Taperinha

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

A Taperinha, que também é conhecida como Betânia, é uma localidade existente na zona rural do Município de Boa Viagem, distante pouco mais de 18 quilômetros do Centro da cidade de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem da placa de identificação da localidade, em 2023.

Dentro da divisão politico-geográfica, em relação ao Marco Zero, essa localidade está na região oeste do Município, dentro dos limites geográficos do território do Distrito de Boa Viagem.

A ORIGEM DE SEU TOPÔNIMO:

Designação toponímica classificada como simples, esse termo é o diminutivo de Tapera, uma palavra indígena que deriva de TA-PU-ERA, que possui alguns significados, sendo eles: aldeia extinta; antiga aldeia; aldeia abandonada ou habitação em ruinas.
Essa localidade, por influência do Pe. Paulo Ângelo de Almeida Medeiros, teve a sua denominação alterada para Betânia por meio da lei municipal nº 377, de 31 de maio de 1982, um palavra que tem a sua origem no hebraico e significa “casa da aflição”, “casa dos figos” ou “casa das tâmaras verdes”, porém o novo nome não caiu na simpatia de seus moradores.

AS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

Em um passado bem recente, já em 1894, existe o registro de que essa localidade já possuía algumas casas distantes umas das outras, servindo às famílias dos trabalhadores rurais que eram moradores das várias fazendas existentes na região, que desde essa época já viviam da criação extensiva de gado e do plantio de culturas como milho, feijão, algodão e outros na margem dos riachos que correm como afluentes do Rio Juazeiro.

Imagem da Pedra do Letreiro de Taperinha, em 2017.

Antes disso, embora não exista comprovação histórica que lhe justifique, existe o relato dos moradores mais antigos que esse local foi habitação de índios, tendo inclusive ocorrido o martírio de um religioso no sítio arqueológico conhecido como Pedra do Letreiro.

“Esse pequeno sítio arqueológico, devido a sua proximidade da estrada e das casas do lugarejo, sofre por conta dos vândalos, que costumam pichar as suas rochas e até usar o local como depósito de lixo. Nesse local registramos a existência de algumas pequenas furnas, que são locais que serviam para abrigar os nossos ancestrais das intempéries do clima… Existe uma “tradição oral”, contada pelos mais velhos da localidade, que no passado, nesse local, havia uma aldeia indígena e que nela foi martirizado um padre, todavia essa informação não dispõe de registros históricos comprobatórios.” (SILVA JÚNIOR, 2017: Disponível em https://www.historiadeboaviagem.com.br/a-pedra-do-letreiro-de-taperinha/. Acesso no dia 4 de dezembro de 2022)

Mais tarde, nos últimos anos da década de 1930, diante da necessidade de um local para a ocorrência de atividades religiosas, ocorreu a construção de uma capela, que foi benta no dia 13 de maio de 1941.

“Alguns anos depois, nos primeiros meses de 1950, em visita pastoral pela paróquia, a convite do Pe. Alberto Nepomuceno de Oliveira, essa capela recebeu a importante visita de Dom Antônio de Almeida Lustosa, arcebispo de Fortaleza.” (SILVA JÚNIOR, 2017: Disponível em https://www.historiadeboaviagem.com.br/capela-de-nossa-senhora-de-fatima-taperinha/. Acesso no dia 4 de dezembro de 2022)

Em meados de 1953, na gestão do Prefeito Aluísio Ximenes de Aragão, por força do Governo do Estado, diante do grande número de crianças em idade escolar pela região, foi construída e depois implantada uma unidade de ensino nessa localidade com uma sala de aula.
Alguns anos depois, na década de 1970, já na gestão do Prefeito José Vieira Filho – o Mazinho, essa sala de aula foi desativada depois da construção do prédio que atualmente abriga a Escola de Ensino Fundamental Vereador José Vieira de Lima.
Quando essa sala de aula foi desativada passou a servir como posto de saúde, que anos depois recebeu como patrono o nome da maior referência politica da localidade até aquela data, o Vereador Francisco João Mendes, conhecido como “Chicó Machdo”.
Nos últimos meses de 2000, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, essa localidade foi contemplada com uma pequena praça, que foi equipada com um aparelho de televisor e antena parabólica.

