Francisco Rosiêr Uchôa de Araújo

RosierFrancisco Rosiêr Uchôa de Araújo nasceu no dia 22 de novembro de 1928 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Canindé, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Luiz Araújo e de Maria Judite Uchôa.
A sua avó paterna se chamava Raimunda de Sousa, já os maternos eram João Batista Araújo e Maria Cândido de Carvalho.
Em sua adolescência, acostumado a ver a rotina de seu genitor, que era motorista, desde cedo desejou para si a mesma profissão de seu pai.
Alguns anos depois, de acordo com uma matéria que foi publicada no jornal O Povo, intitulada de “Boa Viagem agora é melhor servida de transportes”, de 20 de julho de 1957, página 11, através do correspondente Vieira da Costa, temos um relato do horário de seu veículo e de como estavam às estradas que ligavam a cidade de Boa Viagem aos outros Municípios:

“Apesar dos pesares, melhoram consideravelmente os meios de transportes deste Município, isto em virtude da estrada abaulada que dentro em breve será concluída. Já contamos com nada menos de 15 caminhões no Município, além de outros que por aqui passam. Há um misto que faz horários as quartas para Fortaleza, saindo pela manhã e as segundas e terças para o Quixeramobim. O veículo pertence ao Sr. Francisco Rosiêr Uchôa Araújo, que tem cumprido a risca suas promessas. As terças-feiras para aqui um caminhão misto, procedente de Crateús, que também faz linha para Fortaleza, acontecendo o mesmo procedente de Pedra Branca. Segundo nos declarou o Sr. Marcelo Sanford, por ocasião de sua última visita a Boa Viagem, será inaugurada a rodovia Fortaleza-Boa Viagem o mais tardar a 7 de setembro próximo.”

Nessa época chegou a possuir dois veículos, um deles fazia a linha entre a cidade de Boa Viagem e a cidade de Quixeramobim, já o outro fazia a linha entre a cidade de Boa Viagem e a cidade de Fortaleza.
Foi casado com Maria Azelma Cidrão Uchôa, que era nascida no dia 10 de outubro de 1929, sendo filha de Luiz Uchôa com Almerinda Caracas Cidrão Uchôa, residindo com a sua família na Rua Agronomando Rangel nº 493, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Imagem da residência de Francisco Rosiêr Uchôa de Araújo, em 2016.

Desse matrimônio foram gerados sete filhos, quatro homens e três mulheres, sendo eles: Antônio Tadeu Cidrão, Maria Norma Cidrão Costa, Marcos Luís Cidrão Uchôa, Paulo de Tarso Cidrão Uchôa, Almerinda Maria Lili Cidrão Uchôa, Pedro Eugênio Cidrão Uchôa e Sarah Cristina Cidrão Uchôa.
Foi um homem de larga visão empreendedora que, percebendo o aumento do volume de carros que transitavam por nossa cidade, decidiu implantar um posto de combustível, que foi denominado de Posto Uirapuru, de bandeira Shell, que estava localizado na Rua José Leorne Leitão, nº 346, esquina com a Rua Agronomando Rangel, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Imagem do Posto Uirapuru, década de 1950.

Imagem do Posto Uirapuru, década de 1950.

Segundo informações existentes no livro C-10, pertencente ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo nº 3.586, folha 8v, faleceu prematuramente na cidade de Boa Viagem no dia 17 de junho de 1963, com apenas 35 anos de idade, por conta de um tumor cancerígeno em sua cabeça.
Logo após o seu falecimento, depois das despedidas fúnebres que são de costume, o seu corpo foi sepultado por seus familiares no Cemitério Parque da Saudade, que está localizado na Rua Joaquim Rabêlo e Silva, nº 295, no Centro da cidade de Boa Viagem.

Imagem do túmulo de Francisco Rosier de Araújo, em 2017.

Imagem do túmulo de Francisco Rosier Uchôa de Araújo, em 2017.

HOMENAGEM PÓSTUMA:

  1. Em sua memória, na administração do Prefeito Benjamim Alves da Silva, embora ainda não exista legislação que ampare essa decisão, uma das ruas do Bairro Centro, na cidade de Boa Viagem, recebeu a sua nomenclatura.