José Leal de Oliveira

Eliel JrJosé Leal de Oliveira nasceu no dia 11 de abril de 1874 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Francisco Nunes de Rezende Oliveira e de Maria Ditoza do Vale Oliveira.
O seu avô paterno se chamava Manoel Nunes de Oliveira, já os maternos eram Antônio Bezerra do Vale e Maria dos Prazeres de Jesus.
Pouco tempo depois do seu nascimento, no dia 16 de abril, seguindo os costumes da confissão religiosa de seus pais, foi solenemente batizado como cristão, na sede da Fazenda Almas, pelo Pe. Francisco Ignácio da Costa Mendes.
Alguns anos depois, segundo as informações contidas no livro C-01, existente na secretaria da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, tombo nº 48, página 6v, destinado ao registro dos casamentos, o seu matrimônio, com Maria Sabina de Queiroz Oliveira, aconteceu às oito horas da manhã do dia 25 de novembro de 1903, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Boa Viagem, tendo como celebrante o Mons. José Cândido de Queiroz Lima, tio de sua consorte.
A sua esposa, com apenas 25 anos de idade, era filha de José de Queiroz Lima e de Francisca Davina de Queiroz, naturais da freguesia de Beberibe.
De seu matrimônio foram gerados cinco filhos, quatro mulheres e um homem, sendo eles: Francisca de Queiroz Ribeiro, José de Queiroz Oliveira, Maria Zenaide de Queiroz Oliveira, Maria Letícia de Queiroz Ramalho e Cléia de Queiroz Araújo.
Segundo as informações contidas no relatório do Recenseamento dos Estabelecimentos Rurais do Estado do Ceará, documento publicado no dia 1º de setembro de 1920 pelo Ministério da Agricultura, Comércio e Indústria, página 35, era agropecuarista e a sua propriedade era localizada em um local denominado de Sítio Bom Desejo.
Ao longo de sua vida desempenhou outras atividades, dentre elas destacamos a de juiz substituto, prefeito e de vereador.
Na legislatura que ocorreu entre os anos de 1920 a 1924 assumiu o seu primeiro mandato no Poder Legislativo municipal. Na legislatura seguinte, que ocorreu de 1924 a 1928, foi reconduzido à Câmara Municipal de Vereadores, sendo eleito presidente da mesa diretora.
Algum tempo depois, no dia 31 de outubro de 1924, assumiu a chefia do Poder Executivo durante o período de um mês, que foi motivada por conta de uma licença médica solicitada pelo prefeito, o Coronel José Cândido de Carvalho.
No dia 4 de janeiro de 1925, devido a uma nova licença solicitada pelo prefeito, reassumiu a chefia do executivo até o dia 7 de setembro de 1926.
Segundo as informações existentes no livro C-06, do Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo nº 1.782, folha 51v, faleceu em sua propriedade, na zona rural do Município de Boa Viagem, aos 78 anos de idade, no dia 12 de abril de 1952.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Mausoléu de José Leal de Oliveira.

Imagem da coluna tumular de José Leal de Oliveira, em 2014.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na gestão do Prefeito Dr. Gervásio de Queiroz Marinho, através da lei nº 30, de 3 de outubro de 1959, uma das ruas que se estendem pelos Bairros Centro e Alto do Motor, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.