Walkmar Brasil Santos

Walkmar Brasil SantosWalkmar Brasil Santos nasceu no dia 23 de julho de 1913 no Município de Curralinho, que está localizado na região do Marajó, distante 150 quilômetros da cidade de Belém, capital do Estado do Pará, sendo filho de Júlio Santos e de Edwirges Brasil Santos.
No dia 24 de maio de 1945, segundo informações existentes no livro B-11, pertencente a Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, tombo nº 34, página 32v, diante do Mons. Pedro Vitorino Dantas, contraiu matrimônio religioso com Francisca de Oliveira Santos, nascida em 1926, sendo filha de Theóphfilo da Costa Oliveira com Francisca Juliana da Conceição.
Desse matrimônio foram gerados dois filhos, um homem e uma mulher, sendo eles: Walkmar Oliveira Santos e Edwirges Oliveira Santos.
Foi um próspero agropecuarista e comerciante que assistiu uma das mais terríveis estiagens que atingiu o Município de Boa Viagem, o que acirrou o pleito eleitoral ocorrido no dia 3 de outubro de 1958.

“Em meados de abril de 1958, já declarada uma das piores secas de nosso Município, a cidade de Boa Viagem foi invadida por mais de mil flagelados a procura de alimentos. Nessa ocasião aconteceu um fato inusitado, pois o prefeito fugiu da cidade quando a turba se dirigiu ao Mercado Público. Diante desse fato o Dr. José Maria tomou à frente dos flagelados e garantiu que conseguiria alimento com os comerciantes. depois disso a onda humana faminta foi conduzida pelo destemido doutor para um local aonde se fez distribuir grande quantidade de rapadura e farinha. Os fornecedores da comida foram os comerciantes Walkmar Brasil Santos, Antônio Carneiro e João Carneiro.” (SAMPAIO DE CARVALHO, 2009: p. 4)

Pouco tempo depois desses fatos, no final da década de 1960, decidiu migrar para cidade de Fortaleza e modificar o seu ramo comercial, uma empresa de táxi, que não lhe rendeu a lucratividade desejada.
Profundamente descontente com esses prejuízos, mesmo sendo assistido por sua família e amigos, resolveu dar cabo de sua própria vida cometendo suicídio.
Faleceu na cidade de Fortaleza, com apenas 60 anos de idade, no dia 6 de fevereiro de 1973.

BIBLIOGRAFIA:

  1. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  2. SAMPAIO DE CARVALHO, José Maria. Um pouco sobre a família Carvalho. Rio de Janeiro: Texto não publicado, 2009.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Francisco Vieira Carneiro, o Major Carneiro, através da lei nº 228, de 1º de agosto de 1975, o centro de abastecimento público recebeu a sua denominação;
  2. Em sua memória, na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, através da lei nº 459, de 21 de março de 1988, uma das ruas do Bairro de Nossa Srª de Fátima recebeu a sua nomenclatura;
  3. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei n° 763, de 4 de outubro de 2001, uma escola da rede municipal recebeu a sua denominação.