Luiz Ximenes de Aragão

Luiz Ximenes de Aragão nasceu no Município de Quixeramobim, que está localizado no Sertão Central do Estado do Ceará, distante 203 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de João Ximenes de Aragão e de Perciliana Soares Freitas.
Os seus avós paternos se chamavam Roberto Francisco Ximenes e Ana Benvinda Maria Medeiros Costa Figueira.
Na época do seu nascimento a vila de Boa Viagem, que também era conhecida pelo topônimo de “Cavalo Morto”, era apenas um pequeno povoado existente dentro dos limites geográficos do Município de Quixeramobim:

“Distrito criado com a denominação de Boa Viagem, ex-povoado de Cavalo Morto, pela lei provincial nº 1.025, de 18 de novembro de 1862. Elevado à categoria de vila com a denominação de Boa Viagem, pela lei provincial nº 1.128, de 21 de novembro de 1864, desmembrado de Quixeramobim.” (IBGE, 2000: Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=230240&search=ceara|boa-viagem|infograficos:-historico. Acesso no dia 13 de julho de 2017)

No dia 7 de novembro de 1885, segundo informações existentes no livro B-01, pertencente à secretaria da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, tombo nº 196, diante do Pe. Raimundo Teles de Sousa, na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na vila do Jacampari, contraiu matrimônio com Maria Etelvina de Aragão.
Desse matrimônio foram gerados alguns filhos, dentre eles destacamos: Luiza Ximenes de Aragão, Elvira Ximenes de Aragão, Joaquim Ximenes de Aragão e Antônio Ximenes de Aragão Sobrinho.
Na eleição municipal que renovou os nomes do Poder Legislativo para 1904, disputou uma das cadeiras da Câmara Municipal de Vereadores, quando ficou em uma das suplências, legislatura exercida entre o dia 10 de junho de 1904 e 10 de junho de 1908.
Segundo matéria publicada no Jornal do Ceará, edição do dia 22 de abril de 1904, nº 20, página 4, a disputa eleitoral que definiu os componentes dessa legislatura ocorreu no dia 1º de maio, uma eleição que ficou marcada em todo Estado por fraudes e violência, especialmente em Boa Viagem, onde segundo esse periódico José Rabêlo e Silva criou meios para garantir o sucesso eleitoral daqueles que apoiavam a Oligarquia Accioly.

Imagem do artigo de jornal.

Nessa legislatura participou da escolha do intendente municipal, cadeira que foi ocupada nesse período primeiramente por Francisco de Assis Marinho e logo depois por Manoel de Assis Marinho.
Mais tarde, já no fim da década de 1920, depois de exercer mandato no Poder Legislativo, um de seus sobrinhos chegou também a ser eleito prefeito do Município de Boa Viagem.

“Em 1926, segundo informações dos mais antigos, foi eleito, na nossa primeira eleição direta para prefeito, o Sr. Luís Ximenes de Aragão.” (NASCIMENTO, 2002: p. 65)

BIBLIOGRAFIA:

  1. IBGE. Histórico do Município de Boa Viagem. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=230240&search=ceara|boa-viagem|infograficos:-historico. Acesso no dia 13 de julho de 2017.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  3. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA BOA VIAGEM. Livro de registro dos casamentos. 1863-1886. Livro B-01. Página 196.

1 pensou em “Luiz Ximenes de Aragão

  1. Pingback: Antônio Ximenes de Aragão | História de Boa Viagem

Deixe um comentário