Capela de São José – Varzantinha

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

A Capela de São José, que está localizada da comunidade de Varzantinha, distante 8 quilômetros da cidade de Boa Viagem, próximo da Rodovia Estadual CE-168, no Município de Boa Viagem, está sob os cuidados da  Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, pertencente à Diocese de Quixadá.

Capela

Imagem da Capela de São José, em Varzantinha, em 2013.

Essa comunidade, seguindo o calendário litúrgico da igreja romana, costuma comemorar às festividades do seu padroeiro entre os dias 15 e 19 de março.

UM POUCO DE SUA HISTÓRIA:

Em um passado bem recente, por volta de 1983, quando recebia a visita de algum padre, geralmente o Pe. Paulo Ângelo de Almeida Medeiros, as celebrações religiosas que aconteciam mensalmente nessa localidade costumavam ocorrer na residência de algum de seus moradores, na maioria delas na casa da Srª Adélia Alves de Albuquerque, que congregava pessoas da região para celebrações da palavra, catequese e do terço.

Imagem do local onde ocorreram as primeiras atividades religiosas.

Algum tempo depois, graças a construção da Escola de Ensino Fundamental José Ricarte de Albuquerque e prezando pela intimidade da família, as celebrações religiosas passaram a ocorrer dentro dessa unidade de ensino, que teve a primeira missa celebrada no dia 12 de setembro de 1992 pelo Pe. Paulo Ângelo de Almeida Medeiros, que foi acompanhado do Pe. Raimundo Nonato de Oliveira, um dos grandes incentivadores para construção dessa capela.

“Tudo começou no ano de 1983, quando chega para morar na localidade de Dois Riachos a Srª Maria Gorete Nogueira Cavalcante, recém casada com Erivaldo Cavalcante Albuquerque, vinda da localidade de São José, onde fazia parte dos movimentos religiosos da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem. Ao se instalar nesta localidade, juntamente com o seu esposo, resolveram iniciar um momento para celebração da Palavra de Deus, aulas de catecismo e terços, mas, com o passar do tempo a frequência das pessoas foi diminuindo até que, em 1986, esses movimentos foram interrompidos. Mais tarde, em 1992, esses movimentos foram retomados graças ao interesse de Mariene Fonseca, que convidou as suas irmãs para visitarem algumas pessoas na localidade, ficando combinado que esses movimentos deveriam ser retomados… a equipe, sempre empenhada, não media esforços para que esse movimento continuasse, sendo mais presente na vida das pessoas dessa comunidade.” (S.N.T)

Mais tarde, no dia 4 de novembro de 2001, no paroquiato do Mons. Luíz Orlando de Lima, depois de uma mobilização das pessoas do povoado, algumas campanhas de arrecadação começaram a ocorrer, tomando maior impulso a partir de 2003, graças aos empenho do casal Joaquim Ricarte de Albuquerque e de Maria Aurineide Araújo Ferreira, doadores do terreno da capela, tendo apoio de vários membros da Família Albuquerque.

“A primeira promoção realizada em favor dessa construção foi uma feijoada, ocorrida no dia 4 de novembro de 2001, organizada pelo grupo de jovens da comunidade, que conseguiu levantar fundos envolvendo muitas pessoas” (S.N.T)

Entre os envolvidos dessa campanha destacam-se os seguintes nomes: Roberto Ricarte de Albuquerque, Erivaldo Cavalcante de Albuquerque, Deputado Sérgio Teixeira Benevides, Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, Vereador Hozano Melo Cavalcante e muitos outros, que se dividiram em partidos no intuito de competir na busca do maior número de doações.
Nessa época, depois de conseguir juntar recursos de uma das fazes da campanha, a casa do Sr. Joaquim Ricarte de Albuquerque, que está localizada nas proximidades do templo chegou a ser violada por delinquentes, que queriam furtar o fruto do trabalho de longa data, algo que felizmente não ocorreu por não terem encontrado o dinheiro.
Depois de construído, possuindo a dimensão de 8 metros de frente por 12 metros de fundos, o pequeno templo possui uma área superficial de 96 m², possuindo capacidade para acomodar 120 pessoas sentadas.
Nos primeiros meses de 2009, com a criação da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, essa capela saiu do domínio administrativo e eclesiástico da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, que teve o seu território diminuído.

Imagem da capela em reforma, em 2018.

Nos últimos meses de 2018, no paroquiato do Pe. Thomas James Thacheril, diante do desgaste do tempo, essa capela passou por uma grande reforma em sua estrutura, recebendo melhorias em seu telhado.

OS DIRIGENTES DA CAPELA:

Esse humilde povoado não possui condições para manter um padre residente, mas conta com o trabalho voluntário de alguns dirigentes, sendo eles:

  1. Maria Gorete Nogueira Cavalcante – 1983 a 1986;
  2. Vanderly Maciel – 1992;
  3. Katia Albuquerque Feitosa – 1993 a 1997;
  4. Uiara Carla Nogueira de Albuquerque – 1997 a 2004;
  5. Alice Albuquerque – 2005 a 2007;
  6. Paulo Rogério Alves de Albuquerque e Maria Rozenir Rodrigues de Albuquerque – (atuais).

A ESTRUTURA FÍSICA DO TEMPLO:

Para executar bem as suas atividades a Capela de São José possui a seguinte estrutura:

  1. Santuário: 1.

Em uma visita ao local constatamos que essa capela necessita de uma sacristia e de banheiros para melhorar as suas acomodações.

A PROGRAMAÇÃO:

As atividades semanais da programação da Capela de São José, na localidade de Varzantinha, são as seguintes:

  • MISSAS:
  1. 4ª Sexta-Feira do mês ⇒ 19h.
  • CELEBRAÇÕES DA PALAVRA:
  1. Domingo ⇒ 19h.

O CONTATO:

O canal de comunicação com a Capela de São José, na localidade de Varzantinha, é o seguinte:

  • Telefone:
  1. 88.3427-2676 (Secretaria Paroquial).

4 ideias sobre “Capela de São José – Varzantinha

  1. Pingback: Paróquia de Nossa Senhora de Fátima | História de Boa Viagem

  2. Pingback: MARÇO | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Joaquim Ricarte de Albuquerque | História de Boa Viagem

  4. Pingback: Varzantinha | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta