Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

A Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva está localizada no Inharé, dentro dos limites geográficos do Distrito de Olho d’Água dos Facundos, distante 31 quilômetros do Centro da cidade de Boa Viagem, no Município de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem da Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva, em 2014.

Imagem da Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva, em 2014.

Esse equipamento público, pertencente ao Governo Municipal, é gerenciado pela Secretaria da Educação, que segue as orientações e as normas da 12ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação, a CREDE 12, que está sediada no Município de Quixadá.

A BASE LEGAL DE SUA CRIAÇÃO:

Essa unidade de ensino teve a sua nomenclatura regulamentada através da lei nº 763, do dia 4 de outubro de 2001, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef.
Essa escola está credenciada pelo CEC, o Conselho de Educação do Ceará, e o seu número no INEP, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, é 23097450.

AS MODALIDADES DE ENSINO:

Em nosso país a educação básica compreende a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio, tendo uma duração ideal de dezoito anos, período da vida escolar que se toma posse dos conhecimentos mínimos necessários para uma cidadania completa, servindo também para se definir sobre o futuro profissional e área do conhecimento que se quer seguir.
Na Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva existe a oferta das seguintes modalidades de ensino:

  1. Ensino Fundamental.

A HISTÓRIA DA INSTITUIÇÃO:

No passado, semelhantemente ao que ocorria em outras localidades da zona rural, as aulas aconteciam nas casas das professoras, existindo quatro nessa região, sendo que as suas escolas eram denominadas da seguinte forma: Escola Municipal Castelo Branco, Escola Municipal Frei Guido, Escola Municipal Piamarta e Escola Municipal Dr. Plácido Queiroz.
Alguns anos depois, nos primeiros meses de 1987, na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, essas pequenas unidades de ensino foram unificadas, época em que recebeu como patrono o nome do Agropecuarista Antônio Carneiro da Silva.
Mais tarde, no primeiro semestre de 2005, novamente na gestão do Prefeito José Vieira Filho, por meio da lei nº 913, de 27 de junho, seguindo o plano de redimensionamento geográfico do Município, essa unidade de ensino passou a compor o território do Polo Um.
No ano seguinte, necessitando de melhorias, a estrutura dessa escola foi reformada, recebendo rampas de acessibilidade para pessoas com baixa mobilidade.
Nos primeiros meses de 2012, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, depois de muitos anos de espera, o corpo discente dessa unidade de ensino foi contemplada com um laboratório de informática e algum tempo depois, em 2015, com a construção da Quadra Poliesportiva João Vieira de Sousa, que é bastante utilizada para diversas atividades esportivas e pedagógicas.

Imagem da Quadra Poliesportiva João Vieira de Sousa, em 2012.

No dia 27 de fevereiro de 2018, tendo reforçado o número de votos que ajudou a eleger o Vereador José Anchieta Paiva Chaves à presidência da mesa diretor da Câmara Municipal, a Vereadora Maria da Conceição Costa Araújo, conhecida por Ceiça, passou a receber retaliação política por parte da prefeita do Município, Aline Cavalcante Vieira, que desmontou a estrutura social há anos existente em favor do povo de uma das regiões que lhe depositou confiança nas urnas, dentre elas a existente na Escola de Ensino Fundamental Walkmar Brasil Santos, fazendo com que a referida vereadora divulgasse uma carta aberta ao povo em sua página de facebook:

“Tenho recebido algumas conversas das redes sócias através de amigos. Quero exteriorizar a todos os boaviagenses alguns pontos das mensagens: GOLPISTA, COSPE NO PRATO QUE COMEU, CHANTAGISTA, CONSPIRADORA, QUE SÓ PERFURA POÇOS EM FAZENDAS PARTICULARES, CEGA, EXTORQUISTA. Pois bem, para se comer em um prato ele tem de ter comida, não tenho esse peso em minha consciência, pois ajudei a colocar comida nesse prato que tanto falam, e desafio a qualquer um a dizer o que comi nele. Desafio também a dizerem qual tipo de chantagem que já fiz ou quando quis a metade da prefeitura e quando fiz extorsão. Sobre a cegueira, isso garanto que não possuo, pois consegui ver há tempo a maldade, o ódio, a perseguição com os professores e muitos outros funcionários. Acho que estou sendo ‘tachada’ disso por não ter aceito e cedido as negociatas que quiseram fazer comigo para que eu me calasse, mas vou deixar bem claro, NÃO ESTOU À VENDA, não devo nada a prefeita, pelo contrário, ela é quem me deve, pois lhe ajudei a eleger. Votei nela e ela não votou em mim. DEVO O MEU MANDATO E SATISFAÇÃO AO POVO. Deixo dito que golpe é o que estão fazendo com esses profissionais efetivos que tanto estudaram, perderam noites de sono e lutaram para serem aprovados em um concurso público, sendo agora alvos de perseguição. Só tem uma forma de me calar: pagando os funcionários atrasados, deixando os professores ampliados trabalharem. Golpe é enganar mais de 19 mil eleitores que confiaram nas promessas de palanque e, hoje, sofrem juntamente comigo a DECEPÇÃO. Golpe é fazer uma professora lecionar somente 3 crianças, fazendo um percurso de 23 km de distância, isso por pura perseguição. Golpe é a transferência de 80 alunos do fundamental menor da vila de Olho d’Água dos Facundos até a comunidade do Inharé. Golpe são as irregularidades que o relatório do extinto TCM aponta no ano de 2017. Golpe é tirar 100 horas dos professores que foram ampliados, assim não respeitando a lei e os 15 vereadores que a aprovaram. Golpe é colocar pessoas na folha dos 60% só para estarem levando e trazendo fofocas. Golpe é não pagar o transporte escolar. Golpe é não pagar os carros que transportam o lixo. Golpe é não pagar os garis, bolsistas e monitores de informática, isso ainda do ano passado. Golpe é não pagar o piso dos professores. Golpe é não pagar os meses de maio e junho de 2018 dos monitores do Projeto Mais Educação, onde o dinheiro se encontra nas contas das escolas desde 2018. Sobre a perfuração de poços profundos, não tenho lembrança de ter perfurado nenhum em nenhuma fazenda particular, uma vez que, quem marca o local de ser perfurado é o geólogo e não eu, e sou uma vereadora e não uma geóloga, mas até compreendo a senhora que postou isso, pois ela não mora em Boa Viagem, talvez se morasse soubesse a realidade do interior com a falta de água. Tem outro conhecido que lembro muito bem dele criticando a prefeita em 2017, um certo dia até perguntei o porquê da raiva dele, segundo a prefeita, ele queria um carro agregado, mas ela disse que não, pois ele mora em Fortaleza, certamente deve ter tido o seu carro locado ou coisa do tipo. Até entendo os funcionários que vão a câmara, pois estão com medo de perder os seus empregos, muitos deles até ilegais, cito: ESPECIALISTAS EM PLANEJAMENTO E ESPECIALISTAS EM GESTÃO, onde alguns só tem uma graduação indo contra o plano cargos e carreiras que tem algumas exigências. ‘É melhor a vaia da democracia do que o silêncio dos oprimidos.’ Não poderia deixar de citar a secretária de educação, que nos anos de 2017 e 2018 entregou a secretaria 3 vezes, será por quê? Não vou entrar no mérito, pois ela tem os seus motivos, e uma coisa que aprendi é respeitar os mais velhos, mas sei que a autonomia é pouca, ela pode até ter certificados e diplomas e até ser mestra, mas lhe falta a maturidade espiritual. Falando é uma inteligente, calada é uma sábia. Sou Maria da Conceição Costa Araújo, entrei na vida pública no ano de 1992 e sigo até os dias de hoje, desafio a qualquer um que seja a apontar, investigar ou fiscalizar e comprovar algum indício de alguma irregularidade minha. E garanto que não recorrerei a justiça para tirar esse direito de ninguém, uma vez que sempre ouvi um ditado popular bem citado por aí ‘quem não deve, não teme!’ Agora, pergunto: Prefeita, qual o medo motivo do medo da câmara investigar esses dois anos de sua gestão? Qual será o medo? O que esconde? DEIXO DITO: a luta permanece, abraçarei, não arredarei o pé em qualquer campo de batalha, a ninguém renderei homenagem que tentem denegrir minha imagem. Apontarei qualquer irregularidade com a frieza do equilíbrio e atacarei com lâminas cortantes aos que se atreverem coagir, mentir, perseguir, humilhar o povo mais carente de Boa Viagem. Acredito no trabalho do Ministério Público do Estado do Ceará e acima de tudo confio na justiça divina.”

Depois dessa manobra política um dos turnos da unidade de ensino da vila de Olho d’Água dos Facundos, sede do Distrito, foi desativada, e os seus alunos transferidos para localidade de Inharé.

AS EQUIPES DE GESTÃO:

A equipe de administração de uma escola da rede municipal é cargo de confiança do prefeito, que indica os seus componentes.

  • 1987 – 1988

Profª. (Diretora Geral).

  • 1989 – 1992

Profª. (Diretora Geral).

  • 1993 – 1996

Profª. (Diretora Geral).

  • 1997 – 2000

Profª. (Diretora Geral);
Profª. (Coordenadora Pedagógica);
(Secretária).

  • 2001 – 2004

Profª. Maria de Paiva Vieira (Diretora Geral);
Profª. (Coordenadora Pedagógica);
(Secretária).

  • 2005 – 2008

Prof. Renato Farias de Paiva¹ (Diretor Geral);
Profª. Edjania Alves Rodrigues (Coordenadora Pedagógica);
Profª. Maria Evete Rodrigues Vieira (Coordenadora Pedagógica);
Fabiana Silva Evangelista (Secretária).

  • 2009 – 2012

Profª. (Diretora Geral);
Profª. (Coordenadora Pedagógica);
(Secretária).

  • 2013 – 2016

Profª. Eliodece de Sousa Nascimento (Diretora Geral);
Profª. (Coordenadora Pedagógica);
(Secretária).

  • 2017 – 2020

Profª. Adriana Vieira Chagas (Diretora Geral);
Prof. Paulo Uchôa Carneiro (Coordenador Pedagógico);
(Secretária).

 A ESTRUTURA FÍSICA:

Para executar bem as suas atividades pedagógicas, gerando segurança e conforto para os seus usuários, a Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva possui a seguinte estrutura:

  • Setor Administrativo:
  1. Cantina: 1
  2. Dispensa: 1
  3. Sala de direção: 1
  • Setor Acadêmico:
  1. Banheiros: 2
  2. Pátio aberto: 1
  3. Pátio coberto: 1
  4. Quadra coberta: 1
  5. Salas de aula: 5

O CONTATO:

O canal de comunicação com a Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva é o seguinte:

  • Telefone:
  1. 88.3427-7351 (Secretaria da Educação).

Notas: ¹ Foi substituído na direção da escola nos primeiros meses de 2008 pela Profª Luciana Vieira Chagas.

3 ideias sobre “Escola de Ensino Fundamental Antônio Carneiro da Silva

  1. Pingback: A EDUCAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BOA VIAGEM | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Pólo Um | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Quadra Poliesportiva João Vieira de Sousa | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta