Aderbal Carneiro de França

Aderbal Carneiro de França nasceu no dia 3 de maio de 1908 no Município do Crateús, que está localizado no Sertão do Estado do Ceará, distante 350 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Jacob Carneiro de França e de Tereza Elias de França.
Em sua adolescência, trabalhando com o seu pai, aprendeu o ofício de farmacêutico, conhecimentos que lhe foram cuidadosamente transmitidos por um de seus tios, o farmacêutico Dr. Manuel Carneiro de França, que além de farmacêutico também foi vereador no Município de Coreaú pelo PTB, o Partido Trabalhista Brasileiro, no pleito eleitoral ocorrido no dia 3 de outubro de 1958.
Chegando à juventude contraiu núpcias na Igreja Matriz de Santo Antônio, que está localizada na vila de Aracatiaçu, no Município de Sobral, com Maria Lira de França, que era filha de Diogo Cavalcante de França e de Maria Aguiar França.

“Inicialmente, tendo o nome de Santo Antônio de Aracatiaçu, pelo ato provincial de 18 de março de 1843, passou a denominar-se apenas Santo Antônio pelo decreto estadual nº 448, de 20 de dezembro de 1938. A denominação atual é de 1948.” (S.N.T)

Desse matrimônio foram gerados vinte e um filhos, dos quais apenas cinco chegaram a idade adulta, dois homens e três mulheres, sendo eles: Tarcísio Carneiro de França, Jacob Carneiro de França Neto, Aderbalina Lira de França, Serli Lira Frota e Jupira de França Machado.
Pouco tempo antes disso, procurando um local apropriado para implantar uma farmácia, passou a residir no Município de Cariré, também nas proximidades de Sobral, que havia recebido a sua autonomia política no dia 16 de setembro de 1929.
Nessa pequena cidade, durante muitos anos, atendendo em sua farmácia, realizou partos, extrações dentárias, fez curativos, aplicou injeções e vários outros procedimentos de primeiros socorros.
Algum tempo depois, entre os anos de 1947 e 1948, no governo do Dr. Faustino de Albuquerque e Sousa, graças ao prestígio político conquistado por conta de seu trabalho humanitário, foi indicado como interventor desse Município.
Mais tarde, não sabemos por qual motivo, passou a residir na cidade de Independência e, logo depois, na cidade de Monsenhor Tabosa, que estão localizadas nas proximidades de sua cidade natal.
Nessa época, juntamente com os seus filhos, sofreu uma dura perda, a sua amada esposa começou a sentir fortes dores por conta de um câncer existente no fígado, vindo a falecer na cidade de Fortaleza pouco tempo depois.
Mais tarde, nos primeiros anos da década de 1970, sozinho e desejando um novo local para recomeçar a sua vida, por conta de um de seus filhos, que além de farmacêutico também iniciava carreira política, passou a residir na cidade de Boa Viagem.
Estabelecendo-se profissionalmente nessa cidade, no dia 21 de setembro de 1973, aos 65 anos de idade, contraiu novas núpcias, dessa vez com Eurite Farias de França, de apenas 27 anos de idade, que era nascida no dia 31 de janeiro de 1946 e filha de Luiz Rodrigues Farias com Antônia Etelvina de Farias, conforme registros existentes no livro B-23, pertencentes ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo n° 5.736, página 125v, cerimônia que foi celebrada pelo Dr. Wiltom Machado Carneiro.
Desse matrimônio, mesmo em avançada idade, ainda gerou quatro filhos, dois homens e duas mulheres, sendo eles: Aderbal Carneiro de França Filho, Eucelly Fechine, Darlan Carneiro Farias França e Eucária Carneiro Farias de França.
Residiu com a sua família em diversos locais, mas encerrou a sua existência em uma casa que estava localizada na Praça Monsenhor José Cândido de Queiroz Lima, nº 154, no Centro da cidade de Boa Viagem, onde juntamente com a sua esposa atendia aos seus pacientes.
No dia 9 de novembro de 1993, aos 85 anos de idade, conforme as informações existentes no livro C-04, pertencentes ao Cartório Geraldina, tombo nº 2.620, página 288, veio a óbito na cidade de Boa Viagem.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Tumulo de Aderbal Carneiro de França

Imagem do túmulo de Aderbal Carneiro de França, em 2013.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 818, de 12 de dezembro de 2002, uma das ruas do Bairro Osmar Carneiro, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.

5 ideias sobre “Aderbal Carneiro de França

  1. Pingback: MAIO | História de Boa Viagem

  2. Pingback: NOVEMBRO | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Rua Aderbal Carneiro de França | História de Boa Viagem

  4. Pingback: BIOGRAFIAS | História de Boa Viagem

  5. Pingback: Jacob Carneiro de França Neto | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta