Onde é a Boca?

Onde é a Boca?

Eliel Rafael da Silva Júnior

Por volta de 2010, não lembro bem a data, quando o Governo do Estado implantava o projeto Ronda do Quarteirão, os novos policiais, muitos deles recém formados pela academia, para mostrar serviço ao comandante, trataram logo de dar uma “limpa” nos vagabundos que perambulavam pelas ruas da cidade de Boa Viagem.
Dentro de pouco tempo o número dos pequenos delitos foram diminuindo por conta da forma carinhosa de abordagem feita pelos agentes da lei, que andavam “a cata” de toda e qualquer denúncia que envolvesse o consumo e a venda de drogas.
Certa noite, pela madrugada, uma viatura trafegava lentamente pelo Bairro Alto do Motor fazendo a sua vigilância de rotina quando topou, em uma das esquinas, com um conhecido malandro da área, ocorrendo o seguinte diálogo: ONDE É A BOCA VAGABUNDO!?
Sem pensar em uma melhor resposta, no intuito de agradar as autoridades presentes, o malandro respondeu no mesmo tom de voz em que foi perguntado: DEBAIXO DO NARIZ!
Ao raiar do dia, com um olho bem roxo e os lábios inchados, fruto da tão inteligente resposta, o malandro justificava aos curiosos da vizinhança o motivo de sua tão bela aparência e que desse dia em diante daria aos policiais um novo endereço para tão procurada boca.

Uma ideia sobre “Onde é a Boca?

  1. Pingback: CRÔNICAS E POESIAS | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta