Ipiranga

AS INFORMAÇÕES BÁSICAS:

O Ipiranga é uma vila existente na zona rural do Município de Boa Viagem, sendo a sede do Distrito de Ipiranga, distante pouco mais de 22 quilômetros do Centro da cidade de Boa Viagem, no Estado do Ceará.

Imagem do Centro da vila de Ipiranga, em 2019.

Dentro da divisão politico-geográfica, em relação ao Marco Zero, essa vila está localizada na região oeste do Município de Boa Viagem.

A ORIGEM DE SEU TOPÔNIMO:

Designação toponímica classificada como simples, e em acordo com o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, de Antônio Geraldo da Cunha, a nomenclatura desse Distrito é de origem indígena, sendo formada pela junção da letra “y”, que quer dizer rio, mais a palavra “pyrang”, que quer dizer vermelho.
O nome Ipiranga surgiu por conta de um rio localizado na cidade de São Paulo, que teve a sua denominação originada entre os índios Guaianazes, que habitavam as margens do curso desse rio.
Quanto a nomenclatura da vila existente no Município de Boa Viagem, a versão corrente na região sobre a origem desse topônimo está relacionado a misteriosa instalação de um homem, que é cercada de conjecturas, nos fazendo crer que não passa de uma história fictícia, estando registrada no livro “Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender da seguinte forma:

“Segundo moradores da localidade um pernambucano, parente de D. Pedro, ao chegar ao lugar resolveu prestar uma homenagem ao seu parente pelo grito do Ipiranga, adotando o citado nome para o lugar que escolheu para morar.” (FRANCO & CAVALCANTE VIEIRA, 2007: p. 32)

AS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

Nos primeiros anos do século XX alguns pequenos lavradores, muitos deles vindos do Estado da Paraíba, se estabeleceram com as suas famílias em terras devolutas existentes nessa região do Município de Boa Viagem.
Essas terras ficam em um vale, localizado entre a Serra do Pintadão e a Serra da Borracha, possuindo como potencialidade o fato de ser cortada pelo leito do Rio Boa Viagem e alguns afluentes.

Imagem da Serra do Pintadão sendo observada do Centro da vila de Ipiranga, em 2019.

Mais tarde, por conta da distância da cidade, alguns moradores resolveram investir no comércio e para isso constituíram algumas bodegas, que com o passar dos anos recebeu uma vizinhança ordenada em forma de ruas na margem de sua principal estrada.
Nos primeiros meses de 1950, na gestão do Prefeito Manoel Araújo Marinho, diante do grande número de crianças em idade estudantil nessa região, com recursos do Governo do Estado, foi construído um pequeno grupo escolar, um local que serviu para outras utilidades.
Mais tarde, conforme registro no Plano de Governo para o Município de Boa Viagem, entre os anos de 1963 e 1967, na gestão do Prefeito Dr. Manuel Vieira da Costa, o Nezinho, temos um pequeno relato das dificuldades de seu funcionamento, época em que essa unidade de ensino recebeu uma de suas primeiras reformas:

“Existe cinco prédios estaduais para escolas isoladas, sem funcionamento, dado precário estado de conservação no qual se encontram… Restauração e aparelhamento do Grupo Escolar Padre Antônio Correia de Sá, situado na sede do Município, bem como de mais cinco escolas isoladas, situadas nos povoados de Belmonte, Ipiranga, Santo Antônio, Guia e Boa Ventura, todas de propriedade do Estado, e que se encontram sem funcionar.” (COSTA, 1962: p. 4 – 5)

Muitos anos depois, nos primeiros meses de 1983, na gestão do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, essa vila foi beneficiada com a instalação de um posto de rádio amador, possuindo o código 6 do SCBV, o Sistema de Comunicação de Boa Viagem.
Esse equipamento tinha por objetivo facilitar a comunicação de seus moradores com o posto existente na cidade nos casos de emergência médica ou incursão policial, equipamento que foi desativado depois da instalação das primeiras linhas de telefonia fixa, algo que somente ocorreu na década de 1990.
Nos primeiros meses de 1989, depois de muitos anos de espera, na gestão do Prefeito Benjamim Alves da Silva, esse povoado foi beneficiado com a instalação da rede de energia elétrica vinda da Hidroelétrica de Paulo Afonso.
No dia 19 de junho de 1999, por meio da lei municipal nº 686, na gestão do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, por conta da criação do Distrito, o povoado de Ipiranga foi elevada a condição de vila, tendo os seus limites sendo definidos pela lei nº 687, época em que começou a receber significativas melhorias estruturais, dentre elas a pavimentação de suas ruas.
Nos primeiros meses de 2000, diante do fomento e do interesse do Governo do Estado pelo desenvolvimento da educação, os moradores dessa vila foram contemplados com uma extensão educacional do Ensino Médio.
No primeiro semestre de 2005, mais uma vez na gestão do Prefeito José Vieira Filho, por meio da lei nº 913, de 27 de junho, seguindo o plano de redimensionamento geográfico  das escolas do Município, essa vila passou a ser a sede do Polo Seis.
Nos últimos meses de 2015, com a expansão da rede de telefonia móvel, essa vila foi contemplada com uma torre, algo que melhorou a sua comunicação por telefone e sinal de internet.
No dia 29 de outubro de 2019, na gestão do Vereador José Anchieta Paiva Chaves, essa vila recebeu a sua primeira sessão itinerante promovida pela Câmara de Vereadores do Município, onde foram ouvidas as demandas necessárias ao bem estar de sua população.

AS LOCALIDADES DE SUA VIZINHANÇA:

O principal acesso para vila de Ipiranga, saindo da cidade de Boa Viagem, é feito por via terrestre através da Rodovia Estadual CE-266, seguindo por rodovia municipal, que passa no centro da vila.

Imagem do mapa da região.

A vila de Ipiranga tem em sua vizinhança as seguintes localidades: Árabe, Bolívia, Mirador, Monte Flor, Sabonete e Varginha.

OS EQUIPAMENTOS EXISTENTES NA VILA:

Na vila de Ipiranga, que no presente possui um pouco mais de quatorze ruas, os seus habitantes possuem alguns equipamentos para facilitar as suas vidas, bem como a dos moradores de sua vizinhança, sendo eles:

  1. Capela de Nossa Senhora das Graças;
  2. A Escola de Ensino Fundamental Manoel Genuíno Vieira;
  3. Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Templo Central;
  4. Praça Francisco Genuíno Vieira;
  5. Unidade Básica da Saúde Adília Maria de Lima;
  6. O Posto dos Correios;
  7. O Tanque de Resfriamento de Leite.

BIBLIOGRAFIA:

  1. COSTA, Manuel Vieira da Costa. Plano de Governo para o Município de Boa Viagem entre os anos de 1963 e 1967. Boa Viagem: Texto não publicado, 1962.
  2. CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa. 2ª Edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.
  3. FRANCO, G. A.; CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  4. MACÊDO, Deoclécio Leite de. Notariado Cearense – História dos Cartórios do Ceará. V II. Fortaleza: Expressão Gráfica, 1991.
  5. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  6. PELOSI FALCÃO, Marlio Fábio. Dicionário Toponímico, Histórico e Geográfico do Nordeste. Fortaleza: Artlaser, 2005.
  7. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Capela de Nossa Senhora das Graças. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/capela-de-nossa-sra-das-gracas-vila-de-ipiranga/. Acesso no dia 2 de outubro de 2019.
  8. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. A Escola de Ensino Fundamental Manoel Genuíno Vieira. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/escola-de-ensino-fundamental-manoel-genuino-vieira/. Acesso no dia 2 de outubro de 2019.
  9. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Igreja Evangélica Assembleia de Deus. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/congregacao-da-igreja-evangelica-assembleia-de-deus-templo-central-vila-de-ipiranga/. Acesso no dia 2 de outubro de 2019.
  10. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Praça Francisco Genuíno Vieira. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/praca-francisco-genuino-vieira/. Acesso no dia 2 de outubro de 2019.
  11. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Unidade Básica da Saúde Adília Maria de Lima. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/unidade-basica-da-saude-adilia-maria-de-lima-vila-de-ipiranga/. Acesso no dia 2 de outubro de 2019.
  12. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Distrito de Ipiranga. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/distrito-de-ipiranga/. Acesso no dia 2 de outubro de 2019.
  13. VIEIRA FILHO, José. Minha História, Contada por Mim. Fortaleza: LCR, 2008.

25 ideias sobre “Ipiranga

  1. Pingback: Distrito de Ipiranga | História de Boa Viagem

  2. Pingback: Escola de Ensino Fundamental Manoel Genuíno Vieira | História de Boa Viagem

  3. Pingback: História do Distrito de Ipiranga | História de Boa Viagem

  4. Pingback: Avenida Projetada 1 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  5. Pingback: Avenida Projetada 2 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  6. Pingback: Rua Projetada 3 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  7. Pingback: Rua Projetada 4 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  8. Pingback: Rua Projetada 5 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  9. Pingback: Rua Projetada 6 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  10. Pingback: Rua Projetada 7 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  11. Pingback: Rua Projetada 8 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  12. Pingback: Rua Projetada 9 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  13. Pingback: Rua Projetada 10 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  14. Pingback: Rua Projetada 11 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  15. Pingback: Rua Projetada 12 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  16. Pingback: Rua Projetada 13 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  17. Pingback: Rua Projetada 14 (Ipiranga) | História de Boa Viagem

  18. Pingback: Trapiá | História de Boa Viagem

  19. Pingback: Trapiá dos Lobos | História de Boa Viagem

  20. Pingback: Trapiá dos Martins | História de Boa Viagem

  21. Pingback: Polo Seis | História de Boa Viagem

  22. Pingback: Topônimo das Localidades do Município de Boa Viagem | História de Boa Viagem

  23. Pingback: Monte Flor | História de Boa Viagem

  24. Pingback: Altos | História de Boa Viagem

  25. Pingback: Alto Alegre | História de Boa Viagem

Deixe uma resposta