Bairro Alto do Motor

AS INFORMAÇÕES GERAIS:

O Bairro Alto do Motor possui uma altitude de 308 metros acima do nível médio do mar, de acordo com a localização do Marco Zero ele se encontra na Zona Oeste da cidade de Boa Viagem, tendo a sua nomenclatura regulamentada através da lei nº 576, de 4 de junho de 1993, na administração do Prefeito Dr. Francisco Segismundo Rodrigues dos Santos Neto.

Bairro Alto do Motor em 2010.

Imagem do Bairro Alto do Motor, em 1981.

Esse bairro, pela lei municipal nº 1.019, de 18 de março de 2009, e do decreto nº 218, de 25 de novembro de 2009, é classificado como residencial e nele a tolerância de ruído é de 55 decibéis durante o dia e de 50 durante à noite.

A SUA HISTÓRIA:

A nomenclatura desse bairro, como o próprio nome já sugere, faz referência a uma pequena casa que abrigava um motor, que foi construída nos primeiros anos de 1940, na administração do Prefeito Cap. Raimundo Ferreira do Nascimento.
Esse motor, de combustão a óleo diesel, era o responsável por produzir energia elétrica para cidade de Boa Viagem e estava localizado na esquina da Rua Manoel Araújo Marinho com à Rua Antônio de Queiroz Marinho.

“O nome desse bairro deve-se ao fato de estar situado nele a casa onde, por muitos anos, foi instalado o antigo ‘motor da luz’, que iluminava a cidade até mais ou menos às 22 horas.” (NASCIMENTO, 2002: p. 26)

Nessa época, por conta do barulho produzido por essa possante máquina, intencionalmente o motor foi instalado na periferia da cidade, mas, com o passar dos anos, graças à especulação imobiliária, paulatinamente várias casas foram sendo construídas ao seu redor.

Imagem do Bairro Alto do Motor em 2013.

Imagem do Bairro Alto do Motor, em 2013.

Alguns anos depois, no dia 18 de outubro de 1968, na administração do Prefeito José Vieira Filho, o Mazinho, com a expansão das linhas de rede elétrica fornecida pela Usina Hidroelétrica de Paulo Afonso, o Governo Municipal iniciou o processo de desativação do motor e dos cabos e postes de energia que eram ligados ao seu sistema.

“Assinamos convênio com a CENORTE, hoje COELCE, e em 1968 instalamos energia elétrica de Paulo Afonso na nossa cidade.” (VIEIRA FILHO, 2008: p. 58)

Esse pequeno imóvel, uma espécie de garagem, foi demolida pelo seu proprietário nos primeiros anos do século XXI e atualmente, em seu lugar, foi construída uma bela e suntuosa casa.

Local da antiga Casa do Motor.

Imagem do local da antiga casa do motor, em 2013.

Quanto ao destino do velho motor, de marca Caterpillar, infelizmente não possuímos informações precisas de seu paradeiro, algumas pessoas nos informaram que ele foi levado da cidade de Boa Viagem pelo DNOCS, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, no final da década de 1980, e atualmente encontra-se em uma usina na cidade de Brasília, o Distrito Federal.
Outra versão que trata desse assunto afirma que na verdade ele foi vendido como sucata para o ferro velho.

OS LIMITES DO BAIRRO:

Pelo artigo 1º da lei municipal nº 576, de 4 de junho de 1993, esse bairro tem a seguinte delimitação:

“Alto do Motor – Confrontação da Rua Alfredo de Sousa Terceiro, na BR-020, até a Rua Manoel Araújo Marinho e segue até a Rua Padre Antônio Correia de Sá, voltando pela BR-020 até o ponto inicial.”

Segundo as informações contidas nessa lei podemos entender que esses são os limites desse bairro:

  • Norte: Rua Alfredo Terceiro de Sousa (Bairro Boaviaginha);
  • Sul: Rua Padre Antônio Correia de Sá (Bairro Vila Azul);
  • Leste: Rua Manoel Araújo Marinho (Bairro Centro);
  • Oeste: Rua Raimundo Ribeiro da Silva (Bairros Alto da Queiroz e Recreio).

Em nossos dias, nessa cidade, mesmo com a determinação da lei nº 1.235, do dia 17 de abril de 2015, assinada no governo do Prefeito Dr. Fernando Antônio Vieira Assef, a Prefeitura de Boa Viagem nunca organizou às placas informativas contendo a identificação dos bairros.

O MAPA DO BAIRRO:

Um mapa é uma projeção visual de uma região, mas nem sempre está completamente correto, observe que ele está em uma superfície plana e não registra os acidentes geográficos do relevo.

Mapa do Bairro Alto do Motor.

Imagem do mapa do Bairro Alto do Motor.

AS RUAS DO BAIRRO:

A disposição das ruas nas cidades modernas deve ser feita como um tabuleiro de xadrez, algo que favorece o trânsito e a organização dos centros urbanos de nossa época.
Esse bairro do subúrbio está localizado em uma das partes mais altas da cidade e tem o seu relevo bastante acidentado, possuindo as seguintes ruas:

  1. Rua Antônio de Queiroz Marinho;
  2. Rua Alfredo de Sousa Terceiro;
  3. Rua Francisco Deoclécio Ramalho;
  4. Rua José Inácio de Carvalho;
  5. Rua José Leal de Oliveira;
  6. Rua José Leorne Leitão;
  7. Rua Jessé Alves da Silva;
  8. Rua Manoel Araújo Marinho;
  9. Rua Padre Antônio Correia de Sá;
  10. Rua Padre Mororó;
  11. Rua Raimundo Ribeiro da Silva;
  12. Rua Vereador José Vieira de Lima.

AS POTENCIALIDADES DO BAIRRO:

Embora fazendo parte da mesma cidade, esse bairro possui características particulares que lhe distingue dos demais e favorece aos seus moradores nos seguintes aspectos:

Cultura:

  • Templos:
  1. Igreja Evangélica Assembleia de Deus (Bela Vista);
  2. Igreja Batista Regular.

Turismo:

  1. Monumento ao Encontro das Estradas do Estado do Ceará.

Demais Órgãos Públicos de Serviço:

  1. Agência da Previdência Social.

AS IMAGENS DO BAIRRO:

Esse bairro, por ser próximo ao Centro da cidade, é bastante habitado e não possui muitos lotes a serem construídos.

Bairro Alto do Motor em 2010.

Imagem do Bairro Alto do Motor, em 2010.

Imagem do Bairro Alto da Queiroz e 2010.

Imagem do Bairro Alto do Motor, em 2010.

Imagem aérea do Bairro Alto do Motor em 2013.

Imagem do Bairro Alto do Motor, em 2013.

BIBLIOGRAFIA:

  1. FRANCO, G. A.; CAVALCANTE VIEIRA, M. D. Boa Viagem, Conhecer, Amar e Defender. Fortaleza: LCR, 2007.
  2. NASCIMENTO, Cícero Pinto do. Memórias de Minha Terra. Fortaleza: Encaixe, 2002.
  3. SILVA JÚNIOR, Eliel Rafael da. Andarilhos do Sertão. A Chegada e a Instalação do Protestantismo em Boa Viagem. Fortaleza: PREMIUS, 2015.
  4. VIEIRA FILHO, José. Minha História, Contada por Mim. Fortaleza: LCR, 2008.