Evaldo Neco Barreto Júnior

Evaldo Neco Barreto Júnior nasceu no dia 25 de janeiro de 1955 no Município de Canindé, que está localizado na região Norte do Estado do Ceará, distante 115 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Evaldo Neco Barreto e de Maria Eranir Façanha Barreto.
É formado em medicina pela UFC, a Universidade Federal do Ceará, sendo casado com Maria Laís Barros Barreto, que é nascida no dia 24 de maio, com quem gerou cinco filhos, um homem e quatro mulheres, sendo eles: Marcus Helano Barros Barreto, Elaine Barros Barreto, Milena Cristina Barros Barreto Aires, Aline Barros Barreto Velloso e Lívia Cristina Barros Barreto.
Nos últimos anos da década de 1980 , na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, passou a prestar os seus valiosos serviços no Hospital e Casa de Saúde Adília Maria de Lima, estabelecendo-se com a sua família na Rua Alfredo de Sousa Terceiro, nº 509, esquina com a Avenida França Mota, no Centro da cidade de Boa Viagem, onde algum tempo depois investiu na implantação de uma clinica e de uma farmácia.
Mais tarde, no dia 13 de agosto de 1988, depois do minucioso exame de suas qualidades, ainda na cidade de Boa Viagem, ingressou nos quadros da Loja Maçônica Cavaleiros do Amor.
Pouco tempo depois, no dia 2 de fevereiro de 1990, pela relevância de seus serviços em favor da saúde do Município de Boa Viagem, foi agraciado pela Câmara Municipal de Vereadores com o titulo de cidadania.
Mais tarde, no dia 18 de julho de 1999, juntamente com os seus familiares, partilhou da perda de seu pai, que faleceu prestes completar 76 anos de idade.
Depois disso, conquistando grande simpatia popular e desejando ingressar na vida pública, passou a compor os quadros políticos do PC do B, o Partido Comunista Brasileiro, no diretório existente no Município de Boa Viagem.

Imagem de seu material de campanha.

Imagem de seu material de campanha.

Mais tarde, no pleito eleitoral que ocorreu no dia 3 de outubro de 2004, o seu nome foi referendado como candidato a vice-prefeito na chapa que tinha como cabeça o nome de José Vieira Filho, intento que logo recebeu aprovação pública.

“Poucos meses depois disso… acompanhado do médico Dr. Evaldo Neco Barreto Júnior, voltou a colocar o seu nome em uma nova refrega eleitoral. Na principal chapa concorrente, que era do PTB, Partido Trabalhista Brasileiro, legenda nº 14, em uma nova coincidência, estava o nome do Dr. Francisco Segismundo Rodrigues dos Santos Neto, que inicialmente foi acompanhado pelo nome de Djalma Vieira Carneiro, e logo em seguida por Hélio Campos. A terceira chapa, pelo PT, Partido dos Trabalhadores, legenda nº 13, era encabeçada pelo Dr. Márcio Ary Machado de Morais e do Tenente Dr. Amâncio José de Lima Filho. Nesse pleito, um dos mais disputados da história política do Município de Boa Viagem, saiu vitorioso ao receber 11.758 votos, enquanto o Dr. Francisco Segismundo Rodrigues dois Santos Neto recebeu 11.272, uma diferença de apenas 486 votos, já o Dr. Márcio Ary Machado de Morais recebeu 3.003 votos.” (SILVA JÚNIOR, 2012: José Vieira Filho. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/jose-vieira-filho/. Acesso em 5 de novembro de 2016.)

Pouco tempo depois, na eleição estadual que ocorreu no dia 1º de outubro de 2006, ainda militando nos quadros políticos do PC do B, desejando conseguir uma das cadeiras da ALEC, a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, com a legenda nº 65.444, conseguiu receber a confiança de apenas 5.861 votos, não conseguido ser eleito nesse pleito, projeto que provavelmente teria dado certo caso tivesse recebido o apoio do prefeito de Boa Viagem.

Imagem de seu material de campanha.

Imagem de seu material de campanha.

Alguns anos depois, nos primeiros meses de 2009, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, assumiu a pasta da Secretaria da Saúde da Prefeitura de Boa Viagem, deixando essa função poucos meses depois.
No dia 5 de outubro de 2011, na cidade de Boa Viagem, passou a compor dos quadros políticos do PSDC, o Partido Social Democrata Cristão.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  2. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. José Vieira Filho. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/jose-vieira-filho/. Acesso no dia 5 de novembro de 2016.
  3. VIEIRA FILHO, José. Minha História, Contada Por Mim. Fortaleza: LCR, 2008.