Zeneida Vieira Bruno

Zeneida Vieira Bruno nasceu no dia 3 de junho de 1928 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filha de José Vieira de Lima e de Adília Maria de Lima.
Os seus avós paternos se chamavam Quintiliano Vieira Lima e Felisbela Vieira de Freitas, já os maternos eram Teófilo da Costa Oliveira e Francisca Juliana da Conceição.
Na época em que nasceu o Município de Boa Viagem não dispunha de uma casa de parto, fato que obrigou aos seus pais a contar com os valiosos serviços de uma parteira na Fazenda Triunfo, onde passou grande parte de sua infância.

“Durante muitos anos, os únicos profissionais de saúde existentes em nossa região foram às parteiras, mulheres que normalmente recebiam esse aprendizado de forma hereditária, ou seja, a filha de uma parteira acompanhava a sua mãe no atendimento às mulheres em trabalho de parto auxiliando-a de acordo com as necessidades do momento, possibilitando, assim, após algum tempo de prática, o aprendizado para continuidade do ofício.” (SILVA JÚNIOR, 2016: A História da Saúde no Município de Boa Viagem. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/saude/. Acesso em 25 de outubro de 2016)

Mais tarde, quando chegou a sua idade escolar, semelhantemente aos seus irmãos, deu início a sua vida acadêmica em uma pequena escola particular, propriedade de Hercília Amaro Mesquita, que funcionava próximo a residência de seus pais:

“Para mim, estudar era um ‘serviço pesado’. Minha preferência mesmo era brincar com as outras crianças, tomar banho no riacho mais próximo de casa, fazer currais de pequenos galhos de marmeleiros e brincar com ‘gado de osso’, adquirido dos animais abatidos para o consumo da família.” (VIEIRA FILHO, 2008: p. 29)

Muitos anos mais tarde, nos primeiros meses de 1947, estudando na cidade de Fortaleza, prestou exame de suficiência do Curso Ginasial no Colégio Estadual do Ceará, seguindo nessa mesma unidade de ensino no Curso Científico, onde o concluiu nos últimos meses de 1949.
No ano seguinte, depois de aprovada no curso de habilitação, passou a compor uma das turmas do Curso de Farmácia da Faculdade de Farmácia e Odontologia do Ceará, sendo finalmente diplomada em sua graduação no dia 10 de dezembro de 1952.

Imagem de José Vieira de Lima rodeado pelos seus filhos.

Imagem de Zeneida Vieira Bruno ao lado de seus irmãos.

No dia 18 de maio de 1954, por meio da portaria nº 34, assumiu a chefia do laboratório da cadeira de Química Fisiológica da Faculdade de Medicina do Ceará e logo depois, de 23 de dezembro de 1954 aos últimos meses de 1957, o laboratório da mesma cadeira na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará.
Durante a sua vida acadêmica e profissional, com muito esforço e dedicação, conseguiu construir um currículo invejável, compondo também uma das cadeiras da Academia Cearense de Farmácia e do Centro de Estudos da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Ceará.

“Formou-se em Farmácia pela Faculdade de Farmácia e Odontologia da Universidade Federal do Ceará. Professora titular da Faculdade de Farmácia da UFC…, publicou dois importantes trabalhos: Alterações Protéicas, em 1967, e Estudo Comparativo da Incidência de Eteroparasitoses em Dois Grupos Sócio-Economicamente Distintos no Município de Fortaleza-Ceará, 1965.” (NASCIMENTO, 2002: p. 156)

Em sua formação, participou de diversos cursos, inclusive no exterior, compondo também a equipe do IPASE, o Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado.
Foi casada com o Dr. Raimundo Bruno da Cunha, que é nascido no dia 14 de junho, que era cirurgião-dentista e oficial do exército brasileiro.
De seu casamento foram gerados cinco filhos, quatro mulheres e um homem, sendo eles: Zeneida Maria Vieira Bruno Tavares, Zenilda Vieira Bruno, Artur José Vieira Bruno, Zenilce Vieira Bruno e Adília Maria Vieira Bruno.
Residiu durante muitos anos com a sua família em uma casa existente na Avenida do Imperador, nº 1.612, Centro, na cidade de Fortaleza.
Antes disso, mesmo residindo na cidade de Fortaleza, acompanhava de perto o início da trajetória política construída por seu pai e de seus irmãos, José Vieira Filho e o Dr. Francisco Vieira Carneiro, no Município de Boa Viagem, que conseguiram diversos mandatos, tanto no Poder Legislativo quanto no Executivo.
Nos primeiros meses de 1971, na gestão do Prefeito Osmar de Oliveira Fontes, foi contratada para servir como responsável técnica pela farmácia do Hospital e Casa de Saúde Adília Maria de Lima, na cidade de Boa Viagem.
Faleceu por conta de um tumor na cabeça, aos 71 anos de idade, no dia 24 de janeiro de 1999, na cidade de Fortaleza.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado no Cemitério Parque da Paz, que está localizado na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, nº 4.454, no Bairro do Passaré, na cidade de Fortaleza.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  2. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. A História da Saúde no Município de Boa Viagem. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/saude/. Acesso em 25 de outubro de 2016.
  3. VIEIRA FILHO, José. Minha História, Contada Por Mim. Fortaleza: LCR, 2008.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 818, de 12 de dezembro de 2002, uma das ruas do Bairro Recreio, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.