Pedro de Paiva Farias

Pedro de Paiva Farias nasceu no dia 5 de janeiro de 1991 na cidade de Fortaleza, capital do Estado do Ceará, sendo o filho primogênito de Gutemberg Mendes Farias Filho e de Francilena Maria Lopes de Paiva.
Os seus avós paternos se chamavam Gutemberg Mendes Farias e Maria das Dores Mota Farias, já os maternos eram Francisco Lopes de Paiva e Maria Lenir Lopes de Paiva.
Ingressou no ensino superior ainda bem jovem, aos 17 anos de idade, obtendo o seu diploma de Bacharel em Direito pela Universidade de Fortaleza no dia 4 de janeiro de 2013.
Enquanto acadêmico de Direito atuou na qualidade estagiário em diversas instituições, dentre elas a Procuradoria Geral do Estado do Ceará e a Defensoria Pública do Estado do Ceará, agregando vasto conhecimento na área do Direito Público.
Nesse mesmo ano, ao concluir sua formação profissional e conseguir sua aprovação no exame da OAB – a Ordem dos Advogados do Brasil, decidiu abrir seu escritório de assessoria jurídica na cidade de Boa Viagem, no Sertão central, onde fixou domicílio.
Ainda nesse ano, recebeu nomeação do então presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, secção do Ceará, Dr. Valdetário Andrade Monteiro, como membro da Comissão de Estudos ao Terceiro Setor para o biênio 2013/2015.
Sempre focado no Direito Público, atuou, como Procurador Adjunto do Município de Madalena do início do ano de 2014 até o mês de setembro, quando, assumiu o cargo de Assessor Jurídico junto a Prefeitura de Boa Viagem.
Enquanto assessor era responsável por atender aqueles que não tinham condições financeiras para arcar com honorários de advogado particular, visto que, há época, inexistia Defensoria Pública no Município.
Perdurou no cargo de Assessor Jurídico até meados de fevereiro de 2016, quando passou a exercer a função de consultor do Município de Boa Viagem, detendo o múnus de representar judicialmente o Município face as mais diversas demandas. Registre-se que, atualmente, não mais existe o cargo de Consultor Jurídico e sim de Procurador Geral do Município de Boa Viagem. Ficou no cargo até o dia 31 de dezembro de 2016.
Advogado militante neste município vem acompanhando ativamente evolução estrutural e de material humano do Poder Judiciário local, sendo, inclusive, interlocutor junto a OAB seccional de Fortaleza/CE na implementação da sala dos advogados no Fórum local, recentemente, inaugurado.
Pelos valorosos serviços prestados a Boa Viagem foi agraciado com o título de cidadão boa-viagense honraria concedida pela Câmara de Vereadores de Boa Viagem, consoante decreto legislativo nº 28 de novembro de 2016.
Afastado dos quadros da Prefeitura de Boa Viagem, focou em sua carreira, especializando-se em Penal e Processo e Penal, sendo hoje sua área de maior atuação.

Imagem de seu material de campanha.

No pleito eleitoral que ocorreu no dia 15 de novembro de 2020, desejando entrar na vida pública por meio de um mandato eletivo na Câmara Municipal de Vereadores, mesmo caminho tomado por seu pai, militando nos quadros políticos do SOLIDARIEDADE, com a legenda nº 77.333, colocou o seu nome pela primeira vez em uma disputa eleitoral, oportunidade em que conseguiu receber a confiança de 1.592 eleitores, a quinta maior votação dessa disputa.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.

3 pensou em “Pedro de Paiva Farias

  1. Pingback: Gutemberg Mendes Farias Filho | História de Boa Viagem

  2. Pingback: JANEIRO | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Administração de 2021 – 2024 | História de Boa Viagem

Deixe um comentário