas, que durante muitos anos foi uma das colunas desse trabalho:

“No final do ano de 1984, pensando em expandir o trabalho evangélico e doutrinário, bem como atender as necessidades de diversos membros, a Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem organiza oficialmente… A irmã Adalcina Vieira de Freitas inicia um trabalho em Olho d’Água dos Facundos, na zona rural do Município de Boa Viagem.” (FRAGOSO VIEIRA, 1997: p. 5)

Algum tempo depois disso, nos primeiros anos da década de 1980, carecendo de um local apropriado para realização dos cultos, a comunidade começou a se mobilizar para construção de um templo.
No fim dessa década, por volta de 1989, as atividades religiosas dessa comunidade passaram a ser realizadas regularmente nesse templo, que foi construído seguindo as características físicas da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem.
Poucos anos depois do fim de sua construção, a Srª Adalcina Vieira de Freitas passou a residir na cidade e essa igreja perdeu a sua principal referência de liderança na organização de seus trabalhos.
Depois disso, por conta das dificuldades de sobrevivência existentes no campo, outros membros e congregados seguiram o mesmo caminho, passando a residir na cidade.
Nesse tempo, já no pastorado do Rev. Josafá Vieira, sem o surgimento de uma liderança local que assumisse a responsabilidade pelos seus trabalhos, a comunidade passou a depender totalmente dos oficiais da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, que nem sempre estavam disponíveis para o deslocamento e execução de suas atividades.
Mais tarde, aos poucos esse trabalho foi perdendo a sua força inicial e a congregação passou uma longa temporada com as suas portas fechadas, servindo inclusive nessa época como uma sala de aula de uma extensão da Escola de Ensino Médio Dom Terceiro e até como depósito de cereais.
Ainda nessa época, sem a permissão da diretoria de patrimônio da igreja, o seu recinto foi vergonhosamente invadido por moradores da localidade e as suas janelas foram furtadas, tendo inclusive os seus bancos levados para Capela de Nossa Senhora da Paz, algo que nunca foi justificado pelo vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Guia.
Durante esse tempo, também sem a permissão da igreja, esse templo ficou servindo aos seus vizinhos com estábulo de suas ovelhas.

Imagem interna do templo, em 2010.

Imagem interna do templo, em 2008.

Nos primeiros meses de 2010, mesmo existindo conflitos de ordem teológica, os seus trabalhos evangelísticos foram gentilmente transferidos para o domínio da Igreja do Evangelho Quadrangular, que tentou reerguer as suas atividades, mas permaneceu por pouco tempo.
Mais tarde, nos últimos meses de 2014, desejando reativar esse trabalho, a Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem realizou reformas no templo e organizou uma escala entre os seus oficiais no intuito de manter a regularidade de seus cultos.

O CONTATO:

O canal de comunicação com a Igreja Evangélica Congregacional de Olho d’Água dos Facundos é feito pela secretaria pastoral da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem pelo seguinte telefone:

  • Telefone:
  1. 88.3427-1845 (Secretaria Pastoral).

3 ideias sobre “Igreja Evangélica Congregacional de Olho d’Água dos Facundos

  1. Pingback: Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem | História de Boa Viagem

  2. Pingback: David Vieira da Silva | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Escola de Ensino Fundamental Walkmar Brasil Santos | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta