Maria Nunes da Silva

Maria Nunes da Silva nasceu por volta de 1874 no Município de Crateús, que está localizado no Sertão do Estado do Ceará, distante 350 quilômetros da cidade de Fortaleza.
Pouco tempo antes de seu nascimento a vila de Boa Viagem, que também era conhecida pela alcunha de “Cavalo Morto”, havia sido um pequeno povoado dentro dos limites geográficos do Município de Quixeramobim, local onde anos mais tarde fixou residência com a sua família.

“Distrito criado com a denominação de Boa Viagem, ex-povoado de Cavalo Morto, pela lei provincial nº 1.025, de 18 de novembro de 1862. Elevado à categoria de vila com a denominação de Boa Viagem, pela lei provincial nº 1.128, de 21 de novembro de 1864, desmembrado de Quixeramobim.” (IBGE, 2010: Histórico de Boa Viagem. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=230240&search=ceara|boa-viagem|infograficos:-historico. Acesso no dia 13 de julho de 2017)

Durante muitos anos residiu com a sua família em uma localidade denominada de Boqueirão, tendo contraído matrimônio por volta de 1889 com Bento Rodrigues Cavalcante, nascido por volta de 1869.
Desse matrimônio foram gerados vários filhos, dentre eles destacamos: Bemvinda Cavalcante da Silva, Maria Cavalcante da Silva, Rosenda da Silva Cavalcante, Maria Almerinda Cavalcante, Amélia Cavalcante da Silva, Luiz Gonzaga Rodrigues, João Rodrigues Cavalcante, Pedro Rodrigues Cavalcante e Antônio Rodrigues Cavalcante.

BIBLIOGRAFIA:

  1. IBGE. Histórico de Boa Viagem. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=230240&search=ceara|boa-viagem|infograficos:-historico. Acesso no dia 13 de julho de 2017.