O Batalhão da Guarda Nacional em Boa Viagem

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

O Batalhão da Guarda Nacional era uma companhia de homens que estava disponível para qualquer ação militar determinada pelo Governo da Província, sendo uma força paralela ao Exército Brasileiro.

Imagem representativa do fardamento da Guarda Nacional.

O 52º Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional foi criado através do decreto nº 4.520, de 28 de abril de 1870, tendo sido desmembrado do Município de Quixeramobim.

“A Guarda Nacional foi uma força paramilitar organizada por lei no Brasil durante o período regencial, em agosto de 1831, para servir de ‘sentinela da constituição jurada’, e desmobilizada em setembro de 1922. No ato de sua criação lia-se: ‘Com a criação da Guarda Nacional foram extintos os antigos corpos de milícias, as ordenanças e as guardas municipais.’ Em 1850 a Guarda Nacional foi reorganizada e manteve as suas competências subordinadas ao ministro da Justiça e aos presidentes de província. Em 1873 ocorreu nova reforma que diminuiu a importância da instituição em relação ao Exército Brasileiro. Com o advento da República a Guarda Nacional foi transferida em 1892 para o Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Em 1918 passou a Guarda Nacional a ser subordinada ao Ministério de Guerra através da organização do Exército Nacional de 2ª Linha, que constituiu de certo modo sua absorção pelo Exército.”

O Batalhão da Guarda Nacional em Boa Viagem.

“Matrícula das Guardas Nacionais e lista para o serviço ativo pelo Conselho de Qualificação do Município da Vila de Boa Viagem, em virtude da lei nº 602, de 19 de setembro e instrução de 25 de outubro de 1850.”

O CORPO DE OFICIAIS:

Comandante:

1ª Cia

  • Virgílio Cândido de Morais – Tenente;
  • Aristóteles José da Silva Lobo – Alferes;
  • José Rabêlo da Silva – Alferes secretário;
  • José Targino da Silva – Alferes porta-bandeira.

3ª Cia

  • João Ribeiro da Silva – Capitão;
  • José Filipe Ribeiro da Silva – Tenente;
  • José Mendes da Costa e Silva – Tenente;
  • Belarmino Mathias Carneiro – Capitão.

4ª Cia

OS QUARTEIRÕES:

  1. Quarteirão da Vila;
  2. Quarteirão da Pitombeira;
  3. Quarteirão do Campo Alegre;
  4. Quarteirão do Poço da Pedra;
  5. Quarteirão das Lages;
  6. Quarteirão da Tapera;
  7. Quarteirão das Caraúbas;
  8. Quarteirão da Várzea Redonda;
  9. Quarteirão da Oiticica;
  10. Quarteirão de São José;
  11. Quarteirão do Ipu;
  12. Quarteirão do Salgado;
  13. Quarteirão da Ramadinha;
  14. Quarteirão do Jantar;
  15. Quarteirão do Catolé;
  16. Quarteirão de Santa Maria;
  17. Quarteirão da Telha;
  18. Quarteirão de São Pedro;
  19. Quarteirão do Calogy;
  20. Quarteirão de Santa Rita;
  21. Quarteirão da Cabeça Seca.

26 ideias sobre “O Batalhão da Guarda Nacional em Boa Viagem

  1. Pingback: Gonçalo Nunes Leitão | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Manuel Honor da Costa Mendes | História de Boa Viagem

  3. Pingback: José Filipe Ribeiro da Silva | História de Boa Viagem

  4. Pingback: José Ribeiro e Silva | História de Boa Viagem

  5. Pingback: José Rabêlo e Silva | História de Boa Viagem

  6. Pingback: Ignácio José de Carvalho | História de Boa Viagem

  7. Pingback: Manoel Duarte de Araújo | História de Boa Viagem

  8. Pingback: Manoel Nunes Leitão | História de Boa Viagem

  9. Pingback: Manoel Hermínio de Sousa Leitão | História de Boa Viagem

  10. Pingback: Francisco de Assis Marinho | História de Boa Viagem

  11. Pingback: Enéas de Vasconcelos Galvão | História de Boa Viagem

  12. Pingback: Aristóteles José da Silva Lobo | História de Boa Viagem

  13. Pingback: Francisco Nunes de Rezende Oliveira | História de Boa Viagem

  14. Pingback: José do Vale Pedroza | História de Boa Viagem

  15. Pingback: Joaquim Mendes de Araújo | História de Boa Viagem

  16. Pingback: Manoel da Costa Freire | História de Boa Viagem

  17. Pingback: Henrique Cavalcante de Albuquerque | História de Boa Viagem

  18. Pingback: Quartel da 4ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar do Estado do Ceará | História de Boa Viagem

  19. Pingback: Manoel Gonçalves de Sousa Pinheiro | História de Boa Viagem

  20. Pingback: Antônio Bezerra do Vale | História de Boa Viagem

  21. Pingback: José da Silva Bezerra | História de Boa Viagem

  22. Pingback: Manoel Mendes Correia Lima | História de Boa Viagem

  23. Pingback: Manuel Henrique de Albuquerque | História de Boa Viagem

  24. Pingback: Américo Carneiro da Silva Oliveira | História de Boa Viagem

  25. Pingback: Manuel Melchiades Mendes Machado | História de Boa Viagem

  26. Pingback: Jovino Melquiades Mendes | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta