Lourival Soares e Silva

Lourival Soares e Silva concluiu o seu bacharelado em direito no dia 8 de dezembro de 1938 na UFC, a Universidade Federal do Ceará, ocasião em que a sua turma teve como patrono o Dr. Dolor Barreira.
Antes disso, conforme informações publicadas na página nº 29 do Diário Oficial da União, de 10 de dezembro de 1935, depois de concursado, foi nomeado datilógrafo da Empresa de Correios e Telégrafos.
Alguns anos depois, na administração do Dr. Benedito Augusto Carvalho dos Santos, interventor do Estado do Ceará, recebeu nomeação para assumir a função de intendente do Município de Boa Viagem.

“Depois do afastamento de Vargas assumiu a chefia do governo o presidente do Supremo Tribunal, Ministro José Linhares, que estruturou um sistema provisório nomeando os presidentes de Tribunais de Justiça interventores, estes nomearam os juízes de direito de cada comarca para função de prefeito municipal.” (LORENA E SÁ, 2001: p. 177)

Ocupou essa função entre os dias 21 de novembro e 3 de dezembro de 1945, quando em seu lugar assumiu Enedina de Carvalho.
Ainda não temos conhecimento do nome de sua esposa, mas sabemos que gerou dois filhos, sendo ele: Lourival Soares da Silva Filho e Afrânio Soares e Silva.
De acordo com as informações existentes no Diário da Justiça, ano VI, nº 100, edição do dia 30 de maio de 2003, faleceu na cidade de Fortaleza no dia 3 de maio de 2003.

“Resolve notificar o falecimento do Sr. Lourival Soares e Silva, desembargador aposentado desse poder, ocorrido no dia 3 de maio de 2003, conforme certidão de óbito expedida pelo Cartório de Registro Civil Jereissati, da 2ª Zona, datada de 5 de maio do ano em curso.”

BIBLIOGRAFIA:

  1. LORENA E SÁ, Luiz Conrado de. Serra Talhada. 250 Anos de História, 150 anos de Emancipação Política. Serra Talhada: Sertagráfica, 2001.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.