Imagem da rua principal dessa localidade, em 2023.

No segundo semestre de 2022, na gestão do Prefeito José Carneiro Dantas Filho – o Régis Carneiro, essa localidade foi beneficiada com a colocação de saneamento básico e de pavimento em pedra tosca em suas principais ruas, tendo a sua inauguração ocorrida no dia 23 de junho do ano seguinte.
Dessa localidade, além do Vereador Francisco João Mendes, surgiram alguns nomes importantes para política do Município, sendo eles: João Alves Cavalcante, Joaquim Bezerra Cavalcante, a Profª. Vera Lúcia Cavalcante Dantas de Sousa e seu irmão, o Prefeito José Carneiro Dantas Filho.

AS LOCALIDADES DE SUA VIZINHANÇA:

O acesso para localidade de Taperinha, saindo da cidade de Boa Viagem, é feito por via terrestre por meio de rodovias municipais, que lamentavelmente não possuem nomenclatura que facilitem a sua identificação.

Imagem do mapa da região.

A Taperinha tem em sua vizinhança as seguintes localidades: Jordão, Pitombeira, Poço da Cruz, Riacho dos Fernandes e Xique-Xique.

OS EQUIPAMENTOS EXISTENTES NA LOCALIDADE:

Na localidade de Taperinha os seus habitantes possuem alguns equipamentos para facilitar as suas vidas, bem como a dos moradores de sua vizinhança, sendo eles:

  1. A Capela de Nossa Senhora de Fátima;
  2. A Escola de Ensino Fundamental Vereador José Vieira de Lima;
  3. A Praça Manoel Bezerra Cavalcante;
  4. O Posto da Saúde Francisco João Mendes.

BIBLIOGRAFIA:

  1. BARROS LEAL, Antenor Gomes de. Recordações de um Boticário. 2ª edição. Fortaleza: Henriqueta Galeno, 1996.
  2. BRAGA, Renato. Dicionário Histórico e Geográfico do Estado do Ceará. v. 1º. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1964.
  3. FRANCO, G. A. & CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  4. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

24 pensou em “Taperinha

  1. Pingback: Topônimo das Localidades do Município de Boa Viagem | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem | História de Boa Viagem

  3. Pingback: A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BOA VIAGEM | História de Boa Viagem

  4. Pingback: A ATENÇÃO PRIMÁRIA | História de Boa Viagem

  5. Pingback: Betânia | História de Boa Viagem

  6. Pingback: Capela de Nossa Senhora de Fátima – Taperinha | História de Boa Viagem

  7. Pingback: Capela de Nossa Srª de Fátima – Curupati | História de Boa Viagem

  8. Pingback: Posto da Saúde Francisco João Mendes | História de Boa Viagem

  9. Pingback: Francisco de Assis Lobo de Sousa | História de Boa Viagem

  10. Pingback: José Rangel de Araújo | História de Boa Viagem

  11. Pingback: Distrito de Boa Viagem | História de Boa Viagem

  12. Pingback: Jordão | História de Boa Viagem

  13. Pingback: Pitombeira | História de Boa Viagem

  14. Pingback: Poço da Cruz | História de Boa Viagem

  15. Pingback: MAIO | História de Boa Viagem

  16. Pingback: Joaquim Pereira Cavalcante | História de Boa Viagem

  17. Pingback: Aureliano Verçosa Lima | História de Boa Viagem

  18. Pingback: Capela de Nossa Senhora de Fátima – Taperinha | História de Boa Viagem

  19. Pingback: A Pedra do Letreiro de Taperinha | História de Boa Viagem

  20. Pingback: Walkmar Lobo de Sousa | História de Boa Viagem

  21. Pingback: Ana Lobo Cavalcante | História de Boa Viagem

  22. Pingback: Joaquim Bezerra Cavalcante | História de Boa Viagem

  23. Pingback: João Alves Cavalcante | História de Boa Viagem

  24. Pingback: Balduino Pereira Cavalcante | História de Boa Viagem

Deixe um comentário