Ezaú Fragoso da Silva

ezau-fragosoEzaú Fragoso da Silva nasceu no dia 12 de maio de 1951 no Município de Boa Viagem, que está localizado no Sertão de Crateús, no Estado do Ceará, distante 217 quilômetros da cidade de Fortaleza, sendo filho de Antônio Manoel da Silva e de Florípes Fragoso da Silva.
Os seus avós paternos se chamavam Manoel Ananias da Silva e Luíza Maria de Sousa, já os maternos eram Daniel Fragoso Vieira e Francisca Raquel de Freitas.
Na época em que nasceu o Município de Boa Viagem ainda não dispunha de uma casa de parto, fato que obrigou aos seus pais a contar com os valiosos serviços de uma parteira na localidade de Cachoeira, onde passou grande parte de sua infância.

“Durante muitos anos, os únicos profissionais de saúde existentes em nossa região foram às parteiras, mulheres que normalmente recebiam esse aprendizado de forma hereditária, ou seja, a filha de uma parteira acompanhava a sua mãe no atendimento às mulheres em trabalho de parto auxiliando-a de acordo com as necessidades do momento, possibilitando, assim, após algum tempo de prática, o aprendizado para continuidade do ofício.” (SILVA JÚNIOR, 2016: A História da Saúde no Município de Boa Viagem. Disponível em http://www.historiadeboaviagem.com.br/saude/. Acesso em 25 de outubro de 2016)

Esse local, a Fazenda Cachoeira, foi o berço da confissão protestante estabelecida no Município de Boa Viagem. Nessa época, no dia 25 de dezembro de 1954, quando tinha pouco mais de três anos de idade, foi surpreendido juntamente com os seus familiares pelo inesperado falecimento de sua mãe, que tinha apenas 25 anos de idade e faleceu em um difícil trabalho de parto.
Pouco tempo depois desse triste fato, no dia 27 de abril de 1956, o seu pai contraiu um novo matrimônio, dessa vez com Minelvina Fragoso Vieira, que nasceu no dia 25 de abril de 1934, sendo filha de Manoel Lucas de Andrade e de Esmeraldina Fragoso Vieira, que faleceu pouquíssimo tempo depois, no dia 16 de fevereiro de 1958, fazendo com que partisse para um terceiro relacionamento conjugal, que ocorreu no dia 7 de maio de 1958, dessa vez com a sua cunhada, Maria do Socorro Vieira, que nasceu no dia 10 de abril de 1942, com quem, nesse mesmo ano, resolveu emigrar com parte de sua família para o Estado de Minas Gerais:

“No ano de 1958, diante de uma seca intensa que se abateu e afligiu o nosso Estado, a sua família resolveu emigrar para o Estado de Minas Gerais… Chegando ao Estado de Minas Gerais, a família não obteve êxito, foram quatro longos anos de intenso sofrimento, onde os seus membros conviveram com toda a sorte de escassez, tendo com abundância o frio e a fome, a última, só saciada quando a sua irmã mais velha, Hilda, votava do serviço, que conseguira como empregada doméstica, já à noite e tinha a graça de trazer um prato de comida para dividir entre os irmãos que em casa ficavam.” (Ezaú Fragoso da Silva. Disponível em http://www.camaraboaviagem.ce.gov.br/vereadores.php?bg=19. Acesso no dia 5 de outubro de 2016)

Em 1962, quatro anos depois de ter saído de sua terra natal, o seu pai conseguiu juntar uma pequena soma em dinheiro, valor que foi investido nas passagens e despesas de viagem de retorno ao Estado do Ceará.

Imagem de Ezaú ao lado de seu pai, madrasta e irmãos.

Nessa viagem de retorno, dentro do trem, já no Estado do Ceará, correu o boato entre os passageiros de que o veículo estava descarrilando e ele, para salva a sua vida, resolveu pular por uma das janelas, sendo socorrido poucos instantes depois pelo seu pai, que contou com a gentileza de um dos passageiros, que era pastor e se prontificou em levar-lhe ao médico na cidade de Acopiara, onde passou alguns dias em repouso aguardando ser buscado pelo seu pai.
Nos últimos anos da década de 1960, a convite de seu cunhado, Bernardino Fragoso Vieira, passou a residir na cidade de Boa Viagem, deixando de ser lavrador e tornando-se comerciário:

“Chegando à cidade de Boa Viagem, continuou trabalhando incansavelmente, principalmente na lavoura, até o ano de 1968, quando o seu cunhado, Bernardino Fragoso (Dedê), o convidou a residir na sede do Município, oferecendo trabalho em sua loja de tecidos e moradia em sua casa. Depois de completar um ano de trabalho, passou a trabalhar em uma ‘bodega’ pertencente a seu querido tio Josué, conhecido como ‘Dodé’, tendo, em seguida, retornado ao primeiro emprego, ali permanecendo por mais cinco anos. Após esse tempo, foi convidado por seu amigo e primo, Ananias Fragoso, para formar uma parceria comercial, e nesta, alcançou muito êxito, inclusive autonomia financeira, estabelecendo-se como comerciante bem sucedido.” (Ezaú Fragoso da Silva. Disponível em http://www.camaraboaviagem.ce.gov.br/vereadores.php?bg=19. Acesso em 17 de outubro de 2016)

Pouco tempo mais tarde essa sociedade comercial foi rompida, mas a sua vocação ao comércio e ao empreendedorismo já estava consolidada em uma casa comercial que vendia no varejo e no atacado, estando localizada inicialmente na Rua Agronomando Rangel, nº 328, no Centro da cidade de Boa Viagem, e logo depois no nº 325 da mesma rua, quando recebeu o nome de fantasia de “Mercantil Ideal”.
No dia 13 de março de 1975, conforme informações existentes no livro B-24, pertencente ao Cartório Geraldina, 1º Ofício, tombo nº 6.194, folha 120, contraiu matrimônio com Aurinete Fragoso da Silva, que era nascida no dia 15 de junho de 1954, sendo filha de Eleotério Manoel da Silva e de Sebastiana Fragoso da Silva.
Desse casamento foram gerados cinco filhos, um homem e quatro mulheres, sendo eles: Floripes Fragoso Carneiro, Ederley Fragoso da Silva, Nina Lilliam Fragoso da Silva Rafael, Dayane Fragoso da Silva e Yara Fragoso da Silva.
Antes de seu casamento, quando se estabeleceu na cidade de Boa Viagem, passou a compor o quadro de congregados da Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, fazendo a sua profissão de fé como cristão no dia 31 de dezembro de 1981 pelo Rev. Ezequiel Fragoso Vieira.
Nos últimos anos da década de 1980, apaixonado por futebol, investiu muitos recursos e grande parte de seu tempo aos finais de semana com um time de futebol amador, que recebeu o nome de Comercial Esporte Clube.
No dia 3 de outubro de 1992, militando dentro dos quadros políticos do PSDB, o Partido da Social Democracia Brasileira, resolveu colocar o seu nome pela primeira vez em uma disputa eleitoral por uma das cadeiras da Câmara Municipal de Vereadores e com a legenda nº 45.661 conseguiu ser eleito com 771 votos, sendo o vereador com a maior votação dessa eleição:

“No ano de 1992, resolveu disputar uma vaga no Poder Legislativo municipal, tendo por objetivo principal representar o povo simples e humilde de nossa querida terra, que já reconheciam as suas qualidades, boa parte de sua história e o prestigiava como seus clientes e amigos, sendo eleito entre os mais bem votados, naquela campanha.” (Ezaú Fragoso da Silva. Disponível em http://www.camaraboaviagem.ce.gov.br/vereadores.php?bg=19. Acesso em 17 de outubro de 2016)

Na eleição seguinte, que ocorreu no dia 3 de outubro de 1996, ainda militando dentro dos quadros políticos do PSDB, o Partido da Social Democracia Brasileira, resolveu colocar o seu nome pela segunda vez em uma disputa eleitoral e novamente com a legenda nº 45.661 conseguiu ser eleito com 1.267 votos, sendo novamente o vereador com a maior votação dessa eleição.

Imagem de seus trabalhos na Câmara.

Imagem de seus trabalhos na Câmara.

Nesse período, por volta de 1998, insatisfeito com o modo de administração e ensino implantado na Igreja Evangélica Congregacional de Boa Viagem, passou a compor o quadro de membresia da Igreja Evangélica Boa-viagense.
Algum tempo depois, no dia 1º de outubro de 2000, ainda nos quadros políticos do PSDB, dessa vez com a legenda nº 45.679, conseguiu ser reconduzido pela terceira vez ao seu mandato eletivo depois de receber 986 votos, sendo mais uma vez o vereador com a maior votação do pleito.

Imagem de seu material de campanha.

Imagem de seu material de campanha.

Depois dessa legislatura, no pleito eleitoral seguinte, que ocorreu em 2004, decidiu passar um tempo fora da vida pública, mas, antes disso, indicou o nome de seu cunhado, Ismael Fragoso da Silva, como seu sucesso,
No pleito eleitoral seguinte, que ocorreu no dia 5 de outubro de 2008, no período em que antecedeu as convenções partidárias, o seu nome foi cotado como possível candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, mas foi impedido pelo diretório de seu partido, o PRB, o Partido Republicano Brasileiro, que preferiu fazer coligação com o Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho.
Nessa época, sem opção, mais uma vez indicou o nome de seu cunhado a compor a chapa vitoriosa que conduziu o nome do Dr. Fernando Antônio Vieira Assef ao seu terceiro mandato no Poder Executivo.

“No ano de 2004, lança o seu cunhado Ismael Fragoso, até então forte e valioso parceiro em sua trajetória política, ao cargo de vereador, recebendo também incontestável aprovação popular, sendo o vereador mais bem sufragado naquela eleição; também o apoiou em 2008 na candidatura vitoriosa do Ismael ao cargo de vice-prefeito do Município de Boa Viagem.” (Ezaú Fragoso da Silva. Disponível em http://www.camaraboaviagem.ce.gov.br/vereadores.php?bg=19. Acesso em 17 de outubro de 2016)

No dia 7 de outubro de 2012, depois de algum tempo afastado da vida pública, nessa época dentro dos quadros políticos do PHS, o Partido Humanista da Solidariedade, resolveu retomar a sua cadeira na Câmara Municipal de Vereadores e com o nº 31.333 concorreu em uma nova disputa, sendo eleito ao Poder Legislativo depois de receber 1.904 votos, ficando entre os três vereadores que receberam a maior votação dessa refrega.

Imagem do seu material de campanha.

Imagem do seu material de campanha.

Nessa mesma época, a sua expansão empresarial foi ainda mais consolidada quando passou a investir no ramo de combustíveis e de gás inflamável, gerando mais postos de emprego na cidade de Boa Viagem.
Nesse mandato, no segundo período legislativo, foi eleito entre os seus pares como presidente da Câmara, realizando uma administração muito comedida, chegando ao ponto de devolver o valor de R$ 165.000,00 aos cofres públicos no intuito de serem investidos na abertura de poços artesianos, fato que lhe gerou reconhecimento pelo Instituto Tiradentes, quando recebeu à comenda do “Mérito do Legislativo Presidencial”, uma honraria conferida aos presidentes de Câmara com as prestações em dias com o Tribunal de Contas, demonstrando respeito e transparência com o dinheiro público.

Imagem do Vereador Ezaú Fragoso da Silva recebendo a medalha do Mérito Legislativo, em 2016.

Imagem do Vereador Ezaú Fragoso da Silva recebendo a medalha do Mérito Legislativo, em 2016.

Ainda nesse período, mesmo enfrentado algumas contrariedades manifestadas pelos seus colegas, promoveu o primeiro concurso público da Câmara Municipal de Vereadores de Boa Viagem.
Em sua gestão, por votação unanime, ocorreu outra importante mudança no funcionamento das sessões da Câmara de Vereadores, deixando de funcionar nos dias de quitas-feiras, pelo horário da manhã, e passando a funcionar nas segundas-feiras, pelo horário da noite.
Pouco tempo depois, no dia 29 de julho de 2016, na Associação Atlética Boa-viagense, em uma convenção que foi organizada pelo PRB, o Partido Republicano Brasileiro, o seu nome foi homologado como candidato a vice-prefeito de Boa Viagem, tendo como companheiro de chapa o nome do Empresário Adriano José da Silva.

Imagem do material de campanha.

Imagem do material de campanha.

Nessa ocasião ocorreu um acidente que por pouco não terminou em tragédia, gerando inúmeras zombarias por parte dos eleitores da corrente política adversária. Sobre esse fato, que foi bastante especulado pela oposição, foi registrado da seguinte forma pela imprensa local:

“A convenção partidária realizada nesta sexta-feira (29), por volta das 19h, em Boa Viagem, na Associação Atlética Boa-viagense, foi marcada por um momento de grande susto para políticos e populares, onde o Partido Republicano Brasileiro (PRB), apresentava ao público seus pré-candidatos a prefeito, vice e vereadores quando o palco de alvenaria acabou literalmente caindo abrindo um buraco de aproximadamente 3 metros e derrubando o prefeito de Boa Viagem, Fernando Assef, deputados e  pré-candidatos que participavam da convenção. Apesar do susto, ninguém se feriu gravemente, resultando apenas em algumas pessoas com pequenos arranhões. No evento foram homologadas as candidaturas a prefeito e vice-de Adriano Silva (PRB) e Ezaú Fragoso (PHS).” (CRISTIAN, 2016. Convenção partidária é marcada por susto com desabamento de palco em Boa Viagem. Disponível em http://www.correiopedrabranquense.com.br/2016/07/30/em-boa-viagem-convencao-partidaria-e-marcada-por-susto-com-desabamento-de-palco/. Acesso em 30 de junho de 2016)

Esse lamentável incidente, que foi levianamente tratado pela oposição, foi motivo de grande chacota nas redes sociais, sendo exibido inclusive no CETV, programa da Rede Globo de televisão.
No outro dia dessa convenção, em 30 de julho, no mesmo local, ocorreu à convenção que homologou o nome da candidata Aline Cavalcante Vieira, que foi acompanhada do Vereador Ademir Carneiro de Freitas:

“Foi realizada na noite deste sábado, dia 30 de julho, na sede da Associação Atlética Boa-viagense, a convenção do Partido da República (PR), que contou com apoio de 12 partidos, onde foram homologadas as candidaturas de Aline Vieira do PR a prefeita e Ademir Carneiro (PMDB) a vice-prefeito, além de vários pré candidatos a vereadores (as). Participaram do evento o presidente estadual do PSD, Deputado Federal Domingos Neto; Patrícia Aguiar, presidente estadual do PMB; Deputado Estadual Odilon Aguiar, Deputada Federal Gorete Pereira, superintendente do INCRA, Marcos Cals e o secretário de Estado do meio ambiente e sustentabilidade Artur Bruno.” (CRISTIAN, 2016. Convenção do PR homologa candidatura de Aline Vieira e Ademir Carneiro. Disponível em http://www.fjnoticias.com.br/2016/07/convencao-do-pr-homologa-candidatura-de.html. Acesso em 1º de agosto de 2016)

Nessa mesma noite, como se fosse a lei do retorno, os fogos de artifício que foram soltos por essa convenção causaram um incêndio em uma casa de construção que existe nas proximidades do clube, fato que foi registrado por sua proprietária nas redes sociais.
No mesmo instante que ocorria essa convenção, nas dependências da Escola de Ensino Fundamental Pe. Paulo de Almeida Medeiros, ocorreu a convenção que definiu a terceira chapa do pleito, que foi formada por Rogério Vitor Campêlo e Antônio Gadelha:

“Em convenção realizada na tarde de sábado, dia 30 de julho, nas dependências da Escola de Ensino Fundamental Padre Paulo de Almeida Medeiros, no Bairro de Nossa Srª de Fátima, foram homologadas as candidaturas de Rogério Campelo a prefeito e Antônio Gadelha a vice.” (CRISTIAN, 2016. PPL é o único partido que parte com chapa pura em Boa Viagem. Disponível em http://www.fjnoticias.com.br/2016/07/ppl-e-o-unico-partido-que-parte-com.html. Acesso em 1º de agosto de 2016)

Pouco tempo depois desses fatos, na eleição municipal ocorrida no dia 2 de outubro de 2016, depois da abertura das urnas, a candidata Aline Cavalcante Vieira conseguiu receber 19.397 votos, sendo eleita prefeita do Município de Boa Viagem, já o candidato Adriano José da Silva recebeu apenas 11.383 sufrágios, enquanto Rogério Vitor Campêlo recebeu a confiança de 167 votos.
No dia 18 de novembro de 2016, depois de algum tempo organizando os seus empreendimentos comerciais, dividiu à venda de seu mercantil, que passou a vender no varejo na Rua Padre Antônio Correia de Sá, nº 422, Centro, recebendo o nome de fantasia de “Ideal Super”, deixando os clientes do atacado para serem atendidos no antigo endereço.