Rua Florisbela Vieira de Andrade

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

Fundamentação legal: Lei nº 550, de 12 de dezembro de 1991.
Filiação: Cosme José de Sousa e Celcina Vieira de Sousa.
Esposo: Jorge Vieira de Andrade.
Ocupação: Doméstica.
Nascimento: Boa Viagem – CE 23/11/1942
Morte: Fortaleza – CE 01/06/1982
Localização: Rua do Bairro Recreio.
Biografia

A SITUAÇÃO ESTRUTURAL: Essa rua está totalmente pavimentada em pedra tosca e nela a sinalização de trânsito e a que delimita o nível de poluição sonora é inexistente, a arborização é insuficiente, a numeração das residências é confusa, a iluminação é bastante precária e as calçadas estão fora do padrão e alinhamento que é determinado pelo Código de Posturas do Município.
Os moradores dessa rua não cooperam com o Governo Municipal fixando os números fornecidos pelo setor de arrecadação através do ITBI, fato que causa sérios problemas ao sistema de entrega dos Correios e de outras empresas que dependem dessa simples ação.
Registramos ainda a constante existência de entulho e material de construção no meio da rua e nas calçadas, algo que dificulta o tráfego de veículos, põe em risco os pedestres e fere o artigo 90 da lei municipal nº 414, de 12 de dezembro de 1984.
Outra coisa a se destacar nessa rua é a criação de animais dentro da zona urbana, algo que é terminantemente proibido pelo poder público, que não fiscaliza os seus criadores.

OS CRUZAMENTOS DESSA RUA:

  1. Rua Raimundo Ribeiro da Silva;
  2. Rua Maria Ozélia Costa de Oliveira;
  3. Rua Ladislau Vieira Carneiro;
  4. Rua Francisco Alves do Nascimento.

AS IMAGEM DE UMA ÉPOCA:

Imagem da Rua Florisbela Vieira de Andrade, em 2011

UMA CAMINHADA VIRTUAL PELA RUA:

Imagem do cruzamento com a Rua Raimundo Ribeiro da Silva, em 2012.

4 ideias sobre “Rua Florisbela Vieira de Andrade

  1. Pingback: Relação das Ruas de Boa Viagem | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Rua Francisco Alves do Nascimento | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Bairro Recreio | História de Boa Viagem

  4. Pingback: Rua Ladislau Vieira Carneiro | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta