Ossian Alencar Araripe

Ossian Alencar Araripe nasceu no dia 29 de setembro de 1923 no Município do Crato, que está localizado no cariri cearense, distante 508 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Cícero de Alencar Araripe e de Gualterina Lacerda Araripe.
Os seus avós paternos se chamavam Otaviano Cícero de Alencar Araripe e Rita Cavalcanti de Alencar Araripe.
Em sua adolescência, desejando receber melhor instrução escolar, foi encaminhado pelos seus pais para cidade de Fortaleza, onde concluiu o curso científico no Liceu do Ceará.
Mais tarde, no dia 8 de setembro de 1948, depois de alguns anos de estudo, conseguiu concluir o curso de direito na UFC – a Universidade Federal do Ceará.
Depois disso, voltando para sua terra natal, assumiu o cartório da cidade, de onde partiu para sua vida pública, sendo eleito prefeito do Município do Crato pela UDN – a União Democrática Nacional, no pleito ocorrido em 1954, desenvolvendo essa função entre 1955 e 1959.
Antes disso, no dia 26 de maio de 1951, segundo informações existentes no livro B-33, pertencente à secretaria da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, tombo nº 9, página 127, no Sítio Lameiro, aos 28 anos de idade, contraiu matrimônio com Maria do Céu de Alencar Vilar, sendo filha de José de Alcântara Vilar e de Ana de Alencar Vilar.
No pleito eleitoral de 7 de outubro de 1962, dessa vez compondo os quadros políticos da ARENA – a Aliança Renovadora Nacional, conseguiu ser conduzido para uma das cadeiras da Câmara dos Deputados ao receber 19.275 votos.
Na eleição seguinte, ocorrida no dia 15 de novembro de 1966, militando no mesmo partido, conseguiu a sua reeleição ao receber a confiança de 18.054 eleitores.
Na disputa eleitoral ocorrida em 15 de outubro de 1970, ainda na ARENA, conseguiu o seu terceiro mandato ao receber 26.467 votos.
Em 15 de novembro de 1974, em uma nova disputa eleitoral, pela mesma legenda partidária, foi a vez de conseguir o seu quarto mandato ao receber 53.145 votos.
Na eleição ocorrida em 1978, ainda na ARENA, conseguiu o seu quinto mandato na Câmara Federal ao receber a confiança de 57.628 eleitores.
Na eleição de 15 de outubro de 1982, dessa vez militando nos quadros políticos do PDS – o Partido Democrático Social, enfrentou a sua última disputa eleitoral, quando recebeu 64.207 votos.
Nessa legislatura ausentou-se na votação da Emenda Dante de Oliveira, a proposta de Emenda Constitucional nº 5, de 2 de março de 1983, que decidiu sobre o restabelecimento das eleições diretas para presidente da república no Brasil após 20 anos de regime militar, que foi derrubada em votação na Câmara dos Deputados na noite de 25 de abril de 1984.
No ano seguinte, escolheu Paulo Salim Maluf como sucessor do Presidente João Baptista de Oliveira Figueiredo.
Na disputa eleitoral do dia 15 de outubro de 1986, participando da coligação PFL-PDS, conseguiu receber 38.098 votos, não conseguindo atingir a quantidade de votos necessárias a recondução de seu mandato, quando ficou na 2ª suplência, encerrando a sua vida pública depois de conseguir seis mandatos consecutivos na Câmara Federal.
Sem mandato, encerrou o seu envolvimento político dentro dos quadros do PFL – o Partido da Frente Liberal, sem disputar reeleição.
Faleceu na cidade de Fortaleza no dia 26 de março de 2007, aos 83 anos de idade, vítima em um incêndio.

“Um incêndio em um apartamento, no sétimo andar do Edifício Portal da Enseada, na Avenida Beira Mar, nº 3.780, acabou virando tragédia, na madrugada de ontem. Por volta das 4h30min, o fogo começou. O ex-deputado federal e dono de cartório, Ossian Araripe, de 84 anos, que já estava acordado se exercitando em um dos cômodos, sentiu o cheiro de fumaça, pressentiu que o incêndio estava começando e, desesperado, acordou a família: a esposa, um filho e a empregada. Rapidamente, as chamas se alastraram pelo apartamento. O barulho das janelas de vidro estilhaçando e a fumaça chamaram a atenção dos vizinhos, que começaram a sair correndo de seus apartamentos. Os gritos deles acordaram os moradores de outros edifícios próximos… Em poucos minutos uma multidão se aglomerava na frente do edifício, olhando a destruição que o fogo causava em todo o sétimo andar do edifício. O filho, a esposa e a empregada do ex-deputado se encontraram na rua e sentiram a falta dele. ‘O filho pensou que o pai tinha descido antes, que podia estar fazendo alguma coisa. Mas como o tempo foi passando, os bombeiros chegaram e o Ossian não apareceu, a angústia foi aumentando’, contou Raimundo Lourenço… ‘No primeiro momento, atacamos o fogo por fora, utilizando a plataforma, e com uma equipe por dentro, para que o pessoal de busca e salvamento pudesse identificar se havia vítimas no local. Quando isto foi feito, o corpo do senhor Ossian Araripe foi encontrado, no meio da sala, já carbonizado’, contou o Major Afrânio Arley.” (DIÁRIO DO NORDESTE, 2007: Disponível em http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/seguranca/
incendio-destroi-apartamento-e-mata-ex-deputado-federal-1.571305. Acesso no dia 28 de novembro de 2018)

BIBLIOGRAFIA:

  1. ALMEIDA, Assis; PONTES, Fernando. Enciclopédia da Política Cearense. 1947-1998. Fortaleza: Premius, 1999.
  2. FRANCO, G. A.; CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  3. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  4. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA PENHA. Livro de registro dos casamentos. 1947-1953. Livro B-33. Tombo nº 9. Página 127.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, por meio da lei nº 763, de 4 de outubro de 2001, a unidade de ensino da localidade de Tabuleiro Alegre, na zona rural do Município de Boa Viagem recebeu a sua nomenclatura.

2 ideias sobre “Ossian Alencar Araripe

  1. Pingback: Escola de Ensino Fundamental Ossiam Alencar Arararipe | História de Boa Viagem

  2. Pingback: MARÇO | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta