Cisalpina da Cunha Lima

Cisalpina da Cunha LimaCisalpina da Cunha Lima chegou ao Município de Boa Viagem por volta de 1890 já estando viúva.
Algum tempo antes o seu esposo, que se chamava Benevinuto José de Lima, foi trabalhar no Estado do Amazonas, provavelmente na extração do látex da borracha, e por lá faleceu.
De seu casamento foi gerada apenas uma filha, que se chamava Nair Lima Araújo, esposa do Dr. Solon Ximenes de Araújo.
Era professora, sendo nomeada para exercer a função de diretora das Escolas Reunidas de Boa Viagem no dia 31 de julho de 1929.

“Muito contribuiu com a nossa educação, merecendo, assim, permanecer em nossa memória.” (NASCIMENTO, 2002: p. 130)

Faleceu na cidade de Fortaleza no dia 16 de julho de 1967, tendo o seu corpo sepultado por seus familiares no Cemitério de São José, que está localizado na Rua Napoleão Quezado, nº 365, no Bairro Parangaba.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 818, de 12 de maio de 2002, a rua que divide os Bairros de Nossa Srª de Fátima e Vila Holanda, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.

5 ideias sobre “Cisalpina da Cunha Lima

  1. Pingback: Solom Ximenes de Araújo | História de Boa Viagem

  2. Pingback: BIOGRAFIAS | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Rua Cisalpina da Cunha Lima | História de Boa Viagem

  4. Pingback: JUNHO | História de Boa Viagem

  5. Pingback: A EDUCAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BOA VIAGEM | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta