José Mota Filho

José Mota PinheiroJosé Mota Filho nasceu no dia 6 de junho de 1921 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de José de Sousa Mota e de Leopoldina de Sousa Mota.
Os seus avós paternos se chamavam Ignácio de Sousa Mota e Ana de Sousa Mota, já os maternos eram João de Sousa Pinheiro e Luana Leandro Pereira.
Na época em que nasceu o Município de Boa Viagem não dispunha de uma casa de parto, fato que obrigou aos seus pais a contar com os valiosos serviços de uma parteira na Fazenda Juazeiro, onde passou grande parte de sua infância.

“Durante muitos anos, os únicos profissionais de saúde existentes em nossa região foram às parteiras, mulheres que normalmente recebiam esse aprendizado de forma hereditária, ou seja, a filha de uma parteira acompanhava a sua mãe no atendimento às mulheres em trabalho de parto auxiliando-a de acordo com as necessidades do momento, possibilitando, assim, após algum tempo de prática, o aprendizado para continuidade do ofício.” (SILVA JÚNIOR, 2016: A História da Saúde no Município de Boa Viagem. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/saude/. Acesso em 25 de outubro de 2016)

Ainda jovem, desejando melhoras para sua subsistência, passou muitos anos estabelecido na cidade do Rio de Janeiro, onde ganhava a vida como repentista, até que, alguns anos depois, fixou residência na cidade de Fortaleza, onde conseguiu um emprego como motorista do INCRA, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, possuindo também uma pequena marcenaria.
O seu nome ficou conhecido no meio artístico pelo epiteto de “José Mota Pinheiro”, sendo reconhecido pelos colegas de profissão como um dos mestres do improviso.
Apresentou-se diversas vezes na TVC, a rede de Tv Educativa do Ceará, canal 5, em um programa denominado de “Ceará Caboclo”, apresentado nessa época por Carneiro Portela, como também na Casa Juvenal Galeno.

“Uma emissora comprometida com a cidadania. Localizada na cidade de Fortaleza e mantida pela Fundação de Teleducação do Ceará – FUNTELC, a TV Ceará exibe  sua programação durante 24 horas por dia, via satélite, para a população de todo o Estado. A TV Ceará foi inaugurada no dia 7 de março de 1974, com o nome de TV Educativa, durante a administração do Governo César Cals, com a meta de levar a educação às localidades mais distantes do Ceará. E, através do ensino a distância, a emissora conseguiu formar mais de 400 mil alunos em todo o Estado. Ao longo dos anos, a missão da TV deixou de ser apenas educativa e passou a priorizar  também a formação da cidadania valorizando sempre a cultura regional e a informação jornalística… Pioneiro no Estado na temática regional, o programa Ceará Caboclo mostra com descontração a riqueza cultural nordestina. Há quase 30 anos o programa vem conquistando a audiência do público da capital e de todo o interior…, numa linguagem bem cearense, o programa leva ao ar: o repente, o cordel, a embolada, o folclore e todos os ritmos da terra, com a participação também de grandes nomes de nossa música.” (Disponível em http://www.tvceara.ce.gov.br/index.php/institucional/2016-04-24-07-38-49. Acesso no dia 19 de junho de 2018)

Foi descrito por seus contemporâneos como um excelente cantador e poeta, costumando fazer dos seus versos momentos de crítica aos seus oponentes de cantoria, arrancando muitos risos de quem assitia a disputa.
Existem vários registros de suas disputas, entre elas destacamos as que teve com o Pe. Matusalém, Geraldo de Alencar, João Adriano, Dr. Antônio Ferreira da Costa e Silva, entre outros.
Segundo informações existentes no livro B-12, pertencente ao Cartório da Parangaba, na cidade de Fortaleza, tombo nº 4.295, folha 6, contraiu matrimônio com Ercília, com que viveu algum tempo.

Imagem de José Mota Filho e de sua família.

Nesse período, enquanto residiu na capital, adquiriu o hábito de criar animais selvagens, chegando até a criar macacos, urubus e cobras.
Alguns anos depois, já separado, passou a viver em união estável com Alice.
Falecendo na cidade de Fortaleza, aos 69 anos de idade, no dia 24 de novembro de 1990.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, através da lei nº 818, de 22 de dezembro de 2002, uma das ruas da cidade de Boa Viagem receberá a sua nomenclatura.