Vidal da Penha Ferreira

Vidal da Penha Ferreira nasceu no dia 2 de junho de 1914 na cidade de Piracuruca, que está distante 196 quilômetros da cidade de Teresina, capital do Estado do Piauí, sendo filho de José Antônio Ferreira e de Diamantina Félix Ferreira.
Em sua adolescência cursou o primário no Colégio Luísa Amélia, em sua cidade natal, até que, sentindo-se vocacionado ao sacerdócio, foi encaminhado aos estudos propedêuticos no Seminário Menor de Teresina, onde permaneceu por cinco anos.
Depois disso, para aprimorar sua formação, foi transferido para o Seminário Maior de Fortaleza, na Prainha, onde na condição de seminarista, sendo  assistido pelo Mons. José Gaspar de Oliveira, passou algumas temporadas na cidade de Boa Viagem, no Sertão do Estado do Ceará, presenteando o povo da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem com o hino de sua padroeira.

“A sua condição de seminarista influenciou, por demais, sua vida poética, como bem mostra no soneto ‘Irmã de Caridade’, cujos versos, na apreciação de J. Miguel de Matos, ‘falam do mister sagrado destas heroicas mulheres que se entregam, na vida, a pensar a ferida do corpo e da alma daqueles que têm a alegria tresmalhada de seus dias’.” (KAVERNA, 2019: Disponível em http://krudu.blogspot.com/2019/06/vidal-da-penha-ferreira.html. Acesso no dia 26 de janeiro de 2023)

Algum tempo depois, não seguindo no ministério sacerdotal, contraiu núpcias com Zuleide Soares Cordeiro Ferreira, sendo filha de Gabriel Soares Cordeiro e Querubina Barreto Soares Cordeiro.
Desse matrimônio foram gerados oito filhos, sendo eles: Maria do Socorro Cordeiro Ferreira, Maria das Graças Cordeiro Ferreira, Maria da Conceição Cordeiro Ferreira, Vidal da Penha Ferreira Júnior, José Pedro Cordeiro Ferreira, Maria Zuleide Cordeiro Ferreira, Maria Querubina Cordeiro Ferreira e Nilson Cordeiro Ferreira.
Depois disso, seguiu para região norte do pais, onde serviu como funcionário público no Amapá e no Acre, atuando ainda por duas ocasiões como Secretário da Educação de Roraima, tendo sido professor de música no Colégio da Polícia Militar do Piauí e de latim no Liceu Piauiense; foi musicista e por conta de sua produção literária era o patrono da Cadeira 18 da Academia de Letras da Região de Sete Cidades.
Faleceu na cidade de Teresina, prestes a completar apenas 55 anos de idade, em 31 de agosto de 1969.

BIBLIOGRAFIA:

  1. KAVERNA, Kenard. Vidal da Penha Ferreira. Disponível em http://krudu.blogspot.com/2019/06/vidal-da-penha-ferreira.html. Acesso no dia 26 de janeiro de 2023.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

3 pensou em “Vidal da Penha Ferreira

  1. Pingback: JUNHO | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Mons. José Gaspar de Oliveira | História de Boa Viagem

  3. Pingback: BIOGRAFIAS | História de Boa Viagem

Deixe um comentário