Odias Vieira de Freitas

Odias Vieira de Freitas nasceu no dia 26 de maio de 1938 no Município de Catolé do Rocha, que está localizado no Sertão paraibano, distante 411 quilômetros da cidade de João Pessoa, sendo filho de Jo Vieira de Freitas Filho e de Maria Floriana Vieira.
Os seus avós paternos se chamavam José Vieira de Freitas e Antônia Egibia do Nascimento, já os maternos eram Cícero Vieira de Freitas e Rosa Vieira Carneiro.
Se estabeleceu na zona rural do Município de Boa viagem nos primeiros anos da década de 1950, onde o seu pai comprou uma pequena propriedade na localidade de Olho d’Água dos Facundos.
Nesse período, quando o clima não favorecia a sobrevivência, costumava regressar para a Fazenda Favela, uma propriedade de 40 hectares, pertencente ao seu avô, em Brejo dos Santos, no Estado da Paraíba:

“Para matar a nossa sede teríamos de ir buscar água com muito sacrifício, a mercê do favor de proprietários de outras fontes, muito longe, distante mesmo, nas cacimbas da Favela de Zé Vieira, no sítio Baldinho ou nos Panatís de seu Laurindo Nascimento.” (CARNEIRO, 2006: p. 15)

Alguns anos depois estabeleceu residência na cidade de Boa Viagem, onde era comerciante do ramo de tecidos.
Foi casado com Emília Gomes de Freitas, que era filha de Pedro Gomes de Oliveira e de Isabel Isaurina do Amor Divino.
Desse matrimônio foram gerados cinco filhos, três homens e duas mulheres, sendo eles: Oderi Gomes de Freitas, Odília Gomes de Freitas, Odemi Gomes de Freitas Demétrius Gomes de Freitas  e Orquidia Gomes de Freitas.
Durante muitos anos residiu com a sua família na Rua 26 de Junho, s/nº, esquina com a Rua Padre Antônio Correia de Sá, no Centro da cidade de Boa Viagem.
Faleceu na cidade de Boa Viagem, aos 57 anos de idade, no dia 28 de setembro de 1995.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, Centro.

Imagem do túmulo da Família Vieira de Freitas, em 2010.

BIBLIOGRAFIA:

  1. CARNEIRO, Osmar de Lima. Fotografando o Amor. História de uma igreja perseguida. João Pessoa: JRC, 2006.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  3. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Andarilhos do Sertão. A Chegada e a Instalação do Protestantismo em Boa Viagem. Fortaleza: PREMIUS, 2015.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 1.167, de 29 de novembro de 2012, uma das ruas da vila de Olho d’água dos Facundos, no Município de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.

6 ideias sobre “Odias Vieira de Freitas

  1. Pingback: José Vieira Filho | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Maria Floriana Vieira | História de Boa Viagem

  3. Pingback: Rua Odias Vieira de Freitas | História de Boa Viagem

  4. Pingback: MAIO | História de Boa Viagem

  5. Pingback: BIOGRAFIAS | História de Boa Viagem

  6. Pingback: SETEMBRO | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta