Ana da Cunha Ramos

Ana da Cunha Ramos nasceu no dia 12 de julho de 1903 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filha de João de Deus da Cunha Ramos e de Rosa Emília da Conceição.
Segundo informações existentes no livro B-07, pertencente à secretaria da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, tombo nº 126, folha 65, no dia 20 de outubro de 1926, diante do Mons. José Cândido de Queiroz Lima, contraiu matrimônio com José Batista de Freitas Filho, que nasceu no dia 4 de novembro de 1907, sendo filho de José Batista de Freitas e de Maria de Lima da Conceição.
Poucos dias depois, no dia 27 de setembro de 1926, conforme dados existentes no livro B-05, pertencente ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, folha 59, confirmou os seus votos em uma cerimônia de casamento civil.
Desse matrimônio foram gerados seis filhos, entre eles citamos: José Batista, Luiz Batista de Freitas.
Residiu com a sua família durante muitos anos na localidade de Palestina, e logo depois na Rua Enedina de Carvalho, nº 93, no Bairro Boaviaginha, na cidade de Boa Viagem.
Muitos anos depois, de acordo com as informações existentes no livro C-04, também pertencente ao Cartório Geraldina, tombo nº 2.237, folha 192v, faleceu no no dia 21 de novembro de 1990, pouco tempo depois de completar 87 anos de idade, vítima de um AVC, Acidente Vascular Cerebral, que foi constatado pelo Dr. Arlindo Florêncio dos Santos no Hospital e Casa de Saúde Adília Maria de Lima.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 818, de 22 de dezembro de 2002, uma das ruas do Bairro Tibiquari, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.